• Pedro Rafael Barata
  • prtbarata@gmail.com
  • O objectivo deste Blog não é mais do que uma "Montra Pessoal" de vinhos provados. Visitem e Comentem!
  • Caro Produtor, se tem interesse em divulgar os seus vinhos no Blog Os Vinhos, clique aqui!
  •     
        
  • RSS







free counters


Todos os Vinhos Provados pelo Blog Os Vinhos
Todos os Vinhos Provados em Eventos de Provas de Vinhos

domingo, 30 de Setembro de 2012

2364 - Quinta do Gradil Touriga & Tannat 2009 (Tinto)



Região: Regional Lisboa
Castas: Touriga Nacional e Tannat
Produtor: Quinta do Gradil - Sociedade Vitivinícola, SA
Preço: Entre 7.5€ e 10€
Álcool: 13.5%
Enólogo: António Ventura
Notas de Prova: Apresenta uma cor carregada no centro, com laivos de tonalidade violácea, o nariz revela notas de fruta vermelha madura misturadas com leves apontamentos de especiarias, algum chocolate e também uma leve sensação de barrica, na boca é um vinho equilibrado, agradável e de estrutura média, o paladar confirma o nariz, com a fruta e as especiarias, nomeadamente pimentas, em evidência, termina com um comprimento e persistência medianos.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Abril 2012

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Maio 2013

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............17.5
• Data da Revista: Janeiro 2013 / Fevereiro 2013

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Novembro 2012

Classificação Paixão pelo Vinho - Wine Passion: .17
• Data da Revista: Julho 2011 / Agosto 2011

Classificação Paixão pelo Vinho - Wine Passion: .17
• Data da Revista: Maio 2011 / Junho 2011

Rótulo: Produzido a partir das castas Touriga Nacional e Tannat de vinhas instaladas em solos de encosta bem drenados, de origem argilosa, este vinho foi vinificado em lagares de pisa mecanizada à temperatura de 26ºC. Terminada a fermentação maloláctica, estagiou durante 12 meses em barricas de carvalho Francês das melhores tanoarias. Na prova revela a grande qualidade das uvas que lhe deram origem, numa combinação rara e surpreendente de duas das melhores castas existentes. Aconselha-se o consumo à temperatura de 16ºC em copo de pé alto.

Etiquetas: , , , , ,

Prova dos Vinhos Thyro na Living Wine (Set/2012)


No passado dia 06/09/2012 na Garrafeira Living Wine em Lisboa, teve lugar a Apresentação dos vinhos Thyro do produtor João Cardoso Lopes, do Douro.
Esta prova foi efectuada com a apresentação de 4 vinhos, 3 brancos e 1 rosé.


Thyro 2010 (Branco)

Região: DOC Douro
Castas:
Semillon, Malvasia Fina e Cerceal
Produtor: João Cardoso Lopes
Álcool: 13.5%
Enólogo: Jorge Sousa Pinto
Nota de Prova: Cor citrina brilhante e nariz agradavelmente preenchido por aromas citrinos, florais e ainda uma ligeira e fresca sensação mineral, na boca é um vinho equilibrado, de volume mediano e frescura agradável, conta com um paladar frutado e um final de boca de comprimento médio e persistência relativamente curta.
Classificação Pessoal: 15
Thyro 2011 (Branco)

Região: DOC Douro
Castas:
Semillon, Malvasia Fina e Cerceal
Produtor: João Cardoso Lopes
Álcool: 13.5%
Enólogo: Jorge Sousa Pinto
Nota de Prova: Apresenta uma cor citrina pálida e um nariz dominado por uma evidente e atractiva mineralidade, apoiada em aromas citrinos e alguma fruta madura, na boca é um vinho fresco, de perfil seco e onde a mineralidade evidenciada aparece bem integrada com um evidente toque limonado e até vegetal, termina com um comprimento e persistência médios, além de um leve amargo no final.
Classificação Pessoal: 15.5
Thyro Colheita Tardia 2009 (Branco)

Região: DOC Douro
Castas:
Semillon
Produtor: João Cardoso Lopes
Álcool: 13.5%
Enólogo: Jorge Sousa Pinto
Nota de Prova: Cor dourada e nariz rico em notas meladas e frutos secos, misturadas com delicadas sugestões de fruta, na boca revela-se um vinho fresco, estruturado e onde o paladar continua marcado pelo mel, pela fruta madura e ainda por um subtil tostado, o final de boca é médio/longo, em termos de comprimento e persistência.
Classificação Pessoal: 16
Thyro 2011 (Rosé)

Região: DOC Douro
Castas:
Touriga Nacional
Produtor: João Cardoso Lopes
Álcool: 13.5%
Enólogo: Jorge Sousa Pinto
Nota de Prova: Cor vermelha de tonalidade rosada, o nariz está marcado pelos frutos vermelhos, nomeadamente morangos, bem com por um delicado toque floral, na boca é um vinho fresco, equilibrado e mais uma vez muito frutado, além de denotar suaves notas vegetais, conta com uma acidez bem presente e um final de boca mediano.
Classificação Pessoal: 15.5

Etiquetas:

sábado, 29 de Setembro de 2012

2363 - FP Bical & Arinto 2010 (Branco)



Região: Regional Beiras
Castas: Arinto e Bical
Produtor: F. Pato Vinhos Unipessoal, Lda
Preço: Entre 7.5€ e 10€
Álcool: 12.5%
Enólogo: Filipa Pato
Notas de Prova: Cor citrina pálida e nariz agradavelmente mineral, floral e ligeiramente cítrico, com breves apontamentos vegetais, na boca é um vinho de perfil seco, que revela uma boa frescura e uma agradável acidez, o paladar faz lembrar citrinos, notas minerais e ainda um suave amargo vegetal, termina com um comprimento médio e uma persistência curta/mediana.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Janeiro 2012

Rótulo: O FP branco com uvas de Bical & Arinto. Uma expressão do sol, sorriso e do entusiasmo de um Branco Autêntico que conta a História de uma região virada para a bravura do Atlântico.

