• Pedro Rafael Barata
  • prtbarata@gmail.com
  • O objectivo deste Blog não é mais do que uma "Montra Pessoal" de vinhos provados. Visitem e Comentem!
  • Caro Produtor, se tem interesse em divulgar os seus vinhos no Blog Os Vinhos, clique aqui!
  •     
        
  • RSS







free counters


Todos os Vinhos Provados pelo Blog Os Vinhos
Todos os Vinhos Provados em Eventos de Provas de Vinhos

quarta-feira, 31 de Outubro de 2007

Harmonizações de Vinhos da Adega Cooperativa de Borba e especialidades do Néctar Wine Bar (Out/2007)


No passado dia 30/10/2007 nas instalações do Néctar Wine Bar, em Lisboa, teve lugar uma Harmonização dos Vinhos da Adega Cooperativa de Borba em conjunto com especialidades do Néctar Wine Bar.
Esta prova foi efectuada com a apresentação de 5 vinhos tintos.




Gostaria de deixar aqui uma palavra de agradecimento à Adega Cooperativa de Borba pela disponibilidade apresentada para com o Blog Os Vinhos.

As harmonizações vinho/prato foram as seguintes:

Adega Cooperativa de Borba Cabernet Sauvignon & Syrah 2004 (Tinto)/Lâminas de Queijo da Ilha com Azeitona Preta e Manjericão
Adega Cooperativa de Borba Trincadeira & Alicante Bouschet 2004 (Tinto)/Alheira de Caça com Alecrim e Compota de Maçã
Adega Cooperativa de Borba Touriga Nacional & Syrah 2005 (Tinto)/Morcilha de Porco Preto com Ananás
Adega Cooperativa de Borba Tinta Caiada & Pinot Noir 2004 (Tinto)/Polvo Corado com Migas de Broa e Feijão Frade, azeite virgem, louro, cebola rôxa, alho salteado, coentros
Borba Reserva 2003 (Tinto)/Bife do Lombo com Molho de Dijon, molho de natas, mostarda de Dijon, batata frita



607 - Adega Cooperativa de Borba Cabernet Sauvignon & Syrah 2004 (Tinto)Adega Cooperativa de Borba Cabernet Sauvignon & Syrah 2004 (Tinto)

Região: Regional Alentejo
Castas:
Cabernet Sauvignon e Syrah
Produtor: Adega Cooperativa de Borba, C.R.L.
Álcool: 14%
Enólogo: Óscar Gato
Nota de Prova: Aromas bem frutados e ligeiramente apimentados, boca com relativa intensidade, acidez equilibrada e acidez quanto baste, leves notas vegetais num conjunto harmonioso, o final é médio/longo.
Classificação Pessoal: 15
Adega Cooperativa de Borba Trincadeira & Alicante Bouschet 2004 (Tinto)

Região: Regional Alentejo
Castas:
Trincadeira e Alicante Bouschet
Produtor: Adega Cooperativa de Borba, C.R.L.
Álcool: 14%
Enólogo: Óscar Gato
Nota de Prova: Aromas intensos de frutos silvestres e ligeiro rebuçado, boca macia e frescura assinalável, fruta bem presente e bem acompanhada por notas florais e perfumadas, madeira ainda marca a sua presença apesar de acalmar no evoluir da prova, o final é equilibrado e algo persistente.
Classificação Pessoal: 16
610 - Adega Cooperativa de Borba Trincadeira & Alicante Bouschet 2004 (Tinto)
613 - Adega Cooperativa de Borba Touriga Nacional & Syrah 2005 (Tinto)Adega Cooperativa de Borba Touriga Nacional & Syrah 2005 (Tinto)

Região: Regional Alentejo
Castas:
Touriga Nacional e Syrah
Produtor: Adega Cooperativa de Borba, C.R.L.
Álcool: 13%
Enólogo: Óscar Gato
Nota de Prova: Cor intensa e ligeiramente avioletada, aromas de frutos vermelhos e com um ligeiro toque floral da Touriga que lhe dá uma certa elegância, paladar envolvente e complexo, de taninos maduros, está jovem e com a madeira a predominar, tem uma boa capacidade de evolução e um final bem interessante.
Classificação Pessoal: 16
Adega Cooperativa de Borba Tinta Caiada & Pinot Noir 2004 (Tinto)

Região: Regional Alentejo
Castas:
Tinta Caiada e Pinot Noir
Produtor: Adega Cooperativa de Borba, C.R.L.
Álcool: 14%
Enólogo: Óscar Gato
Nota de Prova: Cor rubi e nariz dominado pelos frutos vermelhos, alguma baunilha e leve balsâmico, melhora na boca, onde está vivo e com um corpo cheio, tem boa acidez e frescura, mas ainda está muito jovem, o final é mediano e persistente.
Classificação Pessoal: 15.5
604 - Adega Cooperativa de Borba Tinta Caiada & Pinot Noir 2004 (Tinto)
601 - Borba Reserva 2003 (Tinto)Borba Reserva 2003 (Tinto)

Região: Regional Alentejo
Castas:
Aragonez, Trincadeira, Castelão e Alicante Bouschet
Produtor: Adega Cooperativa de Borba, C.R.L.
Álcool: 13.5%
Enólogo: Óscar Gato
Nota de Prova: Aromas de frutos bem maduros e alguma especiaria, boca volumosa e acidez bem interessante, ligeiras notas balsâmicas e vegetais, num conjunto sempre marcado pela fruta e dominado pelas especiarias, tem um final persistente, sendo um claro exemplo de um clássico alentejano.
Classificação Pessoal: 16

Etiquetas:

Prova de Vinhos Quinta do Portal na LaCasta (Out/2007)

No passado dia 27/10/2007 nas instalações da Garrafeira LaCasta, em Lisboa, teve lugar a apresentação dos vinhos do Produtor Quinta do Portal.

