• Pedro Rafael Barata
  • prtbarata@gmail.com
  • O objectivo deste Blog não é mais do que uma "Montra Pessoal" de vinhos provados. Visitem e Comentem!
  • Caro Produtor, se tem interesse em divulgar os seus vinhos no Blog Os Vinhos, clique aqui!
  •     
        
  • RSS







free counters


Todos os Vinhos Provados pelo Blog Os Vinhos
Todos os Vinhos Provados em Eventos de Provas de Vinhos

segunda-feira, 31 de Janeiro de 2011

1621 - Montes Claros Reserva 2007 (Tinto)


1621 - Montes Claros Reserva 2007 (Tinto)
Região: DOC Alentejo
Castas: Aragonez, Trincadeira, Cabernet Sauvignon e Tinta Caiada
Produtor: Adega Cooperativa de Borba, C.R.L.
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 14%
Enólogo: Óscar Gato
Notas de Prova: Mostra uma cor granada concentrada e um nariz rico em aromas frutados, alguma compota e um fina especiaria a conferir um agradável equilíbrio ao conjunto, na boca é um vinho suave, relativamente complexo, onde os frutos pretos estão bem presentes, conta com uns taninos maduros e um final médio/longo.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Março 2010

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15.5
• Data da Revista: Outubro 2010

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............16
• Data da Revista: Dezembro 2009

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............16
• Data da Revista: Fevereiro 2009

Rótulo: -

Etiquetas: , , , , , , ,

domingo, 30 de Janeiro de 2011

1620 - Herdade de São Miguel Cabernet Sauvignon 2008 (Tinto)

1620 - Herdade de São Miguel Cabernet Sauvignon 2008 (Tinto)
Região: Regional Alentejo
Castas: Cabernet Sauvignon
Produtor: Casa Agrícola Alexandre Relvas, Lda
Preço: Entre 7.5€ e 10€
Álcool: 14.5%
Enólogo: Luís Duarte e Nuno Franco
Notas de Prova: Cor rubi intensa e auréola avioletada, o nariz revela frutos silvestres e um certo toque vegetal, o paladar mostra requinte e harmonia, conta com uns taninos redondos e um corpo volumoso e estruturado, o final apresenta-se frutado e persistente.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Agosto 2010

Classificação Paixão pelo Vinho - Wine Passion: .18
• Data da Revista: Outubro 2010

Rótulo: A primavera comprida e amena assim como o verão curto e fresco que se fizeram sentir no ano de 2008, ofereceram um amadurecimento perfeito à casta Cabernet Sauvignon. Decidimos por isso dá-la a conhecer no seu máximo explendor engarrafando 1.800 garrafas. As uvas foram vinificadas em lagares sem qualquer tipo de extracção mecânica e o estágio ocorreu durante 16 meses em barricas de carvalho francês.

Etiquetas: , , , , ,

1619 - Herdade de São Miguel Touriga Nacional 2008 (Tinto)

1619 - Herdade de São Miguel Touriga Nacional 2008 (Tinto)
Região: Regional Alentejo
Castas: Touriga Nacional
Produtor: Casa Agrícola Alexandre Relvas, Lda
Preço: Entre 7.5€ e 10€
Álcool: 14.5%
Enólogo: Luís Duarte e Nuno Franco
Notas de Prova: Cor intensa e aromas vivos e ricos de fruta vermelha e notas florais, aliadas a leves sugestões de baunilha vindas do estágio em barricas, na boca é um vinho muito fresco, que conta com uma bela acidez e uma estrutura bem interessante, os taninos estão firmes mas bem integrados num conjunto frutado e levemente especiado, o final é prolongado e persistente.

Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Agosto 2010

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............14.5
• Data da Revista: Dezembro 2010

Classificação Paixão pelo Vinho - Wine Passion: .17.2
• Data da Revista: Outubro 2010

Classificação Paixão pelo Vinho - Wine Passion: .17.2
• Data da Revista: Julho 2010 / Agosto 2010

Rótulo: A primavera comprida e amena assim como o verão curto e fresco que se fizeram sentir no ano de 2008, ofereceram um amadurecimento perfeito à casta Portuguesa mais conhecida internacionalmente, a Touriga Nacional. Decidimos por isso dá-la a conhecer no seu máximo explendor engarrafando 3.000 garrafas. As uvas foram vinificadas em lagares sem qualquer tipo de extracção mecânica e o estágio ocorreu durante 12 meses em barricas de carvalho francês.