Etiquetas: , , , , ,

sexta-feira, 28 de Setembro de 2012

2362 - Vinha Paz Reserva 2008 (Tinto)



Região: DOC Dão
Castas: Touriga Nacional, Tinta Roriz e Alfrocheiro
Produtor: António Canto Moniz, Unipessoal, Lda
Preço: Entre 15€ e 20€
Álcool: 14%
Enólogo: João Paulo Gouveia, Carlos Silva e Miguel Oliveira
Notas de Prova: Cor rubi concentrada e nariz rico em aromas florais e de fruta preta, misturados com delicados apontamentos fumados, algo químicos e ainda uma leve sensação vegetal, além de imensas notas de especiarias, na boca é um vinho com estrutura e corpo, taninos redondos e um paladar amplamente dominado pela fruta madura, notas de baunilha e madeira, o final de boca é prolongado.

Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Maio 2014

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............18
• Data da Revista: Dezembro 2012

Classificação Revista dos Vinhos: ......................17.5
• Data da Revista: Dezembro 2011

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............17.5
• Data da Revista: Setembro 2011

Rótulo: A casta predominante é Touriga Nacional (80%) e estagiou 19 meses em meias pipas de carvalho novo francês e americano.

Etiquetas: , , , , , ,

2361 - Esporão Private Selection 2008 (Tinto)



Região: DOC Alentejo
Castas: Aragonês, Alicante Bouschet e Syrah
Produtor: Esporão S.A.
Preço: Entre 25€ e 50€
Álcool: 14.5%
Enólogo: David Baverstock e Luís Patrão
Notas de Prova: Apresenta uma cor rubi intensa e muito concentrada, o nariz revela elegantes aromas de frutos pretos envolvidos em delicadas notas apimentadas e especiadas, num fundo mais achocolatado, fumado e mineral, que ganha complexidade e elegância com a qualiadade das notas de barrica, na boca é um vinho volumoso, encorpado e com taninos firmes mas ao mesmo tempo sedosos, é notória a sua juventude e a sua garra, revela um paladar frutado, com a madeira bem presente, bem como delicadas sugestões de especiarias e uma mineralidade atractiva, o final de boca é longo e persistente.

Classificação Pessoal: ......................................17.5
• Data da Prova: Janeiro 2013

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............18
• Data da Revista: Agosto 2012

Classificação Paixão pelo Vinho - Wine Passion: .18.5
• Data da Revista: Julho 2012 / Agosto 2012

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............17.5
• Data da Revista: Maio 2012

Classificação Revista dos Vinhos: ......................18
• Data da Revista: Dezembro 2011

Classificação Paixão pelo Vinho - Wine Passion: .18.5
• Data da Revista: Novembro 2011 / Dezembro 2011

Rótulo: Com limites fixados em 1267, a Herdade do Esporão, em Reguengos de Monsaraz, é caracterizada pela diversidade dos seus solos vulcânicos e xistosos e pelo calor do sol alentejano, temperado pela brisa atlântica. Seleccionadas a partir dos melhores talhões da herdade, as uvas foram colhidas manualmente e vinificadas em pequenos lagares com uma maceração intensa através da tradicional pisa-a-pé. Após 12 meses de estágio em barricas de Carvalho Francês e 18 meses em garrafa, seguiu-se o loteamento e engarrafamento em Julho de 2010. Acreditamos que este vinho irá evoluir favoravelmente em garrafa durante os próximos 10 a 20 anos. Experimente-o com pratos de caça ou carne assada. Para mais recomendações, visite www.esporao.com/receitasesporao. Desde 1985, convidamos um artista para ilustrar os nossos rótulos. É nosso privilégio contar este ano com o talento e a generosidade do artista português Rui Sanches. O Enólogo David Baverstock.

Etiquetas: , , , , , ,

quinta-feira, 27 de Setembro de 2012

2360 - Esporão Reserva 2009 (Tinto)


2360 - Esporão Reserva 2009 (Tinto)
Região: DOC Alentejo
Castas: Aragonês, Trincadeira, Cabernet Sauvignon e Alicante Bouschet
Produtor: Esporão S.A.
Preço: Entre 15€ e 20€
Álcool: 14.5%
Enólogo: David Baverstock e Luís Patrão
Notas de Prova: Cor granada intensa e nariz rico em aromas frutados, especiarias e evidentes notas tostadas e também algum cacau, na boca é um vinho estruturado, com bom volume e taninos firmes, onde o paladar revela imensa fruta madura, diversas especiarias e ainda um delicado toque apimentado e abaunilhado, o final de boca tem um comprimento prolongado e uma interessante persistência.

Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Fevereiro 2012

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............16.5
• Data da Revista: Setembro 2012

Classificação Paixão pelo Vinho - Wine Passion: .17
• Data da Revista: Julho 2012 / Agosto 2012

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............16
• Data da Revista: Maio 2012

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Abril 2012

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Março 2012

Classificação Paixão pelo Vinho - Wine Passion: .17
• Data da Revista: Janeiro 2012 / Fevereiro 2012

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............17
• Data da Revista: Janeiro 2012

Rótulo: Com limites fixados em 1267, a Herdade do Esporão, em Reguengos de Monsaraz, é caracterizada pela diversidade dos seus solos vulcânicos e xistosos e pelo calor do sol alentejano, temperado pela brisa atlântica. As uvas foram colhidas manualmente e vinificadas em depósitos de pequena capacidade, com controlo de temperatura. Após prensagem, os vinhos estagiaram em barricas de Carvalho Americano e Francês, ao longo de 12 meses. Seguiu-se o loteamento e engarrafamento em Abril de 2010. Acreditamos que este vinho irá evoluir favoravelmente em garrafa durante os próximos 10 anos. Experimente-o com borrego assado. Para mais recomendações, visite www.esporao.com/receitasesporao. Desde 1985, convidamos um artista para ilustrar os nossos rótulos. É nosso privilégio contar este ano com o talento e a generosidade do artista português Rui Sanches. O Enólogo David Baverstock.

Etiquetas: , , , , , , ,

quarta-feira, 26 de Setembro de 2012

2359 - Vega Sicilia Valbuena 5º 1996 (Tinto)



Região: Espanha
Castas: Tinto Fino, Merlot e Cabernet Sauvignon
Produtor: Bodegas Vega Sicilia, S.A.
Preço: Entre 75€ e 100€
Álcool: 13.5%
Enólogo: Xavier Ausas
Notas de Prova: Cor granada de intensidade média/alta, o nariz revela alguma evolução mas ao mesmo tempo uma elegância ímpar, onde reinam os aromas de cerejas, couro e um ligeiro toque floral e de pimenta, envolvidos com diversas especiarias e madeira velha, na boca é um vinho sedutor e harmonioso, com um paladar rico, além de terroso e seco, a madeira e a fruta combinam perfeitamente e formam um conjunto muito equilibrado, apesar de já denotar alguma evolução, termina longo e com grande persistência.