Quinta do Portal 2006 (Rosé)Quinta do Portal 2006 (Rosé)

Região: DOC Douro
Castas:
Touriga Nacional, Tinta Roriz, Touriga Franca e Tinta Barroca
Produtor: Sociedade Quinta do Portal, S.A.
Álcool: 14%
Enólogo: Paulo Coutinho
Nota de Prova: Cor bem vermelha e aromas intensamente florais e algo frutados, na boca está fresco e equilibrado, final mediano e agradável.
Classificação Pessoal: 15.5
Quinta do Portal 2005 (Tinto)

Região: DOC Douro
Castas:
Tinta Roriz, Touriga Nacional e Touriga Franca
Produtor: Sociedade Quinta do Portal, S.A.
Álcool: 14.5%
Enólogo: Paulo Coutinho
Nota de Prova: Cor fechada e aromas de frutos pretos e silvestres bem integrados em notas florais e algo vegetais, paladar refinado e volumoso, estrutura interessante e taninos bem presentes, é bem atractivo, fruta com boa presença, bem como a baunilha e as especiarias, final médio/longo e de relativa persistência, é uma boa relação qualidade/preço.
Classificação Pessoal: 16
Quinta do Portal 2005 (Tinto)
Quinta do Portal Reserva 2003 (Tinto)Quinta do Portal Reserva 2003 (Tinto)

Região: DOC Douro
Castas:
Touriga Nacional, Touriga Franca e Tinta Roriz
Produtor: Sociedade Quinta do Portal, S.A.
Álcool: 14%
Enólogo: Paulo Coutinho
Nota de Prova: Cor viva, vermelho rubi e ligeiro violeta, nariz marcado pela fruta madura e alguma madeira, boca agradável, com taninos suaves e finos, está um conjunto equilibrado e harmonioso, de complexidade atractiva e com alguma capacidade de evolução, elegância quanto baste num final médio/longo.
Classificação Pessoal: 16.5
Quinta do Portal Grande Reserva 2000 (Tinto)

Região: DOC Douro
Castas:
Touriga Nacional, Tinta Roriz e Touriga Franca
Produtor: Sociedade Quinta do Portal, S.A.
Álcool: 13.5%
Enólogo: Paulo Coutinho
Nota de Prova: Cor rubi com laivos acastanhados, aromas e boca onde já é notório a sua evolução, leves notas frutadas e muito couro e especiaria, estrutura simples e longe dos seus tempos áureos, final curto e simpático.
Classificação Pessoal: 15
Quinta do Portal Grande Reserva 2000 (Tinto)
Quinta do Portal LBV 2000 (Porto)Quinta do Portal LBV 2000 (Porto)

Região: DOC Douro
Castas:
Touriga Nacional, Tinta Roriz e Touriga Franca
Produtor: Sociedade Quinta do Portal, S.A.
Álcool: 20%
Enólogo: Paulo Coutinho
Nota de Prova: Aromas de frutos vermelhos bem maduros, bem acompanhados por notas achocolatadas e especiarias, na boca é macio, com uma complexidade bem interessante e muito saboroso, final longo e bem agradável.
Classificação Pessoal: 16.5
Quinta do Portal Vintage 2004 (Porto)

Região: DOC Douro
Castas:
Touriga Nacional, Tinta Roriz e Touriga Franca
Produtor: Sociedade Quinta do Portal, S.A.
Álcool: 20%
Enólogo: Paulo Coutinho
Nota de Prova: Aromas muito jovens mas já com alguma fruta preta bem presente, paladar cheio, corpo vigoroso, grande estrutura e complexidade, muito frutado e achocolatado, final bem comprido e de imponente persistência.
Classificação Pessoal: 17.5
Quinta do Portal Vintage 2004 (Porto)

Etiquetas:

Prova de vinhos do Douro (Out/2007)


No passado dia 20/10/2007, realizei uma Prova de Vinhos do Douro.
Esta prova foi efectuada com a degustação de 4 vinhos, 1 rosé e 3 tintos.


Gostaria de deixar aqui uma palavra de agradecimento aos Produtores Quinta das Apegadas, Sociedade Agrícola, Lda e Sociedade Agrícola Quinta Seara d'Ordens, Lda pela disponibilidade apresentada para com o Blog Os Vinhos.

654 - Apegadas 2006 (Rosé)Apegadas 2006 (Rosé)

Região: DOC Douro
Castas:
Touriga Nacional e Touriga Franca
Produtor: Quinta das Apegadas, Sociedade Agrícola, Lda
Álcool: 12%
Enólogo: Rui Cunha
Nota de Prova: Cor avermelhada e aromas florais e algo frutados, o paladar é fresco e equilibrado, complexidade e final medianos.
Classificação Pessoal: 15
Apegadas Quinta Velha 2004 (Tinto)

Região: DOC Douro
Castas:
Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Roriz e Tinta Barroca
Produtor: Quinta das Apegadas, Sociedade Agrícola, Lda
Álcool: 13%
Enólogo: Rui Cunha
Nota de Prova: Aromas frutados bem vivos, bem acompanhados por notas florais e vegetais, na boca tem um perfil correcto, equilibrado e frutado, boa acidez e estrutura, final médio e persistente.
Classificação Pessoal: 15.5
655 - Apegadas Quinta Velha 2005 (Tinto)
730 - Quinta Seara d'Ordens Colheita Seleccionada 2004 (Tinto)Quinta Seara d'Ordens Colheita Seleccionada 2004 (Tinto)