Etiquetas: , , , , ,

sábado, 29 de Janeiro de 2011

1618 - Herdade de São Miguel Reserva 2006 (Tinto)


1618 - Herdade de São Miguel Reserva 2006 (Tinto)
Região: Regional Alentejo
Castas: Aragonês, Alicante Bouschet e Cabernet Sauvignon
Produtor: Casa Agrícola Alexandre Relvas, Lda
Preço: Entre 15€ e 20€
Álcool: 14.5%
Enólogo: Luís Duarte e Nuno Franco
Notas de Prova: Cor opaca e nariz rico em notas de fruta bem madura, elegantes sugestões de baunilha, café e algum balsâmico, na boca revela-se complexo e estruturado, conta com uns taninos sólidos mas elegantes e, ao mesmo tempo, reveladores de capacidade de envelhecimento, a fruta continua em evidência e mostra-se aliada a diversas especiarias, formando um conjunto vigoroso e volumoso, o final é longo e bem persistente.

Classificação Pessoal: ......................................17
• Data da Prova: Agosto 2010

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16.5
• Data da Revista: Maio 2009

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............16
• Data da Revista: Março 2009

Rótulo: Na origem deste vinho, que foi produzido e engarrafado na herdade, estão uvas seleccionadas das melhores parcelas de Aragonês, Alicante Bouschet e Cabernet Sauvignon. Após vindima manual e fermentação em lagares, o vinho foi submetido a um estágio de 12 meses em barricas novas de carvalho francês e durante 6 meses em garrafa. Desta selecção resultaram 16.700 garrafas. Garrafa nº 3.295.

Etiquetas: , , , , , ,

sexta-feira, 28 de Janeiro de 2011

1617 - Herdade de São Miguel Colheita Seleccionada 2008 (Tinto)

1617 - Herdade de São Miguel Colheita Seleccionada 2008 (Tinto)
Região: Regional Alentejo
Castas: Aragonês, Trincadeira, Alicante Bouschet e Cabernet Sauvignon
Produtor: Casa Agrícola Alexandre Relvas, Lda
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 13.5%
Enólogo: Luís Duarte e Nuno Franco
Notas de Prova: Cor rubi de média concentração e nariz agradavelmente frutado e ligeiramente especiado, na boca é um vinho saboroso, de fácil prova e onde a fruta é completamente dominante, os taninos revelam-se redondos e o final é mediano de comprimento e persistência.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Agosto 2010

Rótulo: Este vinho foi produzido exclusivamente a partir de uvas da Herdade, das castas aragonês, trincadeira, alicante bouschet e cabernet sauvignon.

Etiquetas: , , , , , , ,

quinta-feira, 27 de Janeiro de 2011

1616 - Serbato Chardonnay 2007 (Branco)

1616 - Serbato Chardonnay 2007 (Branco)
Região: Itália
Castas: Chardonnay
Produtor: Beni di Batasiolo
Preço: Entre 7.5€ e 10€
Álcool: 13%
Enólogo: Paolo Pronzato
Notas de Prova: Apresenta uma cor amarela muito suave e um nariz fresco e agradavelmente preenchido por notas de fruta tropical e suaves notas florais, na boca é um vinho equilibrado, redondo e de fácil prova, os citrinos e a fruta marcam o paladar e o final tem um comprimento médio.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Agosto 2010

Rótulo: -

Etiquetas: , , , , ,

1615 - Herdade dos Grous 2008 (Tinto)

1615 - Herdade dos Grous 2008 (Tinto)
Região: Regional Alentejo
Castas: Aragonês, Alicante Bouschet, Touriga Nacional e Syrah
Produtor: Herdade dos Grous
Preço: Entre 7.5€ e 10€
Álcool: 14%
Enólogo: Luís Duarte
Notas de Prova: Apresenta uma cor bonita, com boa intensidade e concentração, o nariz apesar de jovem, dá sinais de fruta madura, alguma baunilha e um ligeiro toque especiado, na boca é um vinho suave, muito agradável e frutado, mostra uma complexidade e frescura bem interessantes e termina de uma forma persistente e muito equilibrada.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Dezembro 2010

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Março 2010

Rótulo: Elegante o grou é venerado pela sua graça e beleza e pelas suas árduas migrações de longa distância. Produzido e engarrafado na Herdade dos Grous, a partir das castas Aragonês, Syrah, Alicante Bouschet e Touriga Nacional, estagiou 9 meses em barricas carvalho francês. Um vinho criado à semelhança do Grou. Deve ser servido à temperatura de 16ºC a 18ºC.

Etiquetas: , , , , , , ,

quarta-feira, 26 de Janeiro de 2011

1614 - Adega de Pegões Alicante Bouschet 2008 (Tinto)

1614 - Adega de Pegões Alicante Bouschet 2008 (Tinto)
Região: Regional Península de Setúbal
Castas: Alicante Bouschet
Produtor: Cooperativa Agrícola de Santo Isidro de Pegões, CRL
Preço: Entre 10€ e 12.5€
Álcool: 14%
Enólogo: Jaime Quendera
Notas de Prova: Cor opaca no centro e auréola violácea, o nariz revela frutos pretos aliados a leves toques mentolados e fumados, na boca é um vinho guloso, muito equilibrado e com uma boa dose de fruta, os taninos mostram firmeza e o final é prolongado e saboroso.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Agosto 2010

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............17
• Data da Revista: Fevereiro 2011

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Dezembro 2010

Classificação Revista Escanção: ........................85*
• Data da Prova: Setembro 2010 / Outubro 2010
* Classificação de 0-100


Rótulo: Localizada em Pegões velhos, sul de Portugal, a Cooperativa Agrícola de Santo Isidro de Pegões, produz e engarrafa vinhos de qualidade desde 1958 data da sua fundação. Elaborado com base na casta Alicante Bouschet, produzida por vinhas perfeitamente identificadas em solos arenosos, as uvas são colhidas em miados de Setembro, quando a maturação fenólica é atingida. Vinificado em cubas-lagar de Inox com maceração pelicular prolongada, seguido de estágio de 8 meses em meias pipas de carvalho, resultou um vinho denso, macio, aveludado com aromas a frutos pretos maduros, com algum floral típicos da casta, que se pode consumir desde já, ou guardar por mais alguns anos. Acompanha bem pratos de carne, queijos e pratos de peixe bem cozinhados. Período máximo de guarda aconselhado: 7 anos. Guardar garrafa deitada em local fresco não húmido. Temperatura de consumo: 16 - 18 graus.

Etiquetas: , , , , ,

terça-feira, 25 de Janeiro de 2011

1613 - Adega de Pegões Cabernet Sauvignon 2008 (Tinto)

1613 - Adega de Pegões Cabernet Sauvignon 2008 (Tinto)
Região: Regional Península de Setúbal
Castas: Cabernet Sauvignon
Produtor: Cooperativa Agrícola de Santo Isidro de Pegões, CRL
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 13.5%
Enólogo: Jaime Quendera
Notas de Prova: Cor cheia e nariz marcado pelas notas vegetais em sintonia com um pimento muito delicado e algumas notas florais, na boca a madeira está bem integrada num conjunto que se destaca pela sua facilidade de prova e harmonia de sabores, revela algum fruto preto e notas de cacau, conta com uns taninos jovens mas bem redondos e um final bem simpático, em termos de comprimento e persistência.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Agosto 2010

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Fevereiro 2012

Classificação Revista Escanção: ........................82*
• Data da Prova: Setembro 2010 / Outubro 2010
* Classificação de 0-100


Rótulo: Localizada em Pegões velhos, sul de Portugal, a Cooperativa Agrícola de Santo Isidro de Pegões, produz e engarrafa vinhos de qualidade desde 1958 data da sua fundação. Elaborado com base na casta Cabernet Sauvignon, produzida por vinhas perfeitamente identificadas em solos arenosos, as uvas são colhidas em miados de Setembro, quando a maturação fenólica é atingida. Vinificado em cubas-lagar de Inox com maceração pelicular prolongada, seguido de estágio de 6 meses em meias pipas de carvalho, resultou um vinho denso, macio, aveludado com aromas típicos da casta, que se pode consumir desde já, ou guardar por mais alguns anos. Acompanha bem pratos de carne, queijos e pratos de peixe bem cozinhados. Período máximo de guarda aconselhado: 7 anos. Guardar garrafa deitada em local fresco não húmido. Temperatura de consumo: 16 - 18 graus.

Etiquetas: , , , , ,

1612 - Adega de Pegões Aragonez 2008 (Tinto)

1612 - Adega de Pegões Aragonez 2008 (Tinto)
Região: Regional Península de Setúbal
Castas: Aragonez
Produtor: Cooperativa Agrícola de Santo Isidro de Pegões, CRL
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 13%
Enólogo: Jaime Quendera
Notas de Prova: Apresenta uma cor rubi com boa intensidade e um nariz que rapidamente faz lembrar frutos vermelhos, ligeira madeira e subtis notas de groselha, na boca conta com uma acidez agradável, muita fruta e uns taninos bem vivos, o final tem um comprimento mediano e uma persistência interessante.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Agosto 2010

Classificação Paixão pelo Vinho - Wine Passion: .16.5
• Data da Revista: Novembro 2010

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15.5
• Data da Revista: Outubro 2010

Classificação Revista Escanção: ........................85*
• Data da Prova: Setembro 2010 / Outubro 2010
* Classificação de 0-100


Rótulo: Localizada em Pegões velhos, sul de Portugal, a Cooperativa Agrícola de Santo Isidro de Pegões, produz e engarrafa vinhos de qualidade desde 1958 data da sua fundação. Elaborado com base na casta Aragonez, produzida por vinhas perfeitamente identificadas em solos arenosos, as uvas são colhidas em miados de Setembro, quando a maturação fenólica é atingida. Vinificado em cubas-lagar de Inox com maceração pelicular prolongada, seguido de estágio em meias pipas de carvalho, resultou um vinho denso, macio, aveludado com aromas frutos vermelhos típicos da casta, que se pode consumir desde já, ou guardar por mais alguns anos. Acompanha bem pratos de carne, queijos e pratos de peixe bem cozinhados. Período máximo de guarda aconselhado: 7 anos. Guardar garrafa deitada em local fresco não húmido. Temperatura de consumo: 16 - 18 graus.

Etiquetas: , , , , ,

segunda-feira, 24 de Janeiro de 2011

1611 - Adega de Pegões Touriga Nacional 2008 (Tinto)

1611 - Adega de Pegões Touriga Nacional 2008 (Tinto)
Região: Regional Península de Setúbal
Castas: Touriga Nacional
Produtor: Cooperativa Agrícola de Santo Isidro de Pegões, CRL
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 14%
Enólogo: Jaime Quendera
Notas de Prova: Cor intensa de tons violeta e ligeiramente avermelhados, no nariz a fruta madura aparece bem conjugada com frescas notas florais e uma subtil sensação de baunilha, na boca é um vinho de volume médio, relativamente estruturado e com uns taninos bem redondos, a fruta e a madeira continuam dominantes e o final é prolongado e bem agradável.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Agosto 2010

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............14
• Data da Revista: Dezembro 2010

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Outubro 2010

Classificação Revista Escanção: ........................82*
• Data da Prova: Setembro 2010 / Outubro 2010
* Classificação de 0-100


Classificação Revista dos Vinhos: ......................15.5
• Data da Revista: Abril 2010

Rótulo: Localizada em Pegões velhos, sul de Portugal, a Cooperativa Agrícola de Santo Isidro de Pegões, produz e engarrafa vinhos de qualidade desde 1958 data da sua fundação. Elaborado com base na casta Touriga Nacional, produzida por vinhas perfeitamente identificadas em solos arenosos, as uvas são colhidas em miados de Setembro, quando a maturação fenólica é atingida. Vinificado em cubas-lagar de Inox com maceração pelicular prolongada, seguido de estágio de 8 meses em meias pipas de carvalho, resultou um vinho denso, macio, aveludado com aromas florais típicos da casta, que se pode consumir desde já, ou guardar por mais alguns anos. Acompanha bem pratos de carne, queijos e pratos de peixe bem cozinhados. Período máximo de guarda aconselhado: 7 anos. Guardar garrafa deitada em local fresco não húmido. Temperatura de consumo: 16 - 18 graus.

Etiquetas: , , , , ,

domingo, 23 de Janeiro de 2011

1610 - Grandes Quintas Reserva 2007 (Tinto)

1610 - Grandes Quintas Reserva 2007 (Tinto)
Região: DOC Douro
Castas: Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Amarela e Vinhas Velhas
Produtor: Sociedade Agrícola da Casa d'Arrochella, Lda
Preço: Entre 12.5€ e 15€
Álcool: 14.5%
Enólogo: Luís Soares Duarte
Notas de Prova: Apresenta uma cor muito intensa, quase opaca, o nariz revela ricas e elegantes notas florais, acompanhadas por frescos frutos pretos e subtis sugestões de baunilha e tosta que conferem uma bela complexidade ao conjunto, na boca é um vinho harmonioso, volumoso e muito envolvente que conta com uns taninos já bem redondos e uma estrutura muito interessante, as notas florais casam muito bem com a fruta durante toda a prova e recebem a agradável companhia de leves notas achocolatadas, o final é prolongado e muito persistente.

Classificação Pessoal: ......................................17
• Data da Prova: Julho 2010

Classificação Paixão pelo Vinho - Wine Passion: .17
• Data da Revista: Outubro 2010

Classificação Paixão pelo Vinho - Wine Passion: .17
• Data da Revista: Julho 2010 / Agosto 2010

Classificação Revista dos Vinhos: ......................17
• Data da Revista: Março 2010

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16.5
• Data da Revista: Dezembro 2009

Rótulo: Este Vinho resulta de uma apurada selecção de uvas cultivadas pela Casa de Arrochella, nas suas Quintas do Douro Superior. Este lote foi produzido com mais de 80% de Vinhas Velhas, onde predominam as castas Touriga Nacional, Tinta Roriz e Tinta Amarela. O vinho estagiou 18 meses em barricas de carvalho francês, foi engarrafado em Setembro de 2009 e recomenda-se que seja apreciado nos próximos 10 anos à temperatura de 16º - 17ºC. Enólogo: Luís Soares Duarte. Um vinho com carácter que juntou a diversidade e as características únicas de cada uma das nossas quintas à nossa paixão pelo Douro Superior.

Etiquetas: , , , , , , ,

sábado, 22 de Janeiro de 2011

1609 - Grandes Quintas Colheita 2007 (Tinto)

1609 - Grandes Quintas Colheita 2007 (Tinto)
Região: DOC Douro
Castas: Touriga Nacional, Touriga Franca e Tinta Barroca
Produtor: Sociedade Agrícola da Casa d'Arrochella, Lda
Preço: Entre 7.5€ e 10€
Álcool: 13%
Enólogo: Luís Soares Duarte
Notas de Prova: Cor rubi intensa no centro e auréola violácea, o nariz revela uma fruta bem evidente misturada com delicadas notas florais e leves sensações de barrica, na boca é um vinho encorpado e muito equilibrado que conta com uma agradável estrutura e um paladar muito frutado e floral, o final é persistente e saboroso.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Julho 2011

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Julho 2010

Classificação Paixão pelo Vinho - Wine Passion: .15.8
• Data da Revista: Março 2011 / Abril 2011

Classificação Revista Escanção: ........................88*
• Data da Prova: Janeiro 2011 / Fevereiro 2011
* Classificação de 0-100


Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Dezembro 2009

Rótulo: O Grandes Quintas, Colheita 2007, foi produzido com uvas provenientes das vinhas que a Casa de Arrochella possui em Vale Canivens e na Quinta do Cerval, ambas em Vila Nova de Foz Côa, no Douro Superior, de parcelas com idades de 4 e 22 anos, fermentadas em cuba a 26ºC. Estagiou 17 meses em cuba e 4 em barrica. Em Março de 2009, foram engarrafadas 26.029 garrafas. Este Grandes Quintas 2007, combina a elegância e frescura aromática em equilíbrio com os taninos macios do Douro Superior. Apreciar nos próximos 5 a 7 anos a 16º-17ºC. Enólogo: Luís Soares Duarte.

Etiquetas: , , , , , ,

sexta-feira, 21 de Janeiro de 2011

1608 - Montana Reserve Pinot Noir 2007 (Tinto)

1608 - Montana Reserve Pinot Noir 2007 (Tinto)
Região: Nova Zelândia
Castas: Pinot Noir
Produtor: Montana Wines Ltd
Preço: Entre 12.5€ e 15€
Álcool: 13.5%
Enólogo: Nigel Fraser
Notas de Prova: Cor granada de agradável concentração, o nariz revela aromas de frutos vermelhos acompanhados por um ligeiro toque vegetal e especiado, na boca é um vinho suave e saboroso, onde a fruta combina agradavelemente com leves sugestões de especiarias, subtis toques de baunilha e fruta madura, termina com um final prolongado.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Janeiro 2011

Rótulo: An exceptionally dry late summer and autumn led to concentrated ripe Pinot Noir fruit development in 2007. This wine has a rich approach displaying ripe berry and plum fruit, subtile oak spice, silky tannins and a long, concentrated finish. As with all Montana Reserve wines this Pinot Noir has been crafted to showcase the best the region has to offer.

Etiquetas: , , , , ,

quinta-feira, 20 de Janeiro de 2011

1607 - Campolargo Dão 2008 (Tinto)


1607 - Campolargo Dão 2008 (Tinto)
Região: DOC Dão
Castas: Touriga Nacional, Alfrocheiro e Tinta Roriz
Produtor: Carlos Campolargo Vinhos
Preço: Entre 10€ e 12.5€
Álcool: 13%
Enólogo: Carlos Campolargo e Raquel Carvalho
Notas de Prova: Cor intensa no centro e auréola avioletada, revela uns aromas frescos e jovens de notas florais, frutos silvestres e subtis nuances de barrica, na boca apresenta uma boa acidez, taninos polidos e fruta bem equilibrada com as notas de especiarias, revelando-se harmonioso e atractivo, o final é longo e saboroso.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Novembro 2010

Rótulo: Terceira vindima da nossa vinha de Lagarinhos, Gouveia. Boas condições de tempo até à vindima, que foi feita em duas etapas separadas por sete dias. Isso não impediu a fermentação conjunta de todas as castas em lagar aberto com pisa manual. Fermentação maloáctica em barrica usada de carvalaho francês onde permaneceu em estágio até ao enchimento de 10.131 garrafas em Fevereiro de 2010. Serão muito apreciados todos os comentários que queiram fazer em geral@campolargovinhos.com.

Etiquetas: , , , , , ,

quarta-feira, 19 de Janeiro de 2011

1606 - St. Michael-Eppan Weissburgunder & Pinot Bianco 2007 (Branco)

1606 - St. Michael-Eppan Weissburgunder & Pinot Bianco 2007 (Branco)
Região: Itália
Castas: Weissburgunder e Pinot Bianco
Produtor: St. Michael-Eppan
Preço: Entre 12.5€ e 15€
Álcool: 12.5%
Enólogo: Hans Terzer
Notas de Prova: Cor citrina e nariz muito mineral e fresco, revela um belo equilíbrio de aromas e uma acidez bem viva, na boca confirma todos os aromas, continua muito mineral, conta com uma agradável estrutura e terminha de uma forma bem persistente.


Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Abril 2010

Rótulo: Sudtirol - Alto Adige Denominazione de Origine Controllata. Weissburgunder Pinot Bianco 2007. Abgefullt Durch. Kelleri St. Michael - Eppan.

Etiquetas: , , , , ,

terça-feira, 18 de Janeiro de 2011

1605 - Monte da Ravasqueira 2008 (Branco)


1605 - Monte da Ravasqueira 2008 (Branco)
Região: Regional Alentejo
Castas: Antão Vaz, Arinto e Chardonnay
Produtor: Sociedade Agrícola D. Diniz, S.A.
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 13.5%
Enólogo: Rui Reguinga e Carlos Rodrigues
Notas de Prova: Cor citrina e aromas bem vivos e de grande intensidade, destacando-se os citrinos, algum mineral e um leve toque vegetal, na boca é um vinho com bom volume, muito equilibrado e fresco, a fruta mostra uma agradável presença e o final é suave e tem uma persistência mediana.


Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Abril 2010

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15.5
• Data da Revista: Julho 2009

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............15.5
• Data da Revista: Julho 2009

Rótulo: -

Etiquetas: , , , , , ,

segunda-feira, 17 de Janeiro de 2011

1604 - Mouras de Arraiolos Reserva 2008 (Branco)

1604 - Mouras de Arraiolos Reserva 2008 (Branco)
Região: Regional Alentejo
Castas: Antão Vaz
Produtor: Adega das Mouras de Arraiolos
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 13%
Enólogo: Ângelo de Jesus
Notas de Prova: Apresenta uma cor amarelada com leves tons esverdeados e um nariz muito citrino e vegetal, acompanhado por leves notas fumadas, na boca é um vinho equilibrado, que rapidamente faz lembrar notas de lima/limão e que revela uma acidez agradável, o final tem um comprimento e uma persistência medianas.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Maio 2010

Rótulo: "Mouras de Arraiolos Branco Reserva 2008" é um vinho regional alentejano obtido a partir de uvas da casta Antão Vaz, produzidas exclusivamente na nossa propriedade situada no Monte das Mouras em Arraiolos, fermentado e estagiado com "batonnâge" em barricas de carvalho francês durante 6 meses. Apresenta uma cor amarela citrina. Aroma intenso lembrando frutos secos, ligeiramente amanteigado, estruturado e com bom volume de boca. Engarrafaram-se 6.500 garrafas, cabendo a esta o nº 262.

Etiquetas: , , , , ,

domingo, 16 de Janeiro de 2011

1603 - Luis Pato Vinhas Velhas 2008 (Branco)

1603 - Luis Pato Vinhas Velhas 2008 (Branco)
Região: Regional Beiras
Castas: Vinhas Velhas, Bical, Cerceal e Sercialinho
Produtor: Adega Luís Pato
Preço: Entre 7.5€ e 10€
Álcool: 12.5%
Enólogo: Luís Pato
Notas de Prova: Apresenta uma cor citrina e um nariz bem vivo, aliando quase na perfeição notas minerais, com ligeiras sensações fumadas e alguma fruta, na boca é um vinho complexo, fresco e com boa acidez, a panóplia de sabores é vasta, embora os citrinos e a componente mineral se apresentem dominadores, revela ainda um final estruturado e prolongado.

Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Maio 2010

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16.5
• Data da Revista: Junho 2010

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Agosto 2009

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Julho 2009

Rótulo: From Bairrada Cerceal, Sercialinho and Bical grapes grown o chalky clay and sandy soil, in our vinetards. It was 50% fermented and matured in second year oak casks of 650 litres and 50% in stainless vats. Can age for some years in good cellar conditions.

Etiquetas: , , , , , , ,

sábado, 15 de Janeiro de 2011

1602 - Quetzal Reserva 2008 (Branco)


1602 - Quetzal Reserva 2008 (Branco)
Região: Regional Alentejo
Castas: Antão Vaz
Produtor: Quinta do Quetzal - Sociedade Agrícola, Lda
Preço: Entre 10€ e 12.5€
Álcool: 14.5%
Enólogo: Rui Reguinga e José Portela
Notas de Prova: Apresenta uma cor dourada bem carregada e um nariz inicialmente rico em notas de fruta madura mas que rapidamente são englobadas num conjunto onde a tosta e principalmente as notas torradas e fumadas são dominantes, na boca é um vinho gordo, muito marcado pela tosta que esconde a fruta e um leve toque vegetal, conta com uma acidez agradável e um final persistente.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Fevereiro 2011

Classificação Revista Escanção: ........................90*
• Data da Prova: Maio 2010 / Junho 2010
* Classificação de 0-100


Classificação Wine - Essência do Vinho: .............16
• Data da Revista: Abril 2010 / Maio 2010

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Abril 2010

Rótulo: Nas suaves encostas de solos xistosos, junto à Vila de Frades, Vidigueira, foram produzidas as uvas da casta Antão Vaz, que deram origem a este Quetzal Branco Reserva. Fermentado em barricas novas de carvalho francês e americano, exibe um aroma complexo onde se misturam notas de fruta tropical com as notas da madeira onde fermentou. Na boca, a esta complexidade, junta-se uma frescura agradável, que prolonga o prazer da sua degustação. Servir a 10/12ºC. Consumir ou guardar entre 3/5 anos.

Etiquetas: , , , , ,

1601 - Adega de Pegões Colheita Seleccionada 2007 (Tinto)

1601 - Adega de Pegões Colheita Seleccionada 2007 (Tinto)
Região: Regional Península de Setúbal
Castas: Touriga Nacional, Trincadeira, Cabernet Sauvignon e Syrah
Produtor: Cooperativa Agrícola de Santo Isidro de Pegões, CRL
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 13.5%
Enólogo: Jaime Quendera
Notas de Prova: Apresenta uma cor rubi de média intensidade e um aroma limpo e jovem, marcado pelos frutos vermelhos e uma ligeira sensação de baunilha, na boca é um vinho equilibrado, delicado e com taninos a mostrarem alguma vivacidade, revela-se um conjunto fresco, frutado e especiado, contando com um final médio de persistência e prolongamento de boca.<