Classificação Pessoal: ......................................17
• Data da Prova: Outubro 2013

Rótulo: -

Etiquetas: , , , , , ,

Apresentação do Projecto Idealdrinks na GN Cellar (Nov/2011)


No passado dia 07/11/2011 na Garrafeira GN Cellar em Lisboa, teve lugar a Apresentação "en-primeur" do Projecto Idealdrinks, responsável pela recente aquisição das propriedades de Colinas de São Lourenço, Quinta Dão Bella Encosta, Quinta da Pedra, Milagres e Quinta Paço de Palmeira, encontrando-se as mesmas respectivamente nas regiões da Bairrada, Dão e Minho/Vinhos Verdes.
Esta prova foi efectuada com a apresentação de 8 vinhos, 4 brancos, 1 rosé, 1 tinto e 2 espumantes.


Prova comentada por João Paulo Victorino, Director Comercial da Idealdrinks.

Senhoria Alvarinho 2010 (Branco)

Região: DOC Vinhos Verdes
Castas: Alvarinho
Produtor: Idealdrinks
Álcool: 12.5%
Enólogo: Pascal Chatonnet
Nota de Prova: Cor citrina pálida e nariz rico em notas cítricas, acompanhadas por um leve toque floral e subtis sugestões de fruta tropical, na boca é um vinho fresco, equilibrado e relativamente seco, o paladar apresenta notas minerais, limonadas e ainda alguma fruta madura, terminando com um comprimento e persistência médios.
Classificação Pessoal: 15.5
Quinta da Pedra Alvarinho 2010 (Branco)

Região: DOC Vinhos Verdes
Castas: Alvarinho
Produtor: Idealdrinks
Álcool: 13%
Enólogo: Pascal Chatonnet
Nota de Prova: Apresenta uma cor pálida com delicados reflexos esverdeados, o nariz revela um elegante aroma mineral aliado a delicadas sugestões herbáceas, vegetais e num fundo dominado pelas notas citrinas, na boca é um vinho volumoso, cremoso, com boa estrutura e um paladar rico em notas citrinas, com uma agradável acidez e um final de boca com um comprimento médio/longo e uma persistência interessante.
Classificação Pessoal: 16
Royal Palmeira Sur Lies Fines Loureiro 2009 (Branco)

Região: Mesa Vinhos Verdes
Castas: Loureiro
Produtor: Idealdrinks
Álcool: 12.5%
Enólogo: Pascal Chatonnet
Nota de Prova: Cor amarela pálida e nariz marcado pelas notas limonadas, fruta madura e um leve toque mineral e floral, na boca revela uma acidez e uma estrutura muito interessantes, um paladar frutado, cítrico e vegetal e um final de boca com um comprimento e persistência médios/longos.
Classificação Pessoal: 16
Eminência Sur Lies Fines Loureiro 2010 (Branco)

Região: Mesa Vinhos Verdes
Castas: Loureiro
Produtor: Idealdrinks
Álcool: 12.5%
Enólogo: Pascal Chatonnet
Nota de Prova: Apresenta uma cor delicada de tonalidade amarela relativamente pálida, o nariz revela finos e elegantes aromas florais, acompanhados por uma mineralidade muito atractiva e delicadas nuances de fruta tropical madura, na boca é um vinho muito fresco, com bom volume e uma acidez excelente, conta ainda com uma secura bem presente, o paladar sugere uma imensa dose de fruta fruta tropical aliada a sugestivas notas minerais, o final de boca é prolongado e persistente.
Classificação Pessoal: 17
Principal Rosé Tête Cuvvée Pinot Noir 2009 (Rosé)

Região: DOC Bairrada
Castas: Pinot Noir
Produtor: Idealdrinks
Álcool: 12.5%
Enólogo: Pascal Chatonnet
Nota de Prova: Cor salmão brilhante com delicados reflexos avermelhados, o nariz revela notas elegantes e frescas de fruta vermelha, especialmente morangos e framboesas, aliados a um leve toque floral, na boca é um vinho que surpreende pela estrutura apresentada, conta com uma ligeira secura e uma acidez muito interessante, o paladar está mais floral e frutado e o final de boca é relativamente prolongado e de persistência média/alta.
Classificação Pessoal: 16
Colinas Brut Nature 2007 (Espumante)

Região: DOC Bairrada
Castas: Pinot Noir, Chardonnay e Arinto
Produtor: Idealdrinks
Álcool: 12%
Enólogo: Pascal Chatonnet
Nota de Prova: Cor delicada e nariz agradavelmente frutado, onde se destacam as notas de toranja e uma certa tosta e biscoito, na boca conta com uma agradável complexidade, bolha fina e textura delicada, o final de boca é mediano mas saboroso.
Classificação Pessoal: 15.5
Colinas Brut Rosé 2007 (Espumante)

Região: DOC Bairrada
Castas: Pinot Noir
Produtor: Idealdrinks
Álcool: 12.5%
Enólogo: Pascal Chatonnet
Nota de Prova: Apresenta uma cor salmonada intensa e um nariz frutado e floral, aliado a delicadas notas fumadas e especiadas, na boca está muito fresco, elegante e cheio, conta com um paladar frutado, uma bolha fina e uma acidez bem interessante, o final de boca tem um comprimento e persistência médios/longos.
Classificação Pessoal: 16
Principal Reserva 2009 (Tinto)

Região: DOC Bairrada
Castas: Touriga Nacional, Cabernet Sauvignon e Merlot
Produtor: Idealdrinks
Álcool: 13.5%
Enólogo: Pascal Chatonnet
Nota de Prova: Cor carregada no centro e auréola de brilhante tonalidade rubi, no nariz destacam-se os aromas finos e elegantes de fruta vermelha madura, combinada com um ligeiro floral e delicadas notas especiadas e apimentadas, num fundo subtilmente marcado pela barrica, na boca é um vinho volumoso, estruturado e encorpado, o paladar revela uma agradável dose de fruta combinada com evidentes especiarias e sugestivas sugestões de barrica, de grande qualidade, o final de boca é profundo, prolongado e muito persistente e apimentado.
Classificação Pessoal: 17

Etiquetas:

terça-feira, 25 de Setembro de 2012

2358 - Ossian 2008 (Branco)



Região: Espanha
Castas: Verdelho
Produtor: Ossian Vides y Vinos S.L.
Preço: Entre 25€ e 50€
Álcool: 13.5%
Enólogo: Ismael Gozalo
Notas de Prova: Cor amarelo brilhante e nariz que impressiona pela sua elegância e envolvência, onde as notas de fruta madura, bem como alguns frutos secos apoiados em complexas notas de tosta vindas das barrica e um certo fumado, formam um conjunto vibrante e sedutor, na boca é um vinho untuoso e volumoso, onde a sua estrutura e complexidade dão lugar a um harmonioso conjunto, o paladar revela fruta madura, tosta fina e um certo vegetal seco, o final de boca tem um comprimento longo e uma persistência enorme.