Região: DOC Douro
Castas:
Touriga Nacional, Touriga Franca e Tinta Roriz
Produtor: Sociedade Agrícola Quinta Seara d'Ordens, Lda
Álcool: 13.5%
Enólogo: Luís Soares Duarte
Nota de Prova: Aromas marcados pelos frutos maduros e por muita especiaria e baunilha, paladar complexo e equilibrado, textura elegante e envolvente, notas de especiarias dominantes num conjunto ainda a evoluir e onde a madeira ainda está bem presente, final persistente e comprido.
Classificação Pessoal: 16
Quinta Seara d'Ordens Reserva 2004 (Tinto)

Região: DOC Douro
Castas:
Touriga Nacional, Tinta Roriz e Touriga Franca
Produtor: Sociedade Agrícola Quinta Seara d'Ordens, Lda
Álcool: 13.5%
Enólogo: Luís Soares Duarte
Nota de Prova: Cor intensa e aromas de frutos negros e alguma especiaria, ligeiras notas fumadas e de baunilha, boca muito interessante, encorpado e complexo, algo aveludado e elegante, tanines firmes e casamento quase perfeito entre a fruta e a madeira, boa capacidade de evolução e final bem longo.
Classificação Pessoal: 17
Quinta Seara d'Ordens Reserva 2004 (Tinto)

Etiquetas:

Prova de Vinhos Quinta da Falorca na Delidelux (Out/2007)

No passado dia 11/10/2007 nas instalações da Garrafeira Delidelux em Lisboa, teve lugar a Apresentação de alguns dos vinhos do produtor Quinta Vale das Escadinhas, responsável pelos vinhos Quinta da Falorca do Dão.
Esta prova foi efectuada com a apresentação de 5 vinhos, 1 rosé e 4 tintos.


Prova apresentado pelo Produtor Pedro Barros Figueiredo.

Quinta da Falorca 2006 (Rosé)Quinta da Falorca 2006 (Rosé)

Região: DOC Dão
Castas: Touriga Nacional
Produtor: Quinta Vale das Escadinhas - Sociedade Agrícola de Silgueiros, S.A.
Álcool: 13.5%
Enólogo: Carlos Figueiredo, Pedro Figueiredo e Vines & Wines
Nota de Prova: Cor bem vermelha e aromas muito florais e frutados, na boca está muito bem, boa acidez e estrutura agradável, os frutos vermelhos dominam num conjunto com um final equilibrado.
Classificação Pessoal: 16
Quinta da Falorca Colheita Seleccionada 2005 (Tinto)

Região: DOC Dão
Castas: Touriga Nacional, Jaen, Rufete e Alfrocheiro
Produtor: Quinta Vale das Escadinhas - Sociedade Agrícola de Silgueiros, S.A.
Álcool: 13%
Enólogo: Carlos Figueiredo, Pedro Figueiredo e Vines & Wines
Nota de Prova: Aromas marcados pelos frutos pretos e algumas especiarias, paladar equilibrado, com taninos maduros e algumas notas vegetais e de cacau, complexidade mediana e de fácil prova, o final é interessante.
Classificação Pessoal: 15.5
Quinta da Falorca Colheita Seleccionada 2005 (Tinto)
T-Nac 2005 (Tinto)T-Nac 2005 (Tinto)

Região: DOC Dão
Castas: Touriga Nacional
Produtor: Quinta Vale das Escadinhas - Sociedade Agrícola de Silgueiros, S.A.
Álcool: 13.5%
Enólogo: Pedro Figueiredo e Vines & Wines
Nota de Prova: Cor avioletada e aromas condizentes com a casta, muitas notas florais, violetas, na boca mostra vivacidade e força, boa estrutura e notas florais bem evidentes, acompanhadas de algum fruto silvestre, final médio/longo e bem saboroso.
Classificação Pessoal: 16
Quinta da Falorca Reserva 2003 (Tinto)

Região: DOC Dão
Castas: Touriga Nacional, Tinta Roriz e Alfrocheiro
Produtor: Quinta Vale das Escadinhas - Sociedade Agrícola de Silgueiros, S.A.
Álcool: 14.5%
Enólogo: Carlos Figueiredo, Pedro Figueiredo e Magalhães Coelho
Nota de Prova: Cor escura e nariz delicado, frutado e com ligeiras notas tostadas, tem uma boca envolvente, macia e elegante, boa harmonia fruta/barrica e com um final persistente.
Classificação Pessoal: 16.5
Quinta da Falorca Reserva 2003 (Tinto)
Quinta da Falorca Garrafeira 2003 (Tinto)Quinta da Falorca Garrafeira 2003 (Tinto)

Região: DOC Dão
Castas: Touriga Nacional, Tinta Roriz e Alfrocheiro
Produtor: Quinta Vale das Escadinhas - Sociedade Agrícola de Silgueiros, S.A.
Álcool: 14.5%
Enólogo: Carlos Figueiredo e Magalhães Coelho
Nota de Prova: Cor intensa e aromas marcados pelos frutos pretos e leves notas achocolatadas, boca cheia de vigor, carnudo, quente e de grande complexidade, é um vinho cheio, bem elegante e equilibrado, taninos poderosos, dando ideia de grande longevidade, o final é bem longo e de enorme persistência.
Classificação Pessoal: 17.5

Etiquetas:

terça-feira, 30 de Outubro de 2007

660 - Marka 2003 (Tinto)


Região: DOC Douro
Castas: Tinta Roriz, Touriga Nacional e Touriga Franca
Produtor: Durham - Agrellos (Vinhos), Lda
Preço: Entre 10€ e 12.5€
Álcool: 14.5%
Enólogo: António Agrellos
Notas de Prova: Aromas florais e a frutos maduros, acompanhadas de notas de rebuçado, acidez ainda elevada e taninos redondos, boca macia mas bem volumosa, o final é mediano e frutado.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Abril 2007

Classificação Blue Wine: ...................................14.5
• Data da Revista: Setembro 2006

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15.5
• Data da Revista: Julho 2006

Rótulo: O Marka assinala o regresso da família Agrellos à comercialização de vinhos de mesa. Este vinho foi vinificado com uvas da Quinta do Espinhal de Baixo, onde predominam as castas Tinta Roriz, Touriga Nacional e Touriga Francesa. É comercializado após 10 meses de estágio em barricas de carvalho francês. Sugerimos a abertura da garrafa meia hora antes de servir o vinho, por forma a potenciar todos os seus aromas. Chega ao mercado numa edição limitada de 3.900 garrafas.

