• Pedro Rafael Barata
  • prtbarata@gmail.com
  • O objectivo deste Blog não é mais do que uma "Montra Pessoal" de vinhos provados. Visitem e Comentem!
  • Caro Produtor, se tem interesse em divulgar os seus vinhos no Blog Os Vinhos, clique aqui!
  •     
        
  • RSS







free counters


Todos os Vinhos Provados pelo Blog Os Vinhos
Todos os Vinhos Provados em Eventos de Provas de Vinhos

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

2123 - Casa Amarela 2008 (Tinto)


2123 - Casa Amarela 2008 (Tinto)
Região: DOC Douro
Castas: Touriga Franca, Touriga Nacional, Tinta Barroca, Tinta Amarela
Produtor: Quinta da Casa Amarela
Preço: Entre 7.5€ e 10€
Álcool: 13%
Enólogo: Jean-Hugues Gros
Notas de Prova: Cor rubi de média intensidade e nariz agradavelmente preenchido por notas vegetais, frutos pretos e um ligeiro toque apimentado, num fundo especiado, na boca é um vinho redondo, com boa acidez e taninos macios, a fruta continua bem presente e em harmonia com um ligeiro toque de barrica, o final tem um comprimento médio/longo e uma persistência interessante.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Julho 2011

Rótulo: Castas: Touriga Franca, Touriga Nacional, Tinta Barroca, Tinta Amarela. Temperatura de Serviço 16º - 18º. Enólogo Jean-Hugues Gros.

Etiquetas: , , , , , , ,

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

2122 - Quinta da Alorna Reserva Arinto & Chardonnay 2008 (Branco)


2122 - Quinta da Alorna Reserva Arinto & Chardonnay 2008 (Branco)
Região: Regional Ribatejo
Castas: Arinto e Chardonnay
Produtor: Quinta da Alorna Vinhos, Lda
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 13.5%
Enólogo: Nuno Cancela de Abreu e Martta Simões
Notas de Prova: Apresenta uma cor amarela de reflexos dourados e um nariz que é capaz de aliar as notas de fruta madura, melão e pêra principalmente, a delicadas nuances de baunilha e frutos secos, num fundo algo amanteigado, na boca ganham protagonismo as notas torradas e amanteigadas, apesar de a fruta continuar bem presente, revela ainda algumas especiarias e até citrinos, termina com um comprimento médio/longo e uma agradável persistência.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Julho 2011

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16.5
• Data da Revista: Agosto 2009

Classificação Revista Néctar: ............................90*
• Data da Prova: Junho 2009 / Julho 2009
* Classificação de 0-100


Classificação Revista dos Vinhos: ......................16.5
• Data da Revista: Abril 2009

Rótulo: Este Reserva, na boca apresenta uma estrutura suave, bem equilibrada com a acidez e as notas de baunilha dadas pela madeira. Ideal para acompanhar pratos de peixe assado, carnes brancas e grelhados. Consumir a 10-12ºC. Enólogo: Nuno Cancela de Abreu.

Etiquetas: , , , , ,

Prova de Vinhos do Porto Taylor's - Descoberta dos Grandes Vinhos - Heritage Wines (Out/2011)

No passado dia 24/10/2011 no Centro Cultural de Belém em Lisboa, teve lugar a Apresentação de alguns Vinhos do Porto do produtor Taylor's que faz parte do portfolio da Heritage Wines.
Esta prova foi efectuada com a degustação de 4 vinhos do porto.


Taylor's Quinta de Vargellas Vintage 1998 (Porto)Taylor's Quinta de Vargellas Vintage 1998 (Porto)

Região: Porto
Castas: Várias
Produtor: Taylor's
Álcool: 20.5%
Enólogo: David Guimaraens
Nota de Prova: Apresenta uma bonita cor rubi no centro e uma auréola de tonalidade granada, o nariz revela aromas de frutos secos misturados com alguma fruta madura e um leve toque floral e algo especiado, combinados com delicadas nuances de barrica, na boca é um vinho harmonioso, onde a fruta preta aparece dominadora e bem acompanhada por leves sugestões fumadas e até achocolatadas, o final de boca tem um comprimento médio/longo e uma persistência bem interessante.
Classificação Pessoal: 17
Taylor's Quinta de Terra Feita Vintage 1996 (Porto)