Classificação Pessoal: ......................................17.5
• Data da Prova: Janeiro 2012

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............17
• Data da Revista: Julho 2010

Classificação Revista dos Vinhos: ......................17.5
• Data da Revista: Agosto 2010

Rótulo: Vino de la Terra de Castilla y León. Vino de uva de Agricultura Ecológica. Permanencia en barrica, 9 meses. Viñas viejas Verdejo 100% fermentado y criado en barricas francesas en el antiguo Monasterio del Parral.

Etiquetas: , , , , ,

segunda-feira, 24 de Setembro de 2012

2357 - Gaivosa Primeiros Anos 2009 (Tinto)



Região: DOC Douro
Castas: Tinta Amarela, Sousão e Touriga Nacional
Produtor: Domingos Alves de Sousa
Preço: Entre 10€ e 12.5€
Álcool: 14.5%
Enólogo: Anselmo Mendes e Tiago Alves de Sousa
Notas de Prova: Cor rubi e nariz agradavelmente preenchido por frescas notas florais e fruta vermelha, aliadas a delicadas notas vegetais e especiadas, num fundo mais tostado e também mineral, na boca é um vinho delicado, com estrutura e taninos bem integrados num conjunto com um volume bem interessante, o paladar revela fruta madura e delicadas notas de barrica, termina relativamente prolongado e persistente.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Janeiro 2013

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Abril 2012

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15.5
• Data da Revista: Janeiro 2012

Rótulo: O futuro dos vinhos da Gaivosa continua a desenhar-se nas suas vinhas. O Primeiros Anos representa um desses passos. De vinhas recentemente reestruturadas, recorrendo-se a todo um conjunto de criteriosos e inovadores técnicos, mas com um respeito profundo pelos ensinamentos das vinhas velhas e uma vontade de aprofundar cada vez mais o seu "terroir". Estes são os seus primeiros frutos. As primeiras promessas do que as vinhas novas do Alto para o futuro nos reservam. Castas: Tinta Amarela, Sousão e Touriga Nacional.

Etiquetas: , , , , , ,

domingo, 23 de Setembro de 2012

2356 - Quinta da Bica Reserva 2004 (Tinto)



Região: DOC Dão
Castas: Touriga Nacional, Alfrocheiro, Tinta Roriz e Jaen
Produtor: Quinta da Bica Sociedade Agrícola, Lda
Preço: Entre 15€ e 20€
Álcool: 14.5%
Enólogo: Vines & Wines
Notas de Prova: Apresenta uma cor intensa no centro com uma brilhante tonalidade ruby à volta, no nariz destacam-se de imediato as notas de fruta madura, compota, um certo floral e ainda uma leve mineralidade, num fundo mais especiado e onde a madeira revela subtileza, na boca é um vinho vivo, elegante, encorpado e ao mesmo tempo complexo, os taninos denotam alguma firmeza e o paladar além da fruta preta e das notas de diversas especiarias, conta ainda com delicados apontamentos achocolatados e ainda um certo vegetal, o final de boca é prolongado e agradavelmente persistente.

Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Julho 2012

Classificação Pessoal: ......................................17
• Data da Prova: Outubro 2013

Classificação Blue Wine: ...................................15.5
• Data da Revista: Outubro 2008

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Abril 2008

Classificação Wine Passion: ..............................14.5
• Data da Revista: Abril 2008

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Abril 2008

Rótulo: A Quinta da Bica situa-se na Região do Dão em Santa Comba de Seia, Vila Nova de Tazem e permanece há sete gerações à família Sacadura Botte. A casa com o mesmo nome, é um importante solar seiscentista cuja traça remonta ao princípio do séc. XVII e que foi um convento entre 1550 e 1650. Este vinho foi criteriosamente vinificado a partir das castas Touriga-Nacional, Alfrocheiro, Tinta-Roriz e Jaen, através de uma fermentação controlada e maceração prolongada. Estagiou 50% em meias barricas de carvalho francês durante 9 meses e após o qual se procedeu ao engarrafamento depois de uma suave filtração.

Etiquetas: , , , , , , ,

Fonte do Gonçalvinho - Grande Prova de Vinhos do Dão com o Enólogo António Narciso (Mai/2012)


No passado dia 12/05/2012, foi organizada uma Grande Prova de Vinhos do Dão pelo Rui Lourenço Pereira, através da Quinta Wine Guide, em conjunto com o Enólogo António Narciso, no restaurante O Solar dos Pintor, em Loures.

Esta Prova apresentou diversos vinhos de 6 produtores do Dão, em que António Narciso é o responsável da Enologia, são eles:
- Barão de Nelas
- Casa Aranda
- Fonte do Gonçalvinho
- Quinta da Fata
- Quinta das Marias
- Quinta Mendes Pereira


De seguida apresento os vinhos e respectivas notas de prova, do Produtor Fonte do Gonçalvinho.