Etiquetas: , , , , , ,

659 - Quinta da Lagoalva Castelão & Touriga Nacional 2003 (Tinto)

659 - Quinta da Lagoalva Castelão & Touriga Nacional 2003 (Tinto)
Região: Regional Ribatejo
Castas: Castelão e Touriga Nacional
Produtor: Sociedade Agrícola da Quinta da Lagoalva de Cima, S.A.
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 12.5%
Enólogo: Rui Reguinga e Diogo Campilho
Notas de Prova: Fruta vermelha na boca, paladar refinado e muito suave, corpo bem preenchido e final apelativo e guloso.




Classificação Pessoal: ......................................14
• Data da Prova: Abril 2007

Classificação Revista dos Vinhos: ......................14.5
• Data da Revista: Junho 2006

Rótulo: Produzido a partir das castas tradicionais portuguesas e vinificado a temperaturas baixas, mantém uma riqueza aromática própria de vinhos jovens. A sua estrutura de boca é macia, fresca e elegante. Sugerimos o consumo a 8ºC, acompanhado de refeições ligeiras e massas.

Etiquetas: , , , , ,

658 - Cortes de Cima Homenagem Hans Christian Andersen 2003 (Tinto)

658 - Cortes de Cima Homenagem Hans Christian Andersen 2003 (Tinto)
Região: Regional Alentejo
Castas: Syrah
Produtor: Casa Agrícola Cortes de Cima, Lda
Preço: Entre 12.5€ e 15€
Álcool: 14.5%
Enólogo: Hans Kristian Jorgensen
Notas de Prova: Cor concentrada e avermelhada, o nariz está muito frutado e aliado a finas notas de especiarias e a um toque balsâmico que confere uma bela frescura ao conjunto, o paladar é refinado, carnudo e muito estruturado, é um vinho encorpado, intenso e mostra um equilíbrio perfeito entre a fruta e as notas da madeira, tem um final longo e bem persistente.

Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Setembro 2009

Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Abril 2009

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Novembro 2007

Rótulo: Homenagem a Hans Christian Andersen 2005. Esta é uma produção limitada, comemorativa dos 200 anos do nascimento do escritor de contos infantis, Hans Christian Andersen. Para assinalar este evento, foi criada a fundação "HCA-abc", instituída em nome de H. C. Andersen, com a finalidade de permitir que crianças e jovens de todo o mundo, tenham a oportunidade de aprender a ler e escrever. Para ajudar o objectivo humanitário desta fundação, faremos uma doação por cada garrafa vendida. No ano de 1866, Hans Christian Andersen viveu três meses em Portugal, país ao qual chamou o "paraíso terrestre". O texto contido na parte da frente desta etiqueta foi retirado do conto "O Sapo", escrito durante a sua estadia em Portugal.

Etiquetas: , , , , ,

657 - Vertente 2004 (Tinto)

657 - Vertente 2004 (Tinto)
Região: DOC Douro
Castas: Tinta Roriz, Touriga Franca, Tinta Amarela, Touriga Nacional e outras
Produtor: Niepoort Vinhos, S.A.
Preço: Entre 10€ e 12.5€
Álcool: 13.5%
Enólogo: Dirk Niepoort
Notas de Prova: Cor muito avioletada e aromas fortemente marcados pela fruta vermelha, tem um paladar suave e frutado, fresco e com taninos suaves, notas de fumo e estrutura persistente, o final é apelativo e intenso.


Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Abril 2007

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Outubro 2006

Rótulo: -

Etiquetas: , , , , , , , ,

segunda-feira, 29 de Outubro de 2007

656 - Churchill Estates 2004 (Tinto)

656 - Churchill Estates 2004 (Tinto)
Região: DOC Douro
Castas: Touriga Nacional e Tinta Roriz
Produtor: Churchill Graham, Lda
Preço: Entre 7.5€ e 10€
Álcool: 14.5%
Enólogo: John Graham
Notas de Prova: Cor intensamente avioletada e aromas a frutos silvestres maduros, na boca denota uma acidez muito elevada, a pedir tempo em garrafa, estrutura e complexidade dignas de registo e algo encorpado, o final é persistente.



Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Dezembro 2009

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Abril 2007

Classificação Revista dos Vinhos: ......................17.5
• Data da Revista: Fevereiro 2007

Rótulo: Um vinho elegante e frutado produzido nas nossas Quintas do Douro; combinação de vinificação moderna, com castas tradicionais do Douro - Touriga Nacional e Tinta Roriz.

Etiquetas: , , , , ,

sexta-feira, 26 de Outubro de 2007

655 - Apegadas Quinta Velha 2005 (Tinto)

655 - Apegadas Quinta Velha 2005 (Tinto)
Região: DOC Douro
Castas: Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Roriz e Tinta Barroca
Produtor: Quinta das Apegadas, Sociedade Agrícola, Lda
Preço: Entre 7.5€ e 10€
Álcool: 13%
Enólogo: Rui Cunha
Notas de Prova: Aromas frutados bem vivos, bem acompanhados por notas florais e vegetais, na boca tem um perfil correcto, equilibrado e frutado, boa acidez e estrutura, final médio e persistente.


Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Julho 2008

Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Janeiro 2008

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Outubro 2007

Classificação Wine Passion: ..............................16
• Data da Revista: Maio 2008 / Junho 2008

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15.5
• Data da Revista: Junho 2007

Classificação Blue Wine: ...................................16
• Data da Revista: Maio 2007

Rótulo: Vinificado, com adequada maceração pelicular e controle de temperatura, a partir de uvas escolhidas da Quinta Velha, nomedamente das castas Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Roriz e Tinta Barroca. Estagiou parcialmente em barricas novas de carvalho durante doze meses. Porque não foi filtrado está sujeito a criar depósito.

Etiquetas: , , , , , , ,

654 - Apegadas 2006 (Rosé)


654 - Apegadas 2006 (Rosé)
Região: DOC Douro
Castas: Touriga Nacional e Touriga Franca
Produtor: Quinta das Apegadas, Sociedade Agrícola, Lda
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 12%
Enólogo: Rui Cunha
Notas de Prova: Cor avermelhada e aromas florais e algo frutados, o paladar é fresco e equilibrado, complexidade e final medianos.




Classificação Pessoal: ......................................15
• Data da Prova: Outubro 2007

Classificação Pessoal: ......................................14.5
• Data da Prova: Maio 2007

Classificação Revista dos Vinhos: ......................14
• Data da Revista: Agosto 2007

Classificação Wine Passion: ..............................15
• Data da Revista: Junho 2007

Rótulo: -

Etiquetas: , , , , ,

segunda-feira, 22 de Outubro de 2007

653 - Casa Santos Lima Touriga Nacional 2005 (Tinto)


653 - Casa Santos Lima Touriga Nacional 2005 (Tinto)
Região: Regional Estremadura
Castas: Touriga Nacional
Produtor: Casa Santos Lima - Companhia das Vinhas S.A.
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 14%
Enólogo: José Neiva
Notas de Prova: Cor intensa e avioletada, aromas de frutos silvestres bem presentes, acidez elevada e boca volumosa, bem acompanhada com leves notas de chocolate e alguma madeira, pronto a evoluir e final bem persistente.


Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Agosto 2007

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Abril 2007

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15
• Data da Revista: Dezembro 2006

Classificação Blue Wine: ...................................14.5
• Data da Revista: Novembro 2006 / Dezembro 2006

Rótulo: -

Etiquetas: , , , , ,

652 - Quinta de Alcube Reserva 2004 (Tinto)

652 - Quinta de Alcube Reserva 2004 (Tinto)
Região: Regional Península de Setúbal
Castas: Cabernet Sauvignon, Trincadeira e Syrah
Produtor: Quinta de Alcube
Preço: Entre 7.5€ e 10€
Álcool: 14.5%
Enólogo: Jaime Quendera
Notas de Prova: Aromas frutados que evoluem para um vegetal sóbrio e muita especiaria, boca envolvente, cheio de juventude notória na sua acidez, boa estrutura e madeira bem presente, com um final persistente e longo.



Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Janeiro 2009

Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Setembro 2008

Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Janeiro 2008

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Outubro 2007

Rótulo: A Quinta de Alcube está situada em Azeitão, em pleno Parque Natural da Arrábida. Na parte mais elevada dos seus terrenos foi construída a Capela das Necessidades, no seu interior da qual se ergue um valioso Padrão do séc. XV, classificado como monumento nacional. Este vinho foi criado a partir de uma selecção de castas com predominância do Cabernet Sauvignon, Trincadeira e Syrah, produzidas nas parcelas monovarietais da nossa Quinta. É o resultado de um trabalho rigoroso na vinha, com o total respeito pela Natureza e na adega com a utilização de modernas tecnologias. Estagiou 10 meses em meias barricas de carvalho americano e francês e 8 meses em garrafa antes de ser introduzido ao consumo. Acompanha pratos de caça, carnes vermelhas e queijos de pasta mole. Deve ser consumido entre 16º e 18º graus de temperatura. Consumir já ou guardar em local fresco, garrafa deitada por um período máximo de 7 anos. Desta colheita engarrafaram-se 7.533 garrafas. Cabendo a esta o nº 1.535.

Etiquetas: , , , , , ,

651 - Quinta de Alcube Castelão 2004 (Tinto)

651 - Quinta de Alcube Castelão 2004 (Tinto)
Região: Regional Península de Setúbal
Castas: Castelão
Produtor: Quinta de Alcube
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 14%
Enólogo: Jaime Quendera
Notas de Prova: Boa cor onde se destaca a sua concentração, os aromas iniciais são marcados pela fruta madura e alguma tosta que juntamente com a baunilha confere intensidade ao conjunto, evoluem para uma complexidade que impressiona durante a prova, na boca é estruturado, suave e bem agradável, a fruta continua bem presente e as especiarias aparecem de quando em vez, o final é prolongado.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Setembro 2008

Rótulo: A Quinta de Alcube está situada em Azeitão, em pleno Parque Natural da Arrábida. Na parte mais elevada dos seus terrenos foi construída a Capela das Necessidades, no seu interior da qual se ergue um valioso Padrão do séc. XV, classificado como monumento nacional. Este vinho foi criado a partir de uvas da casta Castelão produzidas nas parcelas monovarietais da nossa Quinta. É o resultado de um trabalho rigoroso na vinha, com o total respeito pela Natureza e na adega com a utilização de modernas tecnologias. Estagiou 10 meses em meias barricas de carvalho americano e francês e 4 meses em garrafa antes de ser introduzido ao consumo. Acompanha pratos de caça, carnes vermelhas e queijos de pasta mole. Deve ser consumido entre 16º e 18º graus de temperatura. Consumir já ou guardar em local fresco, garrafa deitada por um período máximo de 7 anos. Desta colheita engarrafaram-se 8.225 garrafas. Cabendo a esta o nº 853.

