• Pedro Rafael Barata
  • prtbarata@gmail.com
  • O objectivo deste Blog não é mais do que uma "Montra Pessoal" de vinhos provados. Visitem e Comentem!
  • Caro Produtor, se tem interesse em divulgar os seus vinhos no Blog Os Vinhos, clique aqui!
  •     
        
  • RSS







Todos os Vinhos Provados no Blog Os Vinhos (4340)
Todos os Vinhos Provados em Eventos de Provas de Vinhos (3527)

terça-feira, 29 de maio de 2012

2225 - Vinho dos Mortos 2010 (Tinto)


2225 - Vinho dos Mortos 2010 (Tinto)
Região: Regional Trás-os-Montes
Castas: Tinta Coimbra, Tinta Carvalha, Malvasia Fina, Bastardo e Alvarelho
Produtor: Armindo de Sousa Pereira
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 12%
Enólogo: Armindo de Sousa Pereira
Notas de Prova: Apresenta uma cor avermelhada de concentração pouco expressiva, o nariz revela delicadas sensações de fruta vermelha, aliadas a suaves aromas terrosos e um certo cheiro a "adega", na boca é um vinho mais especiado e algo gaseificado, no paladar a fruta perde a sua influência face às sugestões mais terrosas e a um ligeiro vegetal seco, é perceptível uma certa adstringência e o final é curto de comprimento e muito mediano de persistência.

Classificação Pessoal: ......................................13.5
• Data da Prova: Setembro 2011

Rótulo: "Vinho dos Mortos". Uma história que nos leva até ao ano de 1808, quando os franceses invadiram a região, o povo, com medo que lhes pilhassem os bens, escondeu o que conseguiu, o vinho foi enterrado no chão das adegas, debaixo das pipas e dos lagares. Mais tarde, quando recuperaram os bens que restaram e ao desenterrarem o vinho, julgaram-no estragado. Porém, descobriram que estava muito mais saboroso, pois tinha adquirido propriedades novas. Era um vinho com graduação de 10º/11º, palhete, apaladado, e com algum gás natural, que lhe adveio de se ter produzido uma fermentação no escuro e a temperatura constante. Por ter sido "enterrado" ficou a designar-se por "Vinho dos Mortos" e passou a utilizar-se esta técnica, descoberta ocasionalmente, para melhor o conservar e optimizar a sua qualidade. Assim, nasceu a tradição de "enterrar" o vinho. Hoje são já poucos os agricultores que mantêm viva esta tradição, nas vinhas sobranceiras à Vila de Boticas e da Granja, nas encostas aí existentes, que possuem as condições de clima e solo adequadas à produção deste precioso vinho, que, não sendo abundante, tem sabor agradável e merece ser apreciado. Servir à temperatura de 16º 18ºC.

Etiquetas: , , , , , , , ,