Fonte do Gonçalvinho 2010 (Rosé)

Região: DOC Dão
Castas:
Touriga Nacional e Tinta Roriz
Produtor: Agriema, Lda - Christelle e Casimir Da Silva
Álcool: 12%
Enólogo: António Narciso
Nota de Prova: Cor vermelha intensa e nariz bem preenchido por notas de fruta vermelha acompanhadas por um ligeiro toque floral, na boca é um vinho equilibrado, muito vinoso e com uma acidez agradável, o paladar, além de fresco e seco, revela-se frutado, o final de boca tem um comprimento e persistência médios.
Classificação Pessoal: 14.5
Fonte do Gonçalvinho 2009 (Tinto)

Região: DOC Dão
Castas:
Touriga Nacional, Tinta Roriz, Alfrocheiro e Jaen
Produtor: Agriema, Lda - Christelle e Casimir Da Silva
Álcool: 12.5%
Enólogo: António Narciso
Nota de Prova: Cor granada intensa e nariz rico em notas de fruta madura e um leve toque floral, na boca é um vinho com alguma estrutura, taninos firmes e acidez correcta, o paladar revela notas de fruta vermelha aliadas a um ligeiro torrado e achocolatado, o final de boca conta com um comprimento médio e uma persistência agradável.
Classificação Pessoal: 15.5
Fonte do Gonçalvinho Tinta Roriz 2010 (Tinto)

Região: DOC Dão
Castas:
Tinta Roriz
Produtor: Agriema, Lda - Christelle e Casimir Da Silva
Álcool: 12.5%
Enólogo: António Narciso
Nota de Prova: Apresenta uma cor rubi de média concentração e um nariz rico em notas florais, nomeadamente violetas, além de fruta vermelha e uma delicada sensação vegetal, num fundo mais especiado e ligeiramente terroso, na boca é um vinho com estrutura e bom volume, que apesar de evidenciar muita juventude, já revela um paladar floral e acima de tudo frutado, com uma frescura muito atractiva e uma interessante secura, o final de boca é prolongado e persistente.
Classificação Pessoal: 16.5
Fonte do Gonçalvinho Reserva Inconnu 2010 (Tinto)

Região: DOC Dão
Castas:
Vinhas Velhas
Produtor: Agriema, Lda - Christelle e Casimir Da Silva
Álcool: 14%
Enólogo: António Narciso
Nota de Prova: Apresenta uma cor rubi carregada no centro e uma auréola de tonalidade violácea muito brilhante, o nariz revela uma elegância e perfume apaixonantes, onde a fruta vermelha em conjunto com as notas abaunilhadas e tostadas, formam um conjunto fino e ao mesmo tempo complexo, na boca é um vinho muito fresco, volumoso e encorpado, com os taninos firmes mas ao mesmo tempo polidos a conferirem uma estrutura invejável ao conjunto, no paladar destacam-se as notas de fruta vermelha e um ligeiro floral e vegetal, tudo agradavelmente integrado e acima de tudo ainda muito jovem, o final de boca é longo e persistente.
Classificação Pessoal: 17.5

Etiquetas:

sábado, 22 de Setembro de 2012

2355 - Dona Berta Reserva Vinhas Velhas Rabigato 2010 (Branco)



Região: DOC Douro
Castas: Rabigato
Produtor: Hernâni Verdelho
Preço: Entre 12.5€ e 15€
Álcool: 14%
Enólogo: Virgílio Loureiro
Notas de Prova: Cor pálida com reflexos ligeiramente esverdeados, o nariz revela notas florais aliadas a sugestões minerais bem evidentes e alguma fruta, na boca é um vinho sedutor e atractivo, onde se destaca a bela acidez apresentada, bem como a sua frescura, o paladar revela-se frutado, ligeiramente tostado e acima de tudo mineral, o final de boca é prolongado e persistente.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Maio 2012

Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Dezembro 2011

Rótulo: -

Etiquetas: , , , , ,

sexta-feira, 21 de Setembro de 2012

2354 - Lua Cheia em Vinhas Velhas 2010 (Branco)



Região: DOC Douro
Castas: Vinhas Velhas
Produtor: João Silva e Sousa e Anselmo Mendes
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 13.5%
Enólogo: João Silva e Sousa e Francisco Batista
Notas de Prova: Apresenta uma cor amarela citrina e um nariz agradavelmente aromático, onde as notas florais e minerais se misturam e na companhia de laguma fruta tropical e uma subtil tosta, formam um conjunto fresco e atractivo, na boca é um vinho redondo e equilibrado, onde se destaca a sua acidez, o palada revela notas citrinas e minerais, terminando com um comprimento médio/longo e uma interessante persistência.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Fevereiro 2013

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Maio 2012

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Dezembro 2011

Rótulo: Porque produzem muito pouco e são de mecanização difícil, as vinhas velhas estão a tornar-se uma raridade no mundo. Ao fazer um vinho exclusivamente de vinhas velhas, os enólogos João Silva e Sousa e Francisco Batista quiseram mostrar o que admiram nestas vinhas: a autenticidade, a resistência, a diversidade, bem como a concentração, elegância e equilíbrio que são capazes de produzir.

Etiquetas: , , , ,

2353 - Quinta dos Picões 2010 (Branco)



Região: Regional Dão
Castas: Encruzado, Bical, Malvasia Fina e Outras
Produtor: Sociedade Agrícola Casa Aranda, Lda
Preço: Entre 2€ e 4€
Álcool: 12.5%
Enólogo: António Narciso
Notas de Prova: Cor amarela de média intensidade e nariz perfumado por notas citrinas, florais e delicadas e frescas sugestões de fruta tropical, na boca é um vinho fácil, redondo e muito equilibrado, revela notas cítricas e termina com um comprimento curto/médio e uma persistência mediana.

Classificação Pessoal: ......................................14.5
• Data da Prova: Dezembro 2011

Rótulo: -

Etiquetas: , , , , , , ,

quinta-feira, 20 de Setembro de 2012

2352 - Olho de Mocho Reserva 2009 (Tinto)



Região: Regional Alentejo
Castas: Syrah, Touriga Nacional e Alicante Bouschet
Produtor: Herdade do Rocim
Preço: Entre 15€ e 20€
Álcool: 14.5%
Enólogo: António Ventura
Notas de Prova: Cor muito carregada no centro, quase opaca e delicado rebordo violáceo, o nariz revela evidentes notas de baunilha e tosta, combinadas com alguma fruta preta madura compotada e uma breve sensação especiada, na boca é um vinho estruturado e encorpado, com um volume bem interessante e uma agradável frescura, o paladar revela notas de barrica e fruta, num fundo mais especiado e que faz lembrar algum cacau, termina com um comprimento médio/alto e uma persistência relativamente prolongada.

Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Maio 2012

Classificação Paixão pelo Vinho - Wine Passion: .16.3
• Data da Revista: Janeiro 2013 / Fevereiro 2013

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............17
• Data da Revista: Março 2012

Classificação Revista dos Vinhos: ......................17
• Data da Revista: Dezembro 2011

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............17
• Data da Revista: Fevereiro 2011

Rótulo: Entre a Vidigueira e Cuba, no interior alentejano, fica a Herdade do Rocim. Nesta propriedade com 60 hectares de vinha e adega própria, foi pensado e concebido este vinho ao qual quisemos dar um sabor genuíno e um aroma perfumado por mil cuidados, saberes e carinhos. O vinho Olho de Mocho Reserva 2008 foi produzido com as melhores uvas da vindima de 2008, a partir das castas Syrah, Touriga Nacional e Alicante Bouschet.

Etiquetas: , , , , , ,

quarta-feira, 19 de Setembro de 2012

2351 - Pôpa TN Touriga Nacional 2008 (Tinto)



Região: DOC Douro
Castas: Touriga Nacional
Produtor: Quinta do Pôpa, Sociedade Agrícola, Lda
Preço: Entre 12.5€ e 15€
Álcool: 14%
Enólogo: Luís Pato
Notas de Prova: Cor rubi de média concentração e laivos de tonalidade avermelhada, no nariz destacam-se os aromas de frutos e flores silvestres misturados com delicadas notas especiadas e alguma tosta, na boca é um vinho equilibrado, macio e relativamente encorpado, conta com um paladar frutado e especiado e um final de boca de comprimento médio/longo e persistência mediana.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Agosto 2012

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15.5
• Data da Revista: Dezembro 2011

Rótulo: Pôpa era o filho não reconhecido pelo seu afortunado pai. Vaidoso, ritmava o seu passo para que as meninas se assomassem à janela enquanto passava. Apaixonou-se, encontrou o amor e viveu o romance da sua vida. Um dos seus filhos carregou consigo o sonho do pai, fazendo questão de que a expressão de luta, do harmonioso casamento entre a terra, o amor, a arte e a vaidade vivida pelos seus antepassados, vos oferecesses Quinta da Pôpa, uma quinta que presta homenagem ao seu reconhecidíssimo pai. Touriga Nacional. 6 meses em cascos de Carvalho Francês. 16 - 18ºC. Enólogo: Luís Pato.

Etiquetas: , , , , ,

Quinta Mendes Pereira - Grande Prova de Vinhos do Dão com o Enólogo António Narciso (Mai/2012)


No passado dia 12/05/2012, foi organizada uma Grande Prova de Vinhos do Dão pelo Rui Lourenço Pereira, através da Quinta Wine Guide, em conjunto com o Enólogo António Narciso, no restaurante O Solar dos Pintor, em Loures.

Esta Prova apresentou diversos vinhos de 6 produtores do Dão, em que António Narciso é o responsável da Enologia, são eles:
- Barão de Nelas
- Casa Aranda
- Fonte do Gonçalvinho
- Quinta da Fata
- Quinta das Marias
- Raquel Camargo Mendes Pereira - Quinta Mendes Pereira


De seguida apresento os vinhos e respectivas notas de prova, do Produtor Raquel Camargo Mendes Pereira - Quinta Mendes Pereira.

2140 - Quinta Mendes Pereira Encruzado 2009 (Branco)Quinta Mendes Pereira Encruzado 2009 (Branco)

Região: DOC Dão
Castas:
Encruzado
Produtor: Raquel Camargo Mendes Pereira - Quinta Mendes Pereira
Álcool: 13.5%
Enólogo: António Narciso
Nota de Prova: Apresenta uma cor amarela intensa e um nariz muito fresco e atractivo, onde as notas de fruta madura se misturam com um ligeiro toque vegetal e uma leve sensação melada, na boca é um vinho muito interessante, imponentemente seco e com uma acidez bem evidente, o paladar revela fruta madura e um leve toque de barrica, num fundo marcado pela sua mineralidade, o final de boca tem um comprimento e persistência médios/longos.
Classificação Pessoal: 16
Quinta Mendes Pereira 2009 (Rosé)

Região: DOC Dão
Castas:
Touriga Nacional
Produtor: Raquel Camargo Mendes Pereira - Quinta Mendes Pereira
Álcool: 13.5%
Enólogo: António Narciso
Nota de Prova: Cor vermelha intensa e nariz bem preenchido por notas florais e intensas e frescas notas de fruta vermelha madura, aliadas a um subtil toque vegetal, na boca é um vinho equilibrado, com uma acidez correcta e um paladar dominado pela fruta vermelha, o final de boca tem um comprimento curto/médio e uma persistência simples mas agradável.
Classificação Pessoal: 15
Quinta Mendes Pereira Escolha da Produtora 2006 (Tinto)

Região: DOC Dão
Castas:
Touriga Nacional, Tinta Roriz, Jaen e Alfrocheiro
Produtor: Raquel Camargo Mendes Pereira - Quinta Mendes Pereira
Álcool: 13%
Enólogo: António Narciso
Nota de Prova: Cor rubi de média intensidade e nariz cheio de notas florais combinadas com delicadas sugestões de fruta vermelha madura e um leve e subtil toque de barrica, além de diversas especiarias, na boca é um vinho muito agradável, com taninos sólidos e uma acidez e estrutura bem interessantes, no paladar destaca-se a fruta madura sempre presente, bem como um leve toque vegetal e especiado, o final de boca tem um comprimento e persistência acima da média.
Classificação Pessoal: 16
Quinta Mendes Pereira Garrafeira 2004 (Tinto)

Região: DOC Dão
Castas:
Touriga Nacional e Tinta Roriz
Produtor: Raquel Camargo Mendes Pereira - Quinta Mendes Pereira
Álcool: 13%
Enólogo: António Narciso
Nota de Prova: Apresenta uma cor rubi muito concentrada no centro e uma auréola de tonalidade granada, o nariz revela notas minerais, um ligeiro couro e delicadas nuances de frutos secos, devido à sua ligeira evolução, mas no decorrer da prova ainda demonstra a sua força, através da fruta madura e um leve mas elegante toque de barrica, na boca é um vinho cheio, volumoso e complexo, com taninos aguerridos e um paladar rico em notas de fruta preta, madeira e um ligeiro toque resinoso e mineral, o final de boca tem um comprimento prolongado e uma persistência muito interessante.
Classificação Pessoal: 16.5
Quinta Mendes Pereira Reserva 2007 (Tinto)