Etiquetas: , , , , ,

650 - Quinta de Alcube 2005 (Tinto)

650 - Quinta de Alcube 2005 (Tinto)
Região: Regional Península de Setúbal
Castas: Castelão e Trincadeira
Produtor: Quinta de Alcube
Preço: Entre 2€ e 4€
Álcool: 14%
Enólogo: Jaime Quendera
Notas de Prova: Aromas simples mas frutados com uma ligeira sensação balsâmica, na boca tem uma presença agradável, com boa frescura, volume médio e algumas especiarias que acompanham bem a fruta, o final é mediano.



Classificação Pessoal: ......................................14.5
• Data da Prova: Setembro 2008

Rótulo: A Quinta de Alcube está situada em Azeitão, em pleno Parque Natural da Arrábida. Na parte mais elevada dos seus terrenos foi construída a Capela das Necessidades, no seu interior da qual se ergue um valioso Padrão do séc. XV, classificado como monumento nacional. Este vinho foi criado a partir de uvas das castas Castelão e Trincadeira produzidas nos vinhedos da nossa Quinta. É o resultado de um trabalho rigoroso na vinha, com o total respeito pela Natureza e na adega com a utilização de modernas tecnologias. É um vinho jovem, macio e elegante que acompanha bem pratos de carne, pratos de peixe e queijos. Deve ser consumido entre 16º e 17º graus de temperatura. Consumir já ou guardar em local fresco, garrafa deitada por um período máximo de 5 anos. Desta colheita engarrafaram-se 6.993 garrafas. Cabendo a esta o nº 191.

Etiquetas: , , , , ,

sexta-feira, 19 de Outubro de 2007

649 - Quinta de Alcube Reserva 2003 (Tinto)

649 - Quinta de Alcube Reserva 2003 (Tinto)
Região: Regional Península de Setúbal
Castas: Cabernet Sauvignon, Trincadeira e Syrah
Produtor: Quinta de Alcube
Preço: Entre 7.5€ e 10€
Álcool: 14%
Enólogo: Jaime Quendera
Notas de Prova: Nariz complexo mas que já mostra alguma fruta madura e fruta em passa, especiarias dominantes num conjunto ainda um pouco tostado, algum fumado, na boca é volumoso, com boa presença e taninos cheios de garra, a evolução em garrafa foi positiva pois amaciou a tosta e enalteceu a fruta, o final revela uma persistência assinalável e um grande equilíbrio.

Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Setembro 2008

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16.5
• Data da Revista: Dezembro 2005

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Março 2005

Rótulo: A Quinta de Alcube está situada em Azeitão, em pleno Parque Natural da Arrábida. Na parte mais elevada dos seus terrenos foi construída a Capela das Necessidades, no seu interior da qual se ergue um valioso Padrão do séc. XV, classificado como monumento nacional. Este vinho foi criado a partir de uma selecção de castas com predominância do Cabernet Sauvignon, Trincadeira e Syrah, produzidas nas parcelas monovarietais da nossa Quinta. É o resultado de um trabalho rigoroso na vinha, com o total respeito pela Natureza e na adega com a utilização de modernas tecnologias. Estagiou 10 meses em meias barricas de Carvalho Americano e Francês e 8 meses em garrafa antes de ser introduzido ao consumo. Acompanha pratos de caça, carnes vermelhas e queijos de pasta mole. Deve ser consumido entre 16º e 18º graus de temperatura. Consumir já ou guardar em local fresco, garrafa deitada por um período máximo de 10 anos. Desta colheita engarrafaram-se 8.333 garrafas. Cabendo a esta o nº 3.403.

Etiquetas: , , , , , ,

quinta-feira, 18 de Outubro de 2007

648 - Quinta de Alcube Castelão 2003 (Tinto)

648 - Quinta de Alcube Castelão 2003 (Tinto)
Região: Regional Península de Setúbal
Castas: Castelão
Produtor: Quinta de Alcube
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 14%
Enólogo: Jaime Quendera
Notas de Prova: Aromas frutados e levemente marcados por um ligeiro doce, na boca tem um impacto bem positivo, cheio de força e vivacidade, os frutos vermelhos e a baunilha estão bem casados, taninos maduros e final persistente.



Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Setembro 2008

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Julho 2007

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Dezembro 2005

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15.5
• Data da Revista: Outubro 2005

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15
• Data da Revista: Março 2005

Rótulo: A Quinta de Alcube está situada em Azeitão, em pleno Parque Natural da Arrábida. Na parte mais elevada dos seus terrenos foi construída a Capela das Necessidades, no seu interior da qual se ergue um valioso Padrão do séc. XV, classificado como monumento nacional. Este vinho foi criado a partir de uvas da casta Castelão produzidas nas parcelas monovarietais da nossa Quinta. É o resultado de um trabalho rigoroso na vinha, com o total respeito pela Natureza e na adega com a utilização de modernas tecnologias. Estagiou 10 meses em meias barricas de carvalho americano e francês e 4 meses em garrafa antes de ser introduzido ao consumo. Acompanha pratos de caça, carnes vermelhas e queijos de pasta mole. Deve ser consumido entre 16º e 18º graus de temperatura. Consumir já ou guardar em local fresco, garrafa deitada por um período máximo de 7 anos.