Região: Porto
Castas: Várias
Produtor: Taylor's
Álcool: 20.5%
Enólogo: David Guimaraens
Nota de Prova: Cor granada de tonalidade avermelhada, o nariz revela um conjunto fino e elegante de aromas, onde se destacam a fruta preta e delicadas sugestões de madeira e também uma subtil sensação apimentada, na boca é um vinho envolvente, com boa textura e estrutura, o paladar revela uma agradável combinação entre a fruta e as notas de chocolate e o final de boca tem um comprimento e persistência relativamente prolongados.
Classificação Pessoal: 17
Taylor's Quinta de Terra Feita Vintage 1996 (Porto)
Taylor's Vintage 2009 (Porto)Taylor's Vintage 2009 (Porto)

Região: Porto
Castas: Várias
Produtor: Taylor's
Álcool: 20.5%
Enólogo: David Guimaraens
Nota de Prova: Cor muito carregada, praticamente opaca no centro e laivos de tonalidade vermelha, o nariz revela um riqueza e elegância de aromas simplesmente contagiante, onde as notas de frutos do bosque se misturam com envolventes sugestões florais e minerais, num fundo mais especiado e algo balsâmico, na boca é um vinho cheio, volumoso, encorpado e muito complexo, onde os taninos se revelam sólidos e o paladar demonstra uma fruta madura harmoniosamente integrada com a madeira, é de facto um grande vinho que certamente beneficiará com os anos em garrafa, o final de boca tem um prolongamento e persistência notáveis.
Classificação Pessoal: 18.5
Taylor's Tawny 10 Anos (Porto)

Região: Porto
Castas: Várias
Produtor: Taylor's
Álcool: 20%
Enólogo: David Guimaraens
Nota de Prova: Cor topázio de bela intensidade e nariz vivo, onde as notas de frutos secos se misturam com um ligeiro toque de frutos silvestres e até algum chocolate, na boca é um vinho de volume médio, onde os frutos secos e ligeiras notas de madeira formam um conjunto interessante e saboroso, o final de boca tem um comprimento médio e uma persistência agradável.
Classificação Pessoal: 16
Taylor's Tawny 10 Anos (Porto)

Etiquetas:

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

2121 - Vertente 2006 (Tinto)


2121 - Vertente 2006 (Tinto)
Região: DOC Douro
Castas: Tinta Roriz, Touriga Franca, Tinta Amarela, Touriga Nacional e outras
Produtor: Niepoort Vinhos, S.A.
Preço: Entre 12.5€ e 15€
Álcool: 14%
Enólogo: Dirk Niepoort
Notas de Prova: Apresenta uma cor rubi intensa e um nariz bem preenchido por notas de frutos vermelhos maduros, um ligeiro floral e mineral e ainda suaves sugestões de especiarias, na boca revela já uns taninos bem redondos, uma aliança fruta/especiarias muito agradável e uma estrutura atractiva, conta com um volume assinalável e termina de forma prolongada e persistente.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Julho 2011

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15.5
• Data da Revista: Outubro 2008

Classificação Blue Wine: ...................................17
• Data da Revista: Outubro 2008

Rótulo: -

Etiquetas: , , , , , , , ,

domingo, 26 de fevereiro de 2012

2120 - Altas Quintas 2007 (Tinto)

2120 - Altas Quintas 2007 (Tinto)
Região: Regional Alentejo
Castas: Trincadeira, Aragonez e Alicante Bouschet
Produtor: Altas Quintas, Lda
Preço: Entre 15€ e 20€
Álcool: 14%
Enólogo: Paulo Laureano
Notas de Prova: Apresenta uma cor intensa de tonalidade granada e ligeiramente rubi, o nariz revela fineza e complexidade, onde os aromas de frutos silvestres bem maduros e amexias se misturam com evidentes notas tostadas e delicadas sugestões florais e levemente achocolatadas, na boca é um vinho ainda muito jovem, com taninos firmes e com um paladar onde as notas de barrica estão bem evidentes, bem como alguma fruta e um leve toque especiado, o final é prolongado e persistente.

Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Agosto 2011

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............16
• Data da Revista: Novembro 2011

Classificação Revista dos Vinhos: ......................17
• Data da Revista: Julho 2011

Rótulo: Prepare-se para abrir um precedente na sua experiência enófila. Altas Quintas é um alentejano sui generis, fruto do ajuste entre a personalidade de quem produz e a ampleografia onde é produzido. Sorvendo tanto de sol quanto de paciência, Altas Quintas é ditado por um perfeccionismo obsessivo, flagrante desde a selecção do terroir, das castas (aragonês, trincadeira e alicante bouschet), à transfega pós-fermentação para barricas novas de carvalho francês e americano. A somar, e decisivo para qualificar o Altas Quintas, é a altitude: em plena Serra de S. Mamede, 600m marcam a diferença. Comprove-a e confronte-nos.

Etiquetas: , , , , , ,

sábado, 25 de fevereiro de 2012

2119 - Altas Quintas 2010 (Branco)

2119 - Altas Quintas 2010 (Branco)
Região: Regional Alentejo
Castas: Verdelho e Arinto
Produtor: Altas Quintas, Lda
Preço: Entre 10€ e 12.5€
Álcool: 13%
Enólogo: Paulo Laureano
Notas de Prova: Cor pálida e nariz fresco e jovem, onde dominam as notas de fruta tropical, as notas minerais e florais e ainda uma leve sensação especiada e abaunilhada, na boca o destaque vai a atractiva acidez apresentada, bem como para a harmonia entre a fruta madura e um subtil toque tostado, citrino e até mineral, revela ainda uma agradável estrutura e um final de comprimento médio/longo e uma persistência interessante.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Julho 2011

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Julho 2011

Rótulo: Altas Quintas Colheita Branco é um vinho fiel à nossa obsessão por fazer nada menos do que grandes vinhos a 600m de altitude em plena Serra de S. Mamede. Desenhado com as melhores uvas das castas Verdelho e Arinto, fermentou em barricas novas de carvalho francês a uma temperatura de 14º, aonde depois maturou durante mais 4 meses. Na prova, além das notas de fruta tropical intensa, une a sua frescura a uma estrutura marcante, complexa e de elevada persistência. Confronte-nos.

Etiquetas: , , , , ,

Grande Prova de Vinhos de António Saramago (Out/2011)


No passado dia 22/10/2011, António Saramago recebeu um pequeno grupo de Bloggers para apresentar alguns dos seus vinhos, desde as colheitas mais recentes até aos vinhos mais emblemáticos que, segundo o próprio, já teve a oportunidade de produzir, revelando assim a sua grandiosa história e vida enquanto Enólogo de referência em Portugal.

Marcaram presença os seguinte Bloggers:
- Pedro Rafael Barata (Blog Os Vinhos)
- Rui Lourenço Pereira (Blog Art meets Bacchus)
- João Pedro Carvalho (Blog Copo de 3)
- Miguel Pereira (Blog Pingamor)
e Abílio Pinho que escreve sobre vinhos.

Esta prova foi efectuada com a degustação de 15 vinhos, 12 vinhos tintos, 2 moscatéis e 1 espumante.

Prova comentada pelo Enólogo António Saramago.


António Saramago Reserva 2009 (Tinto)António Saramago Reserva 2009 (Tinto)

Região: Regional Península de Setúbal
Castas: Castelão, Touriga Nacional e Alicante Bouschet
Produtor: António Saramago - Vinhos, Lda
Álcool: 14%
Enólogo: António Saramago
Nota de Prova: Cor carregada no centro e auréola violácea, o nariz revela imensas notas de fruta preta, aliadas a leves sugestões de chocolate, especiarias e ainda uma subtil sensação de barrica, na boca é um vinho denso, volumoso e poderoso mas com taninos finos, apesar de ser ainda muito jovem já denota uma agradável estrutura, o paladar, além de frutado, está muito especiado e até tostado, terminando com um comprimento e persistência prolongados.
Classificação Pessoal: 17
António Saramago Reserva 2007 (Tinto)

Região: Regional Península de Setúbal
Castas: Castelão e Alicante Bouschet
Produtor: António Saramago - Vinhos, Lda
Álcool: 13.5%
Enólogo: António Saramago
Nota de Prova: Apresenta uma cor intensa e concentrada no centro, com laivos de tonalidade avermelhada e violeta, o nariz revela notas de fruta preta misturadas com finas especiarias e um ligeiro toque achocolatado, num fundo que faz lembrar notas de barrica e também pimenta, na boca é um vinho estruturado, complexo e com taninos bem presentes, conta com uma acidez elevada e um perfil algo seco, no paladar destaca-se a fruta madura e uma ligeira nuance de barrica, tal como diversas especiarias, o final de boca é longo e persistente.
Classificação Pessoal: 17.5
António Saramago Reserva 2007 (Tinto)
1570 - António Saramago Reserva 2005 (Tinto)António Saramago Reserva 2005 (Tinto)

Região: DOC Península de Setúbal
Castas: Castelão
Produtor: António Saramago - Vinhos, Lda
Álcool: 14%
Enólogo: António Saramago
Nota de Prova: Cor carregada e concentrada e nariz elegante e rico em notas de fruta, muito frescas, fruta essa que está muito bem apoiada e integrada em notas de barrica e um suave mas atractivo toque de chocolate, na boca é um vinho profundo, volumoso, estruturado e muito complexo, onde alia as notas de fruta e especiarias, a finas e elegantes sugestões de barrica, conta com uns taninos aguerridos e um final de boca longo e persistente.
Classificação Pessoal: 17.5
Escolha António Saramago Palmela 2003 (Tinto)

Região: DOC Península de Setúbal
Castas: Castelão
Produtor: António Saramago - Vinhos, Lda
Álcool: 14%
Enólogo: António Saramago
Nota de Prova: Apresenta uma cor intensa no centro e uma auréola de tonalidade granada, que faz pressupor alguma evolução, no nariz ganha protagonismo toda uma elegãncia e vivacide surpreendentes, desde a fruta preta e vermelha madura, passando por finas e sedutoras sugestões de barrica e especiarias, bem como um leve toque de café e cacau, na boca é um vinho volumoso, especiado e algo terroso, embora a fruta também esteja presente, os taninos revelam solidez e o seu perfil algo seco confere uma bela complexidade ao conjunto, o final de boca tem um comprimento médio/longo e uma persistência muito interessante.
Classificação Pessoal: 17
837 - Escolha António Saramago Palmela 2003 (Tinto)
Escolha António Saramago Alentejo 2001 (Tinto)Escolha António Saramago Alentejo 2001 (Tinto)

Região: Regional Alentejo
Castas: Aragonez, Trincadeira, Alicante Bouschet e Alfrocheiro
Produtor: António Saramago - Vinhos, Lda
Álcool: 14%
Enólogo: António Saramago
Nota de Prova: Cor rubi de média intensidade no centro, com laivos de tonalidade granada e acastanhada, o nariz revela notas de couro, alguma madeira velha e uma ligeira sensação de fruta em passa, na boca é um vinho com uma agradável acidez, que ainda revela uma estrutura muito interessante, apesar da sua idade, conta com uns taninos polidos e um paladar preenchido por notas de couro e especiarias, o final de boca revela um comprimento curto/médio e uma persistência mediana.
Classificação Pessoal: 16
Dúvida 2008

Região: Regional Alentejo
Castas: Aragonês, Trincadeira e Grand Noir
Produtor: António Saramago - Vinhos, Lda
Álcool: 15%
Enólogo: António Saramago
Nota de Prova: Cor praticamente opaca no centro e auréola muito fina de tonalidade violeta brilhante, o nariz revela elegantes e finos aromas de fruta negra, bem como ligeiras sensações balsâmicas e de madeira exótica, num fundo algo mineral e que faz lembrar algum café, na boca é um vinho poderoso, incrivelmente elegante e volumoso, onde revela um corpo cheio e uma estrutura enorme, ao mesmo tempo é um vinho sedutor, fino e muito harmonioso, apesar de ainda ser muito jovem, o paladar apresenta muita fruta, especiarias, algum vegetal e um certo mineral, com as notas de barricas de grande qualidade a completarem o conjunto, o final de boca é longo e perdura no tempo...
Classificação Pessoal: 18
Dúvida 2008
886 - Herdade Porto da Bouga Garrafeira 2004 (Tinto)Herdade Porto da Bouga Garrafeira 2004

Região: Regional Alentejo
Castas: Touriga Nacional, Trincadeira, Aragonez e Alicante Bouschet
Produtor: António Saramago - Vinhos, Lda
Álcool: 14%
Enólogo: António Saramago
Nota de Prova: Cor rubi intensa e muito concentrada no centro, o nariz revela agradáveis notas florais aliadas a evidentes sugestões de fruta preta e um ligeiro achocolatado, na boca revela-se um vinho com uma agradável estrutura e um volume bem presente, bem como uma acidez muito interessante, o paladar revela evidentes notas de fruta preta, suave barrica e ainda um ligeiro toque de especiarias, o final de boca tem um comprimento médio/longo e uma persistência mediana.
Classificação Pessoal: 16
Tapada de Coelheiros 1996 (Tinto)

Região: Regional Alentejo
Castas: Periquita, Cabernet Sauvignon, Aragonez e Trincadeira
Produtor: Sociedade Agrícola da Herdade dos Coelheiros, S.A.
Álcool: 13%
Enólogo: António Saramago
Nota de Prova: Apresenta uma cor granada no centro e uma auréola de tonalidade acastanhada, o nariz revela um elegante conjunto de aromas, onde se destacam as notas couro e uma bela mineralidade, bem como sugestões de fruta em passa e alguma madeira velha, apoiados num subtil toque vegetal seco e ainda um certo apimentado, na boca é um vinho volumoso, apesar da sua idade, revela uma forte estrutura e um paladar rico em notas apimentadas e especiadas, acompanhadas por um ligeiro toque frutado e algo herbáceo, o final de boca tem um comprimento e uma persistência médios/longos.
Classificação Pessoal: 17
Granja Amareleja Garrafeira 1999 (Tinto)

Região: VQPRD Alentejo
Castas: Moreto, Trincadeira, Alicante Bouschet e Aragonez
Produtor: Adega Cooperativa de Granja, C.R.L.
Álcool: 13.5%
Enólogo: António Saramago
Nota de Prova: Apresenta uma cor acastanhada no centro, de tonalidade granada à volta, o nariz revela evidentes notas de couro, caixa de charutos, alguns fumados e ainda um ligeiro toque de madeira velha, num conjunto ainda sedutor mas já revelador de alguma evolução, na boca é um vinho fino e suave, onde a fruta em passa domina o paladar, acompanhada por delicadas sugestões de couro e ainda por um leve toque vegetal seco, o final de boca tem um comprimento interessante e uma persistência mediana.
Classificação Pessoal: 16.5
Granja Amareleja 1999 (Tinto)

Região: VQPRD Alentejo
Castas: Moreto, Trincadeira, Aragonez e Alicante Bouschet
Produtor: Adega Cooperativa de Granja, C.R.L.
Álcool: 12.5%
Enólogo: António Saramago
Nota de Prova: Cor granada, de tonalidade acastanhada, o nariz revela alguma fruta, notas vegetais e um subtil toque de rolha que não compromete a prova, apenas o nariz, na boca a fruta está mais expressiva, sendo acompanhada por delicadas notas de couro e ligeiras especiarias, conta com uma estrutura mediana e uma evolução já evidente, o final de boca tem um comprimento curto/médio e uma persistência mediana.
Classificação Pessoal: 15
467 - Granja Amareleja 1999 (Tinto)
Terras do Canto 1993 (Tinto)

Região: Regional Alentejo
Castas: Moreto, Trincadeira, Alicante Bouschet, Alfrocheiro e Aragonez
Produtor: Adega Cooperativa de Granja, C.R.L.
Álcool: 12.5%
Enólogo: António Saramago
Nota de Prova: Cor granada de ligeira tonalidade acastanhada, o nariz revela finos aromas de madeira velha, couro e alguma fruta, num fundo que faz lembrar algumas notas balsâmicas, na boca é um vinho delicado e algo terroso, embora seja notória uma certa evolução, revela-se um vinho com alguma estrutura e taninos já muito redondos, o paladar apresenta-se ligeiramente frutado e apimentado, sendo que o final de boca tem um comprimento curto e uma persistência média.
Classificação Pessoal: 16
Terras do Suão 1992 (Tinto)

Região: Regional Alentejo
Castas: Moreto, Trincadeira e Aragonez
Produtor: Adega Cooperativa de Granja, C.R.L.
Álcool: 12.5%
Enólogo: António Saramago
Nota de Prova: Cor acastanhada e nariz agradavelmente preenchido por notas de couro, madeira velha e um certo animal até, num fundo que faz lembrar alguma fruta em passa e ligeiras nuances de vegetal seco, na boca é um vinho que impressiona pela sua estrutura e acidez, apesar dos seus quase 20 anos de idade, o paladar revela notas terrosas, especiadas e algo fumadas, com o final de boca a revelar um comprimento médio e uma persistência muito interessante.
Classificação Pessoal: 16.5
António Saramago Moscatel Superior Reserva 2007 (Moscatel)

Região: DOC Península de Setúbal
Castas: Moscatel
Produtor: António Saramago - Vinhos, Lda
Álcool: 18%
Enólogo: António Saramago
Nota de Prova: Cor atijolada e nariz marcado pelas notas de casca de laranja, pelo perfume de flor de laranjeira e ainda por ligeiros frutos secos, nomeadamente nozes, na boca é um vinho fino e delicado, que é capaz de revelar uma agradável untuosidade e ser um tanto ou quanto guloso, devido à sua imensa juventude, o paladar revela frutos secos e um ligeiro toque de fruta, terminando com um comprimento médio/longo e uma persistência interessante.
Classificação Pessoal: 16.5
J.M.S. Moscatel Superior 1993 (Moscatel)

Região: DOC Península de Setúbal
Castas: Moscatel
Produtor: António Saramago - Vinhos, Lda
Álcool: 17.5%
Enólogo: António Saramago
Nota de Prova: Cor topázio, nariz fino, aveludado e muito harmonioso, além dos frutos secos e de um ligeiro toque de caramelo torrado, nota-se um certo vinagrinho, na boca é um vinho untuoso, guloso e muito elegante, onde é capaz de revelar um paladar muito frutado, cremoso e vibrante, terminando com um final de boca cheio, de comprimento longo e persistência notável.
Classificação Pessoal: 18
J.M.S. Moscatel Superior 1993 (Moscatel)
Kompassus Blanc de Noir 2006 (Espumante)Kompassus Blanc de Noir 2006 (Espumante)

Região: DOC Bairrada
Castas: Touriga Nacional, Baga e Arinto
Produtor: Kompassus - Vinhos, Lda
Álcool: 12.5%
Enólogo: João Póvoa
Nota de Prova: Apresenta uma cor amarela brilhante e um nariz fino e elegante, onde as notas de tosta, fruta tropical madura e ligeiros frutos secos completam-se agradavelmente com sugestões amanteigadas, na boca é um vinho cremoso, relativamente volumoso e com bolha fina e persistente, no paladar destacam-se os frutos secos e o final de boca é prolongado e persistente.
Classificação Pessoal: 16.5

Etiquetas:

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

2118 - Tapada do Chaves Reserva 2005 (Tinto)


2118 - Tapada do Chaves Reserva 2005 (Tinto)
Região: DOC Alentejo
Castas: Trincadeira, Aragonez e Castelão
Produtor: Tapada do Chaves Sociedade Agrícola e Comercial, SA
Preço: Entre 12.5€ e 15€
Álcool: 14%
Enólogo: Orlando Lourenço
Notas de Prova: Cor muito rubi no centro e auréola levemente acastanhada, o nariz revela aromas de couro, evidente sensação de especiarias e alguma madeira velha, bem como um leve toque frutado, na boca é um vinho delicado mas ao mesmo tempo estruturado, revela notas de fruta preta, especiarias e madeira, bem como um ligeiro toque terroso, conta com uns taninos firmes e um final prolongado e persistente.

Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Setembro 2011

Rótulo: Situada nas terras graníticas das encostas suaves de Portalegre, a Tapada do Chaves está desde sempre associada à produção de um vinho Alentejano de elevado padrão de qualidade. Com rigorosa selecção das castas nobres da região - Trincadeira, Aragonez e Castelão - cuidada vinificação e posterior estágio em madeira de carvalho nacional, obteve-se esta reserva de grande complexidade e estrutura. Nota de Prova: Cor granada. Aroma complexo a frutos silvestres, vermelhos e pretos, com presença de madeira de carvalho onde estagiou. Persistente de aromas e especiarias com notas de madeira.

Etiquetas: , , , , , ,

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

2117 - Casa Cadaval Trincadeira Vinhas Velhas 2006 (Tinto)

2117 - Casa Cadaval Trincadeira Vinhas Velhas 2006 (Tinto)
Região: Regional Ribatejo
Castas: Trincadeira e Vinhas Velhas
Produtor: Casa Cadaval Investimentos Agrícolas, S.A.
Preço: Entre 10€ e 12.5€
Álcool: 14%
Enólogo: Rui Reguinga e Joana Vida
Notas de Prova: Cor rubi intensa, nariz apimentado, especiado e vegetal, com a fruta a aparecer a espaços, na boca revela uma agradável estrutura, finas notas especiadas e alguma barrica agradavelmente integrada no conjunto, os taninos revelam-se polidos e o final de boca tem um comprimento médio/longo e uma persistência interessante.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Agosto 2011

Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Fevereiro 2009

Classificação Revista dos Vinhos: ......................17
• Data da Revista: Março 2009

Classificação Wine Passion: ..............................17
• Data da Revista: Março 2009

Rótulo: No terroir unico da Casa Cadaval são cuidadosamente cultivadas castas de elevada qualidade de variedades indígenas e internacionais. Produzido exclusivamente a partir da casta Trincadeira, proveniente de vinhas velhas com mais de 50 anos, este vinho apresenta cor vermelha rubi brilhante, aroma pronunciado a frutos vermelhos maduros com notas herbáceas e de especiarias, sabor macio com excelente estrutura e equilíbrio, e um final elegante, persistente. Deve ser servido a 18ºC, acompanhando pratos de carnes vermelhas ou queijos, e pode ser consumido agora ou guardado até 8 anos em local escuro e fresco.

Etiquetas: , , , , , ,

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

2116 - Pascal Jolivet Pouilly Fumé 2006 (Branco)


2116 - Pascal Jolivet Pouilly Fumé 2006 (Branco)
Região: França
Castas: Sauvignon Blanc
Produtor: Domaine Pascal Jolivet
Preço: Entre 15€ e 20€
Álcool: 12.5%
Enólogo: Pascal Jolivet
Notas de Prova: Apresenta uma cor dourada e um nariz muito aromático e bem preenchido por aromas florais e minerais no início, que aos poucos e poucos vai ganhando complexidade, graças a delicadas sugestões fumadas e meladas e ainda um toque evidente de espargos, na boca surpreende pela sua estrutura e forte mineralidade, algo que está bem presente durante toda a prova, denotando ainda suaves nuances de fruta tropical madura e um certo toque vegetal, o final de boca é prolongado e agradavelmente persistente.

Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Agosto 2011

Rótulo: In Pouilly sur Loire, the Pascal Jolivet estate covers 19.70 acres, with vineyards close to the villages of Tracy and les Loges. The Sauvignon Blanc grapes, also known as "Blanc Fumé" are produced in soils composed of 50% chalk, 30% flint and 20% chalky clay. The philosophy of the estate is to allow nature to take its course as much as possible. The grape juice is fermented naturally, without adding cultivated yeasts, producing a Pouilly Fumé with real character: mineral aromas and flavours with finesse and elegance.

Etiquetas: , , , , ,