Região: DOC Dão
Castas:
Touriga Nacional e Tinta Roriz
Produtor: Raquel Camargo Mendes Pereira - Quinta Mendes Pereira
Álcool: 14%
Enólogo: António Narciso
Nota de Prova: Cor rubi intensa e nariz dominado pela frescura da fruta vermelha acompanhada por delicadas notas florais e por um leve toque de couro, na boca é um vinho elegante e equilibrado, com um paladar cheio de fruta vermelha madura e delicadas notas vegetais e minerais, revela uns taninos ainda muito presentes, como que a pedir mais tempo em garrafa, o final de boca tem um comprimento e persistência médios/longos.
Classificação Pessoal: 16
Quinta Mendes Pereira Reserva Touriga Nacional 2005 (Tinto)

Região: DOC Dão
Castas:
Touriga Nacional
Produtor: Raquel Camargo Mendes Pereira - Quinta Mendes Pereira
Álcool: 13%
Enólogo: António Narciso
Nota de Prova: Apresenta uma cor rubi intensa no centro e um rebordo de tonalidade granada, o nariz revela finos e elegantes aromas florais, acompanhados por complexas notas de couro, madeira e algumas especiarias, num fundo marcado por uma certa mineralidade e por imensas notas de fruta preta, na boca é um vinho volumoso, envolvente e estruturado, onde os taninos revelam firmeza, apesar de já não marcarem em demasia o conjunto, bem pelo contrário, dão-lhe uma longa vida pela frente, revela um paladar cheio de fruta preta além de delicadas especiarias e breves apontamentos de barrica, que conferem uma agradável complexidade ao conjunto, o final de boca é muito prolongado e persistente.
Classificação Pessoal: 17

Etiquetas:

terça-feira, 18 de Setembro de 2012

2350 - Vinha dos Deuses 2008 (Tinto)



Região: DOC Douro
Castas: Vinhas Velhas
Produtor: João Silva e Sousa e Anselmo Mendes
Preço: Entre 10€ e 12.5€
Álcool: 14%
Enólogo: Anselmo Mendes e João Silva e Sousa
Notas de Prova: Cor rubi de média concentração no centro e auréola de tonalidade violácea, o nariz revela um atractivo perfume floral, aliado a frescas notas de frutos vermelhos e delicadas sugestões de barrica e até algum chocolate, na boca é um vinho equilibrado, harmonioso, com um corpo relativamente volumoso e taninos bem redondos, o paladar está muito frutado e ligeiramente especiado e abaunilhado, terminando com um comprimento e persistência acima da média.

Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Julho 2012

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16.5
• Data da Revista: Maio 2011

Rótulo: Este vinho produzido na Quinta dos Frades em lagares de granito e pisa a pé, estagiou 12 meses em barricas novas de carvalho francês. As inúmeras castas que lhe dão origem provêm de vinhas tradicionais.

Etiquetas: , , , ,

segunda-feira, 17 de Setembro de 2012

2349 - Casa Burmester Touriga Nacional 2009 (Tinto)



Região: DOC Douro
Castas: Touriga Nacional
Produtor: J. W. Burmester & Cª, S.A.
Preço: Entre 15€ e 20€
Álcool: 14%
Enólogo: Francisco Gonçalves e Pedro Sá
Notas de Prova: ainda está na Garrafeira







Classificação Pessoal: ......................................-


Classificação Paixão pelo Vinho - Wine Passion: .16
• Data da Revista: Janeiro 2012 / Fevereiro 2012

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............17
• Data da Revista: Janeiro 2012

Classificação Revista dos Vinhos: ......................17.5
• Data da Revista: Novembro 2011

Rótulo: O monovarietal Casa Burmester Touriga Nacional 2009 expressa a nobreza de uma casta genuínamente portuguesa, com perfil ecléctico e versátil. Dotado de uma forte personalidade e profundamente sensorial, este vinho equilibra na perfeição elegância, aroma e sabor. Com uma densa cor violeta, apresenta finas e delicadas notas florais, envolvidas pela exuberância da fruta madura. Um conjunto soberbo e sofisticado, marcado pelo notável volume em boca e pelo equlíbrio dos taninos finos e polidos. Produção limitada de 5000 garrafas, com estágio de 12 meses em barricas de Carvalho Francês de 225 litros. Vinho sujeito a criar depóstio. Castas: Touriga Nacional.

Etiquetas: , , , , ,

2348 - Quinta do Carmo Garrafeira 1986 (Tinto)



Região: DOC Alentejo
Castas: Castelão, Trincadeira e Alicante Bouschet
Produtor: Júlio Tassara de Bastos
Preço: Entre 15€ e 20€
Álcool: 13%
Enólogo: João Portugal Ramos
Notas de Prova: Cor granada de tonalidade castanha carregada, no nariz revela elegantes aromas de couro, tabaco, fruta bem madura e um delicado toque especiado e de madeira velha, na boca é um vinho fino, com personalidade e uma acidez muito interessante, conta com um paladar marcado pelo couro, por um ligeiro toque terroso e ainda delicadas e sugestivas notas de vegetal seco, o final de boca tem um comprimento médio e uma persistência que ainda dá que falar.

Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Dezembro 2013

Rótulo: A personalidade e características deste vinho devem-se a tradições centenárias no cultivo de vinhas implantadas em solos predominantemente xistosos e cujo encepamento escolhido é baseado nas castas periquita, trincadeira e alicante bouschet. Posteriormente, a vinificação é efectuada na própria adega da Quinta onde os métodos tradicionais têm sido ao longo dos anos preservados. Assim, após fermentações realizadas em patamares de mármore, os vinhos são estagiados em madeiras de carvalho nacional e posteriormente engarrafados. Da colheita de 1986 produziram-se 28.172 garrafas bordalesas, todas numeradas cabendo a esta garrafa o número: 001204.

Etiquetas: , , , , , ,

domingo, 16 de Setembro de 2012

2347 - Vinha Grande 1991 (Tinto)



Região: DOC Douro
Castas: Tinta Roriz, Touriga Franca e Tinta Barroca
Produtor: Sogrape Vinhos de Portugal, SA
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 12%
Enólogo: José Maria Soares Franco
Notas de Prova: Cor avermelhada no centro e auréola castanha, o nariz revela subtis notas de fruta madura, muito couro e um leve toque especiado e resinoso, na boca é um vinho correcto, já longe do seus tempos áureos e com um paladar marcado pelo couro e madeira velha, o final de boca é curto.