Etiquetas: , , , , ,

647 - Adega de Pegões Alicante Bouschet 2004 (Tinto)

647 - Adega de Pegões Alicante Bouschet 2004 (Tinto)
Região: Regional Península de Setúbal
Castas: Alicante Bouschet
Produtor: Cooperativa Agrícola de Santo Isidro de Pegões, CRL
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 14%
Enólogo: Jaime Quendera
Notas de Prova: Cor forte e aromas de frutos pretos bem vincados, leves especiarias e algum balsâmico num nariz exuberante, na boca tem um volume bem conseguido, elegante quanto baste e de uma macieza de prova invulgar, a fruta continua com uma boa presença num final longo.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Janeiro 2008

Classificação Wine Passion: ..............................14.5
• Data da Revista: Novembro 2006

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Abril 2006

Rótulo: Localizada em Pegões velhos, sul de Portugal, a cooperativa agrícola de Santo Isidro de Pegões, produz e engarrafa vinhos de qualidade desde 1958 data da sua fundação. Elaborado com base na casta Alicante Bouschet, produzida por vinhas perfeitamente identificadas em solos arenosos, as uvas são colhidas em miados de Setembro, quando a maturação fenólica é atingida. Vinificado em cubas-lagar de Inox com maceração pelicular prolongada, seguido de estágio de 6 meses em meias pipas de carvalho, resultou um vinho denso, macio, aveludado com aromas a frutos pretos maduros, com algum floral típicos da casta, que se pode consumir desde já, ou guardar por mais alguns anos. Acompanha bem pratos de carne, queijos e pratos de peixe bem cozinhados. Período máximo de guarda aconselhado: 7 anos. Guardar garrafa deitada em local fresco não húmido. Temperatura de consumo: 16 - 18 graus.

Etiquetas: , , , , ,

quarta-feira, 17 de Outubro de 2007

646 - Adega de Pegões Touriga Nacional 2004 (Tinto)

646 - Adega de Pegões Touriga Nacional 2004 (Tinto)
Região: Regional Península de Setúbal
Castas: Touriga Nacional
Produtor: Cooperativa Agrícola de Santo Isidro de Pegões, CRL
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 13.5%
Enólogo: Jaime Quendera
Notas de Prova: Os aromas são dominados pela maior característica da casta, um floral intenso bem conjugado com um leve frutado, corpo medianamente cheio e taninos bem redondos, leve vegetal e alguma complexidade, o final é médio/longo e robusto.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Janeiro 2008

Classificação Blue Wine: ...................................14
• Data da Revista: Abril 2007

Rótulo: Localizada em Pegões velhos, sul de Portugal, a cooperativa agrícola de Santo Isidro de Pegões, produz e engarrafa vinhos de qualidade desde 1958 data da sua fundação. Elaborado com base na casta Touriga Nacional, produzida por vinhas perfeitamente identificadas em solos arenosos, as uvas são colhidas em miados de Setembro, quando a maturação fenólica é atingida. Vinificado em cubas-lagar de Inox com maceração pelicular prolongada, seguido de estágio de 6 meses em meias pipas de carvalho, resultou um vinho denso, macio, aveludado com aromas florais típicos da casta, que se pode consumir desde já, ou guardar por mais alguns anos. Acompanha bem pratos de carne, queijos e pratos de peixe bem cozinhados. Período máximo de guarda aconselhado: 7 anos. Guardar garrafa deitada em local fresco não húmido. Temperatura de consumo: 16 - 18 graus.

Etiquetas: , , , , ,

645 - Adega de Pegões Cabernet Sauvignon 2005 (Tinto)

645 - Adega de Pegões Cabernet Sauvignon 2005 (Tinto)
Região: Regional Península de Setúbal
Castas: Cabernet Sauvignon
Produtor: Cooperativa Agrícola de Santo Isidro de Pegões, CRL
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 14%
Enólogo: Jaime Quendera
Notas de Prova: Nariz marcado pelas notas vegetais e um apimentado muito ligeiro, paladar com a madeira muito discreta e uns taninos delicados, volume e complexidade medianos para um final não muito longo mas harmonioso.


Classificação Pessoal: ......................................14
• Data da Prova: Janeiro 2008

Classificação Blue Wine: ...................................15
• Data da Revista: Agosto 2007

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15
• Data da Revista: Julho 2007

Classificação Wine Passion: ..............................16
• Data da Revista: Maio 2007

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Março 2007

Classificação Wine Passion: ..............................16.1
• Data da Revista: Fevereiro 2007

Rótulo: Localizada em Pegões velhos, sul de Portugal, a cooperativa agrícola de Santo Isidro de Pegões, produz e engarrafa vinhos de qualidade desde 1958 data da sua fundação. Elaborado com base na casta Cabernet Sauvignon, produzida por vinhas perfeitamente identificadas em solos arenosos, as uvas são colhidas em miados de Setembro, quando a maturação fenólica é atingida. Vinificado em cubas-lagar de Inox com maceração pelicular prolongada, seguido de estágio de 6 meses em meias pipas de carvalho, resultou um vinho denso, macio, aveludado com aromas típicos da casta, que se pode consumir desde já, ou guardar por mais alguns anos. Acompanha bem pratos de carne, queijos e pratos de peixe bem cozinhados. Período máximo de guarda aconselhado: 7 anos. Guardar garrafa deitada em local fresco não húmido. Temperatura de consumo: 16 - 18 graus.

Etiquetas: , , , , ,

segunda-feira, 15 de Outubro de 2007

644 - Adega de Pegões Trincadeira 2005 (Tinto)

645 - Adega de Pegões Trincadeira 2005 (Tinto)
Região: Regional Península de Setúbal
Castas: Trincadeira
Produtor: Cooperativa Agrícola de Santo Isidro de Pegões, CRL
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 13.5%
Enólogo: Jaime Quendera
Notas de Prova: Aromas marcados pelos frutos maduros, bem como leve rebuçado e caramelo, na boca tem uma boa complexidade, taninos com uma presença muito aceitável e a fruta está bem combinada com as especiarias, final médio/longo e ligeiramente seco.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Janeiro 2008

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15.5
• Data da Revista: Junho 2007

Classificação Blue Wine: ...................................13
• Data da Revista: Abril 2007

Rótulo: Localizada em Pegões velhos, sul de Portugal, a cooperativa agrícola de Santo Isidro de Pegões, produz e engarrafa vinhos de qualidade desde 1958 data da sua fundação. Elaborado com base na casta Trincadeira, produzida por vinhas perfeitamente identificadas em solos arenosos, as uvas são colhidas em miados de Setembro, quando a maturação fenólica é atingida. Vinificado em cubas-lagar de Inox com maceração pelicular prolongada, seguido de estágio de 6 meses em meias pipas de carvalho, resultou um vinho denso, macio, aveludado com aromas a frutos muito maduros típicos da casta, que se pode consumir desde já, ou guardar por mais alguns anos. Acompanha bem pratos de carne, queijos e pratos de peixe bem cozinhados. Período máximo de guarda aconselhado: 7 anos. Guardar garrafa deitada em local fresco não húmido. Temperatura de consumo: 16 - 18 graus.

Etiquetas: , , , , ,

643 - Adega de Pegões Aragonez 2004 (Tinto)

643 - Adega de Pegões Aragonez 2004 (Tinto)
Região: Regional Península de Setúbal
Castas: Aragonez
Produtor: Cooperativa Agrícola de Santo Isidro de Pegões, CRL
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 13%
Enólogo: Jaime Quendera
Notas de Prova: Aromas frutados e bem frescos, ligeiramente minerais, na boca tem uma estrutura mediana e uma boa acidez, o final é médio e de uma macieza interessante.



Classificação Pessoal: ......................................14.5
• Data da Prova: Janeiro 2008

Classificação Blue Wine: ...................................13.5
• Data da Revista: Abril 2007

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16.5
• Data da Revista: Março 2006

Rótulo: Localizada em Pegões velhos, sul de Portugal, a cooperativa agrícola de Santo Isidro de Pegões, produz e engarrafa vinhos de qualidade desde 1958 data da sua fundação. Elaborado com base na casta Aragonez, produzida por vinhas perfeitamente identificadas em solos arenosos, as uvas são colhidas em miados de Setembro, quando a maturação fenólica é atingida. Vinificado em cubas-lagar de Inox com maceração pelicular prolongada, seguido de estágio de 6 meses em meias pipas de carvalho, resultou um vinho denso, macio, aveludado com aromas frutos vermelhos típicos da casta, que se pode consumir desde já, ou guardar por mais alguns anos. Acompanha bem pratos de carne, queijos e pratos de peixe bem cozinhados. Período máximo de guarda aconselhado: 7 anos. Guardar garrafa deitada em local fresco não húmido. Temperatura de consumo: 16 - 18 graus.

Etiquetas: , , , , ,

642 - Adega de Pegões Syrah 2005 (Tinto)


642 - Adega de Pegões Syrah 2005 (Tinto)
Região: Regional Península de Setúbal
Castas: Syrah
Produtor: Cooperativa Agrícola de Santo Isidro de Pegões, CRL
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 14%
Enólogo: Jaime Quendera
Notas de Prova: Cor bem escura e de laivos rubi, no nariz são notórios os frutos bem maduros e uma leve especiaria, o paladar é vivo e cheio de garra, acidez equilibrada num conjunto harmonioso, o final é persistente embora ainda muito jovem.


Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Janeiro 2008

Classificação Wine Passion: ..............................17.4
• Data da Revista: Março 2008

Classificação Blue Wine: ...................................16
• Data da Revista: Novembro 2007

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15
• Data da Revista: Outubro 2007

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15.5
• Data da Revista: Julho 2007

Classificação Wine Passion: ..............................15.5
• Data da Revista: Maio 2007

Classificação Wine Passion: ..............................15.1
• Data da Revista: Fevereiro 2007

Rótulo: Localizada em Pegões velhos, sul de Portugal, a cooperativa agrícola de Santo Isidro de Pegões, produz e engarrafa vinhos de qualidade desde 1958 data da sua fundação. Elaborado com base na casta Syrah, produzida por vinhas perfeitamente identificadas em solos arenosos, as uvas são colhidas em miados de Setembro, quando a maturação fenólica é atingida. Vinificado em cubas-lagar de Inox com maceração pelicular prolongada, seguido de estágio de 6 meses em meias pipas de carvalho, resultou um vinho denso, macio, aveludado com aromas onde predominam especiarias, típicos da casta, que se pode consumir desde já, ou guardar por mais alguns anos. Acompanha bem pratos de carne, queijos e pratos de peixe bem cozinhados. Período máximo de guarda aconselhado: 7 anos. Guardar garrafa deitada em local fresco não húmido. Temperatura de consumo: 16 - 18 graus.

Etiquetas: , , , , ,

sexta-feira, 12 de Outubro de 2007

641 - Quinta de Cabriz Touriga Nacional 2003 (Tinto)

641 - Quinta de Cabriz Touriga Nacional 2003 (Tinto)
Região: DOC Dão
Castas: Touriga Nacional
Produtor: Dão Sul - Sociedade Vitinícola, SA
Preço: Entre 15€ e 20€
Álcool: 14%
Enólogo: Carlos Lucas e Carlos Moura
Notas de Prova: Cor intensa e nariz marcado por uma forte complexidade, aromas de frutos pretos maduros e alguns bagos silvestres, notas florais e leve baunilha, na boca é rico em fruta e cheio no volume, apresenta uma grande envolvência durante a prova, é visível uma evolução muito positiva em garrafa, taninos bem polidos