Classificação Pessoal: ......................................14
• Data da Prova: Setembro 2012

Classificação Revista dos Vinhos: ......................17
• Data da Revista: Setembro 2003

Classificação Revista dos Vinhos: ......................17
• Data da Revista: Março 2001

Rótulo: Nas adegas da Quinta do Vale Meão e do Seixo, situadas na Região do Douro nasce Vinha Grande. Apenas recebem o nome de Vinha Grande as colheitas de mais apurada qualidade que evoluíram da melhor na garrafa após o envelhecimento na madeira. No sentido de preservar essa qualidade é engarrafado sem tratamento pelo frio o que provoca a eventual formação de depósito durante o seu envelhecimento. O seu aroma frutado e cor rubi devem-se à predominância de castas tradicionais da região - Tinta Roriz, Touriga Francesa e Tinta Barroca, que o tornam num vinho equilibrado e suave, embora com corpo próprio e um paladar prolongado.

Etiquetas: , , , , , ,

Quinta das Marias - Grande Prova de Vinhos do Dão com o Enólogo António Narciso (Mai/2012)


No passado dia 12/05/2012, foi organizada uma Grande Prova de Vinhos do Dão pelo Rui Lourenço Pereira, através da Quinta Wine Guide, em conjunto com o Enólogo António Narciso, no restaurante O Solar dos Pintor, em Loures.

Esta Prova apresentou diversos vinhos de 6 produtores do Dão, em que António Narciso é o responsável da Enologia, são eles:
- Barão de Nelas
- Casa Aranda
- Fonte do Gonçalvinho
- Quinta da Fata
- Quinta das Marias
- Quinta Mendes Pereira


De seguida apresento os vinhos Quinta das Marias e respectivas notas de prova, do Produtor Peter Viktor Eckert.

Quinta das Marias Encruzado 2010 (Branco)

Região: DOC Dão
Castas:
Encruzado
Produtor: Peter Viktor Eckert - Quinta das Marias
Álcool: 14%
Enólogo: António Narciso
Nota de Prova: Cor amarela brilhante e nariz bem preenchido por aromas de fruta tropical madura apoiados em delicadas notas florais e um leve toque citrino, na boca revela um volume e uma estrutura médios, um paladar rico em fruta, notas florais e delicados apontamentos minerais, o final de boca tem um comprimento e persistência médios/longos.
Classificação Pessoal: 15.5
Quinta das Marias Barricas Encruzado 2010 (Branco)

Região: DOC Dão
Castas:
Encruzado
Produtor: Peter Viktor Eckert - Quinta das Marias
Álcool: 14%
Enólogo: António Narciso
Nota de Prova: Cor amarela de agradável intensidade e nariz fino e elegante, onde as notas tostadas e fumadas envolvidas em delicadas sugestões de fruta madura e um leve toque citrino, formam um conjunto harmonioso, na boca é um vinho volumoso, estruturado e rico em elegantes notas de barrica, com um paladar a revelar-se cremoso e muito frutado e limonado, conta com uma interessante acidez e um final de boca de comprimento prolongado e persistência acima da média.
Classificação Pessoal: 16.5
Quinta das Marias 2010 (Rosé)

Região: DOC Dão
Castas:
Jaen
Produtor: Peter Viktor Eckert - Quinta das Marias
Álcool: 14%
Enólogo: António Narciso
Nota de Prova: Apresenta uma cor vermelha intensa e um nariz rico em notas florais e fruta vermelha, nomeadamente morangos e framboesas, num fundo algo terroso, na boca é um vinho fresco e equilibrado, com uma doçura bem presente e um paladar cheio de fruta, o final de boca tem um comprimento curto/médio e uma persistência relativamente expressiva.
Classificação Pessoal: 15.5
Quinta das Marias Lote 2010 (Tinto)

Região: DOC Dão
Castas:
Touriga Nacional, Alfrocheiro, Tinta Roriz e Jaen
Produtor: Peter Viktor Eckert - Quinta das Marias
Álcool: 14%
Enólogo: António Narciso
Nota de Prova: Cor rubi de média concentração e intensidade no centro e auréola de tonalidade violácea, o nariz revela perfumados aromas florais aliados à fruta madura e delicadas notas de barrica, formando um conjunto de perfil moderno e muito atractivo, na boca é um vinho equilibrado, de volume médio e taninos redondos, no paladar domina a fruta vermelha madura envolvida em frescas notas florais e um leve toque vegetal e especiado, terminando com um comprimento e persistência médios.
Classificação Pessoal: 15.5
Quinta das Marias Reserva Cuvée TT 2009 (Tinto)

Região: DOC Dão
Castas:
Touriga Nacional e Tinta Roriz
Produtor: Peter Viktor Eckert - Quinta das Marias
Álcool: 14.5%
Enólogo: António Narciso
Nota de Prova: Apresenta uma cor rubi com delicados reflexos de tonalidade avioletada, o nariz revela-se muito floral e tostado, no início da prova, sendo que aos poucos a fruta vermelha e as diversas notas especiadas tomam conta dos aromas, na boca é um vinho com bom volume, encorpado e estruturado, conta com uns taninos firmes mas já bem integrados num paladar onde dominam as notas de fruta e as elegantes nuances de barrica, o final de boca tem um comprimento médio/longo e uma persistência interessante.
Classificação Pessoal: 16.5
Quinta das Marias Reserva Touriga Nacional 2009 (Tinto)

Região: DOC Dão
Castas:
Touriga Nacional
Produtor: Peter Viktor Eckert - Quinta das Marias
Álcool: 15%
Enólogo: António Narciso
Nota de Prova: Cor muito carregada no centro, quase opaca, com um rebordo de tonalidade violeta/avermelhada, o nariz apresenta-se muito elegante e vivo, cheio de notas florais, especialmente violetas, sendo bem apoiadas por alguns frutos pretos e do bosque, bem como um delicado toque achocolatado, na boca é um vinho volumoso, encorpado e atractivo, conta com uns taninos firmes e um paladar rico em notas de fruta, barrica, um certo floral e ainda suaves sugestões de especiarias, o final de boca é prolongado e bem persisente.
Classificação Pessoal: 17

Etiquetas: