• Pedro Rafael Barata
  • prtbarata@gmail.com
  • O objectivo deste Blog não é mais do que uma "Montra Pessoal" de vinhos provados. Visitem e Comentem!
  • Caro Produtor, se tem interesse em divulgar os seus vinhos no Blog Os Vinhos, clique aqui!
  •     
        
  • RSS







Todos os Vinhos Provados no Blog Os Vinhos (4340)
Todos os Vinhos Provados em Eventos de Provas de Vinhos (3527)

terça-feira, 22 de agosto de 2017

4500 - Alcubíssimo 2013 (Tinto)



Região: Regional Península de Setúbal
Castas: Castelão
Produtor: Quinta de Alcube
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 13.5%
Enólogo: Jaime Quendera
Notas de Prova: Cor topázio e um nariz bem preenchido por aromas de caramelo e frutos secos envolvidos por subtis nuances florais e de fruta, na boca é agradável, guloso e ligeiramente unutoso, no paladar destaca-se a fruta e novamente os frutos secos, terminando com um final de boca de comprimento e persistência medianas.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Janeiro 2017

Rótulo: Condições climatéricas favoráveis durante a vindima, permitiram que estas uvas atingissem um perfeito estado de sobrematuração, do qual resultou este vinho. É o resultado de um trabalho rigoroso na vinha, com total respeito pela Natureza, e na adega com a utilização de modernas tecnologias. É um vinho jovem, muito fino de aromas. Na boca demonstra elegância e concentração de fruta madura com um final longo e fresco. É um excelente aperitivo servindo também para acompanhar todo o tipo de doçaria. Deve ser servido à temperatura de 6º - 8ºC. Poderá ser consumido já ou guardar em local fresco, garrafa deitada por um período máximo de 5 anos.

Etiquetas: , , , , ,

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

4499 - Marquês de Marialva Grande Reserva Arinto 2013 (Branco)



Região: DOC Bairrada
Castas: Arinto
Produtor: Adega Cooperativa de Cantanhede, CRL
Preço: Entre 12.5€ e 15€
Álcool: 13.5%
Enólogo: Frederico Gomes
Notas de Prova: Cor amarela com reflexos algo esverdeados, o nariz sugere aromas de citrinos envolvidos por alguma tosta e um certo fumado, além de subtis nuances vegetais, na boca apresenta-se um vinho muito fresco e equilibrado, com uma bela acidez e uma estrutura bem presente, no paladar destaca-se a fruta madura e a barrica envolvidas por uma cremosa sensação mais citrina, o final de boca termina relativamente prolongado.

Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Fevereiro 2017

Classificação Paixão pelo Vinho - Wine Passion: .18
• Data da Revista: Janeiro 2017 / Junho 2017

Classificação Paixão pelo Vinho - Wine Passion: .18
• Data da Revista: Outubro 2016 / Dezembro 2016

Rótulo: Arinto, a distinta casta portuguesa criada nos "barros" da nossa região e sob influência do clima atlântico, que permite distinguir a Bairrada das restantes regiões, após vinificação criteriosa obtivemos originalidade, resultando num vinho complexo, fresco, elegante e com notória persistência. É excelente para acompanhar iguarias delicadas e ligeiramente especiadas. Osvaldo Amado Chief Winemaker - Global Wines. Consumir 10ºC. Bottled in 2016.

Etiquetas: , , , , ,

domingo, 20 de agosto de 2017

4498 - Dom Martinho 2014 (Tinto)



Região: Regional Alentejo
Castas: Aragonez, Trincadeira, Alicante Bouschet e Cabernet Sauvignon
Produtor: Sociedade Agrícola Quinta do Carmo, Lda
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 14%
Enólogo: Hugo Carvalho
Notas de Prova: Cor rubi e nariz rico em aromas vegetais e de pimento aliados a breves notas de frutos silvestres, na boca é um vinho equilibrado e correcto, com taninos relativamente firmes e uma complexidade ligeira, no paladar destaca-se a fruta negra e breves notas mais vegetais e especiadas, num fundo maioritariamente apimentado, o final de boca termina com um comprimento de expressão média.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Pessoal: Dezembro 2016

Classificação Paixão pelo Vinho - Wine Passion: .14
• Data da Revista: Agosto 2016 / Setembro 2016

Rótulo: Do "Terroir" Alentejano, selecionámos as castas Aragonez, Trincadeira, Alicante Bouschet e Cabernet Sauvignon da propriedade Dom Martinho da Quinta do Carmo. Este vinho muito expressivo nos aromas de frutos silvestres maduros, apresenta uma boa acidez conferindo-lhe uma frescura e elegância única. Ideal com pratos de carne e queijos. Servir à temperatura de 16-18ºC.

Etiquetas: , , , , , , ,

Graham's, Vintage e Colheitas por Charles Symington (Nov/2016)


No passado dia 11/11/2016 no Centro de Congressos da FIL – Junqueira em Lisboa, teve lugar uma Prova denominada Graham's, Vintage e Colheitas, da prestigiada marca Graham's, realizada no âmbito do Evento Encontro com o Vinhos e com os Sabores 2016, organizado pela entidade Revista de Vinhos.

Prova comentada pelo Enólogo Charles Symington.


Graham’s Vintage 1994 (Porto)

Região: Douro
Castas: Várias
Produtor: Symington Family Estates
Álcool: 20%
Enólogo: Charles Symington
Nota de Prova: Apresenta uma cor granada de média intensidade, o nariz evidencia aromas de fruta vermelha combinados com delicadas notas alicoradas e alguma madeira velha, na boca revela elegância e subtileza, bem como um volume imenso e uma densidade muito agradável, no paladar a fruta e a compota misturam-se com as notas de madeira e o final de boca termina de uma forma prolongada.
Classificação Pessoal: 17
Graham’s Colheita 1994 (Porto)

Região: Douro
Castas: Várias
Produtor: Symington Family Estates
Álcool: 20%
Enólogo: Charles Symington
Nota de Prova: Cor âmbar e nariz rico em aromas caramelizados e de frutos secos, bem como delicadas notas especiadas e de iodo, na boca é um vinho estruturado, com uma bela acidez e um corpo volumoso e cremoso, no paladar dominam os frutos secos e alguma fruta madura e o final de boca termina de uma forma muito expressiva.
Classificação Pessoal: 17
Graham’s Vintage 1983 (Porto)

Região: Douro
Castas: Várias
Produtor: Symington Family Estates
Álcool: 20%
Enólogo: Charles Symington
Nota de Prova: Cor rubi de média concentração no centro e auréola de tonalidade granada, no nariz destacam-se os aromas especiados e de fruta madura e em passa, além de subtis notas resinosas, na boca é um vinho muito equilibrado e elegante, a revelar uma fineza e ao mesmo uma complexidade muito interessantes, no paladar é a fruta que merece realce além da madeira e das notas muito especiadas, o final de boca termina muito prolongado e persistente.
Classificação Pessoal: 17.5
Graham’s Colheita 1982 (Porto)

Região: Douro
Castas: Várias
Produtor: Symington Family Estates
Álcool: 20%
Enólogo: Charles Symington
Nota de Prova: Cor âmbar de tonalidade esverdeada, o nariz revela-se complexo e fino, onde os frutos secos aliam-se a notas caramelizadas e a um delicado toque balsâmico e até avinagrado, na boca é um vinho sedoso, complexo e algo seco, bem como volumoso e estruturado, no paladar surgem delicadas notas frutadas e especiadas envolvidas pelos frutos secos, o final de boca termina longo e persistente.
Classificação Pessoal: 17
Graham’s Vintage 1970 (Porto)

Região: Douro
Castas: Várias
Produtor: Symington Family Estates
Álcool: 20%
Enólogo: Charles Symington
Nota de Prova: Cor acastanhada no centro e ligeiramente atijolada à volta, o nariz impressiona pela elegância e vivacidade apresentada, rico em fruta e notas especiadas e fumadas, na boca é um vinho profundo, harmonioso e muito complexo, com o paladar a revelar uma envolvência única, a fruta e a madeira casam na perfeição e o final de boca evidencia um comprimento e uma persistência notáveis.
Classificação Pessoal: 18.5
Graham’s Colheita 1972 (Porto)

Região: Douro
Castas: Várias
Produtor: Symington Family Estates
Álcool: 20%
Enólogo: Charles Symington
Nota de Prova: Apresenta uma cor âmbar acompanhada por uma tonalidade esverdeada bem presente, o nariz revela complexas notas de iodo e vinagrinho, bem como frutos secos e delicadas notas especiadas, na boca revela um volume e uma profundidade fantásticas, bem como uma acidez e uma cremosidade únicas, o paladar revela frutos secos muito presentes e o final de boca termina longo e muito persistente.
Classificação Pessoal: 18.5
Graham’s Vintage 1963 (Porto)

Região: Douro
Castas: Várias
Produtor: Symington Family Estates
Álcool: 20%
Enólogo: Charles Symington
Nota de Prova: Cor acastanhada de tonalidade atijolada, o nariz revela fantásticos aromas de fruta em passa e madeira velha, num conjunto que prima pela elegância e fineza, na boca surpreende pela sua vivacidade, complexidade e volume, com uma estrutura e profundidade únicas, o paladar apresenta notas de madeira e diversas especiarias envolvidas pela fruta e por um leve toque vegetal, o final de boca termina muito longo e com uma persistência impressionante.
Classificação Pessoal: 19
Graham’s Colheita 1963 (Porto)

Região: Douro
Castas: Várias
Produtor: Symington Family Estates
Álcool: 20%
Enólogo: Charles Symington
Nota de Prova: Cor âmbar aloirada e nariz rico em aromas avinagrados e iodados, além de frutos secos e um ligeiro caramelo torrado, na boca é um vinho elegante e vivo, muito harmonioso e envolvente, no paladar sobressaem os frutos secos envolvidos pela madeira, terminando com um final de boca muito longo e persistente.
Classificação Pessoal: 17.5
Graham’s Vintage 1955 (Porto)

Região: Douro
Castas: Várias
Produtor: Symington Family Estates
Álcool: 20%
Enólogo: Charles Symington
Nota de Prova: Apresenta uma cor acastanhada e um nariz cheio de elegância e envolvência, onde a fruta e a madeira casam na perfeição e são muito bem acompanhados por uma ligeira sensação especiada, na boca é um vinho elegante, suave e muito cremoso e volumoso, no paladar destaca-se a fruta bem madura e delicadas notas terrosas e de madeira velha, com o final de boca a terminar bem prolongado e com uma excelente persistência.
Classificação Pessoal: 18
Graham’s Colheita 1952 (Porto)

Região: Douro
Castas: Várias
Produtor: Symington Family Estates
Álcool: 20%
Enólogo: Charles Symington
Nota de Prova: Cor âmbar de tonalidade esverdeada e aloirada, no nariz destacam-se os aromas de vinagrinho e iodo envolvidos por alguma madeira velha e finas sensações especiadas e resinosas, na boca é um vinho envolvente e seco, muito volumoso e cremoso, no paladar são os frutos secos que reinam acompanhados por algum caramelo e sugestões vegetais, terminando com um final de boca longo e com uma persistência impressionante.
Classificação Pessoal: 18.5

Etiquetas:

sábado, 19 de agosto de 2017

4497 - Bridão Clássico 2013 (Tinto)



Região: DOC Tejo
Castas: Touriga Nacional, Castelão, Tinta Roriz, Alicante Bouschet e Syrah
Produtor: Adega Cooperativa do Cartaxo, CRL
Preço: Entre 2€ e 4€
Álcool: 14%
Enólogo: Pedro Gil
Notas de Prova: Cor rubi avermelhada e nariz agradavelmente preenchido por aromas de fruta vermelha madura e alguma madeira, num fundo delicadamente mais floral, na boca é um vinho correcto, com taninos muito redondos e algo guloso, no paladar volta a destacar-se a fruta envolvida por subtis notas tostadas e at+e vegetais, terminando com um finak de boca curto mas saboroso.

Classificação Pessoal: ......................................15
• Data da Prova: Dezembro 2016

Classificação Paixão pelo Vinho - Wine Passion: .16
• Data da Revista: Agosto 2016 / Setembro 2016

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15
• Data da Revista: Agosto 2016

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15
• Data da Revista: Julho 2016

Rótulo: Das castas "Touriga Nacional", "Castelão", "Tinta Roriz", "Alicante Bouschet" e "Syrah" resulta este vinho que após um ligeiro estágio em madeira de carvalho, apresenta uma cor granada, aroma com fruta presente e um sabor frutado harmoniosamente conjugado com a madeira, proporcionando um final macio, equilibrado e persistente. Acompanha bem carnes vermelhas e pratos fortes e bem condimentados, devendo ser servido à temperatura de 16º a 18ºC.

Etiquetas: , , , , , , , ,

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

4496 - Alcube Reserva 2014 (Branco)



Região: Regional Península de Setúbal
Castas: Fernão Pires e Moscatel
Produtor: Quinta de Alcube
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 14.5%
Enólogo: Jaime Quendera
Notas de Prova: Cor amarela com alguma intensidade e nariz relativamente expressivo em notas de fruta madura e um delicado toque floral e folha de laranjeira do Moscatel, na boca é um vinho correcto, de fácil prova e com um corpo mediano, no paladar além da fruta destaca-se ligeiramente um certo tostado e o final de boca termina de uma forma bem mediana.

Classificação Pessoal: ......................................15
• Data da Prova: Janeiro 2017

Rótulo: Este Reserva 2014 é o resultado da cuidada selecção das castas Fernão Pires e Moscatel. Estagiou 4 meses em meias barricas de carvalho americano e francês. Pode ser consumido já a uma temperatura entre os 8ºC e o 10ºC ou guardar a garrafa deitada em local fresco, por um período máximo de 3 anos. Este vinho foi feito para si… desfrute-o como mais lhe apetecer! Desta colheita engarrafaram-se 2660 garrafas, cabendo a esta o nº 156.

Etiquetas: , , , , ,

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

4495 - Barrancôa 2013 (Tinto)



Região: Regional Alentejo
Castas: Aragonez, Trincadeira e Alicante Bouschet
Produtor: Ribafreixo - Adega Moinho Branco
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 13%
Enólogo: Paulo Laureano
Notas de Prova: Cor rubi de média intensidade e nariz rico em fruta preta e notas vegetais misturadas com um ligeiro mentolado, na boca é um vinho equilibrado, com uma estrutura e um volume medianos e um paladar frutado, vegetal e algo especiado, o final de boca termina com um comprimento de expressão média.

Classificação Pessoal: ......................................15
• Data da Prova: Dezembro 2016

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15.5
• Data da Revista: Fevereiro 2016

Classificação Paixão pelo Vinho - Wine Passion: .16
• Data da Revista: Março 2016 / Dezembro 2015

Rótulo: Aragonez 40%, Trincadeira 40& e Alicante Bouschet 20%, desenham os aromas e sabores deste vinho parcialmente estagiado em barricas de carvalho francês. Aromas de frutos negros maduros, especiaria e tosta antecedem um conjunto, fresco, elegante e persistente. Um vinho soberbo com ensopados e sopas de carne. Pratos tradicionais de borrego ou porco preto. Caça de pena. Enólogo: Paulo Laureano. 15ºC - 16ºC.

Etiquetas: , , , , , ,

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

4494 - Casas del Bosque Gran Reserva Syrah 2013 (Tinto)



Região: Chile
Castas: Syrah
Produtor: Viña Casas del Bosque
Preço: Entre 12.5€ e 15€
Álcool: 14%
Enólogo: Meinard Jan Bloem e Grant Phelps
Notas de Prova: Apresenta uma cor vermelha intensa no centro e laivos de tonalidae violeta, o nariz evidencia aromas florais e de fruta vermelha madura combinados com um ligeiro toque fumado e especiado, além de abaunilhado e até tostado, na boca é um vinho interessante, com taninos redondos e um volume bem agradável, no paladar revela fruta madura e breves notas tostadas, num fundo ligeiramente vegetal, o final de boca termina com um comprimento ligeiramente acima da média.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Dezembro 2016

Classificação Revista dos Vinhos: ......................17
• Data da Revista: Junho 2016

Rótulo: Syrah embotellado en origen. "Uvas de alta calidad provenientes de las lomas de la Trampa". Casas del Bosque es una de las viñas boutiques familiares más prestigiosas de Chile, reconocida por la calidad de sus vinos y destacada como una de las viñas que há realizado un excelente trabajo com esta cepa. Usted tiene en sus manos un gran exponente de los Syrah de clima frío de nuestro país, constantemente elegido por la prensa nacional y extranjera dentro de los mejores en su variedad. Es un vino elegante destinado a ser uno de los grandes a nivel mundial. Proviene de nuestros mejores viñedos ubicados en Casablanca, en las altas colina del sector La Trampa.

Etiquetas: , , , , ,

terça-feira, 15 de agosto de 2017

4493 - Silencis 2010 (Branco)



Região: Espanha
Castas: Xarello
Produtor: Raventós i Blanc
Preço: Entre 10€ e 12.5€
Álcool: 12.5%
Enólogo: Manuel Raventós e Pepe Raventós
Notas de Prova: Cor amarela citrina levemente esverdeada, o nariz sugere frescos aromas minerais e de fruta madura acompanhados por uma leve sensação citrina, na boca destaca-se a sua acidez e uma secura bem presente, com o paladar a revelar-se frutado e mineral, além de cítrico e vegetal, o final de boca termina com um comprimento médio.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Dezembro 2016

Rótulo: Vinyes Velles del Serral Xarel-lo Nu.

Etiquetas: , , , , ,

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

4492 - Quinta de Alcube Chardonnay & Sauvignon Blanc 2015 (Branco)



Região: Regional Península de Setúbal
Castas: Chardonnay e Sauvignon Blanc
Produtor: Quinta de Alcube
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 14%
Enólogo: Jaime Quendera
Notas de Prova: Cor amarela citrina e nariz frutado e ligeiramente vegetal, num fundo mais cítrico, na boca é um vinho correcto, fresco e com uma acidez mediana, revela um paladar delicadamente frutado, embora sejam as nuances vegetais e citrinas que dominam o conjunto, o final de boca termina algo curto.

Classificação Pessoal: ......................................15
• Data da Prova: Fevereiro 2017

Rótulo: A Quinta de Alcube está situada em Azeitão, em pleno Parque Natural da Arrábida. Este vinho foi criado a partir de uvas das castas Chardonnay e Sauvignon Blanc produzidas nos vinhedos da nossa Quinta. É o resultado de um trabalho rigoroso nas nossas vinhas, com o total respeito pela Natureza e na adega com a utilização de modernas tecnologias. A conjugação dos aromas destas castas conferem a este vinho aromas elegantes e perfumes delicados. É um vinho que acompanha bem alguns pratos de carne, pratos de peixe, mariscos e saladas. Deve ser consumido entre 8º e 10º graus de temperatura. Consumir já ou guardar em local fresco, garrafa deitada por um período máximo de 3 anos. Desta colheita engarrafaram-se 3332 garrafas. Cabendo a esta o nº 1306.pe

Etiquetas: , , , , ,

domingo, 13 de agosto de 2017

4491 - Quinta de Alcube Trincadeira & Syrah 2013 (Tinto)



Região: Regional Península de Setúbal
Castas: Trincadeira e Syrah
Produtor: Quinta de Alcube
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 15%
Enólogo: Jaime Quendera
Notas de Prova: Cor rubi de média intensidade e nariz bem preenchido por aromas de frutos vermelhos bem maduros e breves notas vegetais e de especiarias, na boca é um vinho redondo, complexo e com taninos firmes, sendo bem evidente o seu teor alcoólico, no paladar revela-se frutado e açgo vegetal e o final de boca termina com um comprimento mediano.

Classificação Pessoal: ......................................15
• Data da Prova: Dezembro 2016

Rótulo: A Quinta de Alcube está situada em Azeitão, em pleno Parque Natural da Arrábida. Este vinho foi criado a partir de uvas da casta Trincadeira e Syrah produzidas nas parcelas monovarietais da nossa Quinta. É o resultado de um trabalho rigoroso na vinha, com o total respeito pela Natureza e na adega com a utilização de modernas tecnologias. Estagiou 10 meses em meias barricas de carvalho americano e francês e 4 meses em garrafa antes de ser introduzido no consumo. Acompanha pratos de caça, carnes vermelhas e queijos de pasta mole. Deve ser consumido entre 16º e 18º graus de temperatura. Consumir já ou guardar em local fresco, garrafa deitada por um período máximo de 7 anos. Desta colheita engarrafaram-se 8000 garrafas. Cabendo a esta o nº 5319.

Etiquetas: , , , , ,

Prova Vertical Pêra-Manca e Scala Coeli, duas faces da excelência - Parte I - os vinhos Scala Coeli branco e tinto (Nov/2016)


No passado dia 12/11/2016 no Centro de Congressos da FIL – Junqueira em Lisboa, tiveram lugar Provas Verticais dos vinhos brancos e tintos Pêra-Manca e Scala Coeli, do Produtor Fundação Eugénio de Almeida, realizada no âmbito do Evento Encontro com o Vinhos e com os Sabores 2016, organizado pela entidade Revista de Vinhos.

Na 1ª Parte deste Evento teve lugar uma Prova Vertical dos vinhos Scala Coeli branco e tinto.

Prova comentada pelo Enólogo Pedro Baptista.


Scala Coeli 2009 (Branco)

Região: Regional Alentejo
Castas: Verdelho
Produtor: Fundação Eugénio de Almeida
Álcool: 14%
Enólogo: Pedro Baptista
Nota de Prova: Cor dourada intensa e nariz bem preenchido por aromas de fruta madura e notas fumadas, além de um toque muito delicado de frutos secos e tosta, na boca é um vinho untuoso, com uma acidez bem presente e uma estrutura interessante, no paladar destaca-se a fruta madura e as notas tostadas e algo meladas terminando com um final de boca de expressão relativamente prolongada e de persistência média.
Classificação Pessoal: 16.5
Scala Coeli 2011 (Branco)

Região: Regional Alentejo
Castas: Sauvignon Blanc
Produtor: Fundação Eugénio de Almeida
Álcool: 14%
Enólogo: Pedro Baptista
Nota de Prova: Cor amarela pálida e nariz rico em aromas frutados envolvidos por uma interessante mineralidade e algum floral, na boca mostra-se um vinho equilibrado e vivo, com uma acidez agradável e um volume acima da média, no paladar é a fruta tropical madura que domina, muito bem acompanhada por uma leve sensação especiada e tostada, o final de boca termina com um comprimento médio/longo.
Classificação Pessoal: 16.5
Scala Coeli 2014 (Branco)

Região: Regional Alentejo
Castas: Viosinho
Produtor: Fundação Eugénio de Almeida
Álcool: 13%
Enólogo: Pedro Baptista
Nota de Prova: Cor amarela de tonalidade esverdeada, o nariz revela aromas minerais e vegetais envolvidos por frescas notas citrinas e até florais, na boca é um tão volumoso quanto seco, com uma acidez bem presente e uma elegância notória, no paladar são as notas citrinas e minerais que dominam um conjunto jovem, vivo e muito equilibrado, com a fruta madura e breves nuances especiadas a conferirem alguma complexidade, o final de boca termina com uma persistência bem acima da média.
Classificação Pessoal: 17
Scala Coeli 2005 (Tinto)

Região: Regional Alentejo
Castas: Cabernet Sauvignon e Merlot
Produtor: Fundação Eugénio de Almeida
Álcool: 15%
Enólogo: Pedro Baptista
Nota de Prova: Apresenta uma cor granada intensa e um nariz cheio de aromas especiados e de fruta preta, agradavelmente envolvidos por um fino e elegante toque apimentado e de couro, na boca é um vinho muito tão equilibrado e volumoso, com taninos firmes e uma interessante estrutura, no paladar destaca-se a fruta negra e as notas apimentadas e especiadas, num fundo algo terroso, o final de boca termina longo e persistente.
Classificação Pessoal: 17
Scala Coeli 2007 (Tinto)

Região: Regional Alentejo
Castas: Touriga Nacional
Produtor: Fundação Eugénio de Almeida
Álcool: 14%
Enólogo: Pedro Baptista
Nota de Prova: Cor rubi intensa no centro e auréola de tonalidade granada, o nariz evidencia elegantes aromas florais e de fruta vermelha acompanhados por notas de diversas especiarias e um subtil toque balsâmico, na boca é um vinho muito equilibrado, estruturado e envolvente, com um paladar cheio de fruta preta e onde a madeira revela elegância e subtileza, o final de boca termina de uma forma prolongada e persistente.
Classificação Pessoal: 17
Scala Coeli 2009 (Tinto)

Região: Regional Alentejo
Castas: Touriga Franca
Produtor: Fundação Eugénio de Almeida
Álcool: 15%
Enólogo: Pedro Baptista
Nota de Prova: Cor rubi muito concentrada no centro e laivos de tonalidade avermelhada, o nariz apresenta aromas frescos de fruta vermelha envolvidos por uma delicada sensação vegetal e floral, num fundo mais apimentado e até especiado, na boca é um vinho volumoso e encorpado, além de muito elegante e com taninos bem presentes, o paladar revela-se cheio de frutos negros, notas de pimenta preta e com a barrica bem presente, o final de boca termina longo e com um nível de persistência elevado.
Classificação Pessoal: 17

Etiquetas:

sábado, 12 de agosto de 2017

4490 - Alcube 2015 (Rosé)



Região: Regional Península de Setúbal
Castas: Castelão
Produtor: Quinta de Alcube
Preço: Entre 2€ e 4€
Álcool: 13%
Enólogo: Jaime Quendera
Notas de Prova: Cor vermelha intensa e delicada tonalidade rosada, o nariz sugere fruta vermelha, nomeadamente morangos e framboesas, acompanhados por algum groselha, na boca é um vinho fácil, com uma acidez correcta e um paladar delicadamente frutado e floral, o final de boca termina curto e ligeiramente seco.

Classificação Pessoal: ......................................14
• Data da Prova: Dezembro 2016

Rótulo: Este vinho foi criado a partir de uvas das castas típicas da região. É o resultado de um trabalho rigoroso de vinha com total respeito pela Natureza e na Adega com a utilização de modernas tecnologias. É um vinho jovem, frutado e refrescante que acompanha bem todos os pratos de peixe e saladas. É também um excelente aperitivo. Deve ser consumido entre 8º e 10º graus de temperatura. Consumir já ou guardar em local fresco, em garrafa deitada por um período máximo de 3 anos. Desta colheita engarrafaram-se 3000 garrafas. Cabendo a esta o nº 1348.

Etiquetas: , , , , ,

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

4489 - Casa Ermelinda Freitas Reserva Cabernet Sauvignon 2013 (Tinto)



Região: Regional Península de Setúbal
Castas: Cabernet Sauvignon
Produtor: Casa Ermelinda Freitas
Preço: Entre 7.5€ e 10€
Álcool: 14.5%
Enólogo: Jaime Quendera
Notas de Prova: Cor rubi de média intensidade e nariz rico em aromas vegetais típicos, como o pimento, secundados pela fruta vermelha e breves notas especiadas e de tosta, na boca é um vinho equilibrado, de corpo médio e um paladar dominado pelas sugestões de pimentos e diversas especiarias, com a fruta madura em segundo plano, o final de boca termina com um comprimento médio.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Janeiro 2017

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............17
• Data da Revista: Março 2016 / Abril 2016

Rótulo: Para nós a procura de novos paladares e aromas é uma constante na medida em que pretendemos levar até si sempre novas sensações que lhe permitam envolver-se ainda mais com este fascinante mundo do vinho. Temos por isso mesmo, nas nossas vinhas, pequenas plantações de diversas castas que de quando em vez nos proporcionam a produção de vinhos que consideramos de grande qualidade. Este vinho produzido da casta Cabernet Sauvignon, é disso mesmo um óptimo exemplo. Deverá ser servido a 16-18ºC. Pronto para consumir, caso deseje guardar em local fresco com garrafa deitada por um período máximo de 9 anos. Leonor Freitas Proprietária.

Etiquetas: , , , , ,

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

4488 - Dona Ermelinda 2015 (Branco)



Região: DOC Península de Setúbal
Castas: Chardonnay, Arinto, Antão Vaz e Fernão Pires
Produtor: Casa Ermelinda Freitas
Preço: Entre 2€ e 4€
Álcool: 13.5%
Enólogo: Jaime Quendera
Notas de Prova: Cor amarela intensa e nariz rico em aromas de fruta madura e notas de baunilha, aliadas a alguma doçura e mineralidade, na boca é um vinho correcto, com uma interessante acidez e um volume relativamente expressivo, no paladar destaca-se a baunilha, secundada pela fruta e por delicadas notas florais, o final de boca termina com uma persistência muito mediana.

Classificação Pessoal: ......................................15
• Data da Prova: Dezembro 2016

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15
• Data da Revista: Maio 2016

Rótulo: Estabelecida em 1920, a Casa Ermelinda Freitas é uma adega com profundo enraizamento e grande tradição na zona Vitivinícola de Fernando Pó, sul de Portugal. Elaborado com base nas castas Chardonnay, Arinto, Antão Vaz e Fernão Pires apresenta-se um vinho muito rico de grande corpo e estrutura. Consumir à temperatura de 12-14ºC. Guardar por um período máximo de 4 anos. Leonor Freitas Proprietária.

Etiquetas: , , , , , ,

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

4487 - Vinhas de Pegões Syrah 2015 (Tinto)



Região: Regional Península de Setúbal
Castas: Syrah
Produtor: Cooperativa Agrícola de Santo Isidro de Pegões, CRL
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 14%
Enólogo: Jaime Quendera
Notas de Prova: Cor rubi de média intensidade e nariz frutado e ligeiramente especiado, num fundo mais vegetal e até algo químico, na boca é um vinho delicado, com taninos firmes e um paladar pouco expressivo, embora a fruta madura domine o conjunto, o final de boca termina com um comprimento curto.

Classificação Pessoal: ......................................14.5
• Data da Prova: Dezembro 2016

Rótulo: Localizada a sul de Portugal a Adega de Pegões produz e engarrafa vinhos de qualidade desde 1958, data da sua fundação. A grande qualidade dos seus vem de um "terroir" único e tem sido reconhecida em todo o mundo, tendo alcançado centenas de prémios internacionais nos últimos anos. Este vinho foi elaborado a partir das melhores uvas da catas Syrah, estagiou com madeira de carvalho para ganhar complexidade e suavidade. Desenvolver-se-á em garrafa pelo menos 7 anos. Servir à temperatura de 16-18 graus com todos os pratos de carnes especialmente as carnes vermelhas e queijos. Enólogo: Jaime Quendera.

Etiquetas: , , , , ,

terça-feira, 8 de agosto de 2017

4486 - Druida Reserva Encruzado 2015 (Branco)



Região: DOC Dão
Castas: Encruzado
Produtor: C2O, Lda
Preço: Entre 15€ e 20€
Álcool: 13%
Enólogo: Nuno do Ó e João Corrêa
Notas de Prova: ainda está na Garrafeira.







Classificação Pessoal: ......................................-


Classificação Revista dos Vinhos: ......................18.5
• Data da Revista: Janeiro 2017

Rótulo: Vinhas a 500 metros de altitude, nos solos graníticos da margem direita do rio Dão.

Etiquetas: , , , , ,

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

4485 - Cortes de Cima 2012 (Tinto)



Região: Regional Alentejo
Castas: Syrah, Aragonez, Petit Verdot e Touriga Nacional
Produtor: Casa Agrícola Cortes de Cima, Lda
Preço: Entre 10€ e 12.5€
Álcool: 14%
Enólogo: Hans Kristian Jorgensen
Notas de Prova: Cor rubi de média intensidade e nariz agradavelmente frutado e especiado, além de evidenciar breves notas vegetais e até um ligeiro abaunilhado, na boca é um vinho equilibrado, com um corpo e um volume médios e um paladar rico em fruta e notas de tosta e especiarias, o final de boca termia com um comprimento mediano mas saboroso.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Agosto 2017

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Dezembro 2016

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16.5
• Data da Revista: Dezembro 2015

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............16.5
• Data da Revista: Novembro 2015 / Dezembro 2015

Rótulo: Cortes de Cima é uma propriedade familiar localizada perto da Vidigueira. As uvas que deram origem a este vinho crescem nas nossas vinhas, que obedecem a um programa de viticultura sustentada. Um lote de Syrah, Aragonez, Petit Verdot e Touriga Nacional. Maduro, fruta saborosa, com notas de especiarias. Elegante e rico no paladar.

Etiquetas: , , , , , , ,

domingo, 6 de agosto de 2017

4484 - Casa Ermelinda Freitas Reserva Trincadeira 2014 (Tinto)



Região: Regional Península de Setúbal
Castas: Trincadeira
Produtor: Casa Ermelinda Freitas
Preço: Entre 7.5€ e 10€
Álcool: 14.5%
Enólogo: Jaime Quendera
Notas de Prova: Não foi possível a Prova devido ao efeito TCA (cheiro a rolha).






Classificação Pessoal: ......................................0
• Data da Prova: Janeiro 2017

Rótulo: Para nós a procura de novos paladares e aromas é uma constante na medida em que pretendemos levar até si sempre novas sensações que lhe permitam envolver-se ainda mais com este fascinante mundo do vinho. Temos por isso mesmo, nas nossas vinhas, pequenas plantações de diversas castas que de quando em vez nos proporcionam a produção de vinhos que consideramos de grande qualidade. Este vinho produzido da casta Trincadeira, é disso mesmo um óptimo exemplo. Deverá ser servido a 16-18ºC. Pronto para consumir, caso deseje guardar em local fresco com garrafa deitada por um período máximo de 9 anos. Leonor Freitas Proprietária.

Etiquetas: , , , ,

Bloggers juntam-se no Prazer dos Cheirinhos para mais um jantar (Set/2016)


No passado dia 16/09/2016 no Prazer dos Cheirinhos em Mem Martins, teve lugar mais um Jantar de grandes vinhos, onde se juntaram alguns Bloggers de Vinho.

Durante o jantar e respectiva Prova de Vinhos estiveram presentes os Bloggers :
- Pedro Rafael Barata (Blog Os Vinhos)
- Rui Lourenço Pereira (Blog Art meets Bacchus)
- Carlos Janeiro e Vitor Janeiro(Blog Comer, Beber e Lazer)
- Francisco Damião de Brito (Blog Vinho do Porto Vintage)
- João Pedro Carvalho (Blog Copo de 3)
e ainda Arnaud Stevenot e Pedro Sovela.

O Evento realizou-se com a apresentação e degustação dos vários vinhos que cada um teve a oportunidade de trazer consigo.



Vinhos degustados durante o Jantar:

Quinta da Fata 1961 (Tinto)

Região: DOC Dão
Castas: Várias
Produtor: Quinta da Fata - Agricultura e Turismo, Lda
Álcool: -%
Enólogo: -
Nota de Prova: Cor acastanhada muito delgada e nariz já completamente dominado pelo couro e por delicadas notas de fruta já em passa, na boca revela uma evidente evolução e uma acidez praticamente nula, o paladar continua cheio de couro e o final de boca termina curto e já com pouco fulgor.
Classificação Pessoal: 12
Brummel Brut Blanc des Blancs (Espumante)

Região: França
Castas: Ayren
Produtor: Veuve Ambal
Álcool: 11.5%
Enólogo: Veuve Ambal
Nota de Prova: Cor amarela de tonalidade dourada e nariz agradavelmente preenchido por aromas florais e de fruta madura, bem como um ligeiro toque melado, na boca mostra-se um vinho correcto, com um ligeiro adoçicado e uma bolha média, o paladar evidencia notas de fruta e breves nuances citrinas, terminando com um final de boca algo curto de comprimento.
Classificação Pessoal: 14.5
Soalheiro Alvarinho Bruto (Espumante)

Região: DOC Vinhos Verdes
Castas: Alvarinho
Produtor: Quinta de Soalheiro
Álcool: 12.5%
Enólogo: António Luis Cerdeira
Nota de Prova: Apresenta uma cor amarela intensa e um nariz fresco, onde as notas florais e a fruta madura casam de uma forma agradável com breves notas de frutos secos, na boca revela estrutura e uma interessante acidez, além de uma bolha de média dimensão, no paladar são os citrinos que se destacam, tal como a fruta tropical madura e um breve toque floral, terminando de uma forma relativamente pouco expressiva.
Classificação Pessoal: 15.5
Andlau Riesling 2014 (Branco)

Região: França
Castas: Riesling
Produtor: Domaine Marc Kreydenweiss
Álcool: 13%
Enólogo: Antoine Kreydenweiss
Nota de Prova: Cor amarela brilhante com leves apontamentos dourados, o nariz revela-se elegante e fresco, apresentando-se rico em aromas de frutos secos e notas florais, além de um breve toque limonado, na boca destaca-se uma secura muito evidente, num conjunto com boa acidez e frescura, o paladar sugere agradáveis notas de fruta e citrinas, num fundo subtilmente mineral, o final de boca termina com um comprimento médio/alto.
Classificação Pessoal: 16
Basa 2015 (Branco)

Região: Espanha
Castas: Verdelho, Viura e Sauvignon Blanc
Produtor: Compañía de Vinos Telmo Rodríguez
Álcool: 13%
Enólogo: Telmo Rodriguez
Nota de Prova: Cor citrina e nariz rico em aromas vegetais e florais, secundados por notas citrinas, formando um conjunto muito fresco, na boca é um vinho equilibrado e com uma acidez bem interessante, revelando um paladar menos exuberante que o nariz mais ainda assim cheio de notas limonadas e vegetais, o final de boca termina algo seco e com uma persistência mediana.
Classificação Pessoal: 15.5
Casal Figueira 2002 (Branco)

Região: Regional Estremadura
Castas: Vital e Vinhas Velhas
Produtor: António Augusto L. F. Carvalho
Álcool: 13.5%
Enólogo: António Carvalho
Nota de Prova: Cor dourada e nariz fino, onde as notas de frutos secos e a fruta bem madura casam de forma bem agradável com alguma mineralidade, na boca é um vinho estruturado, ligeiramente evoluído mas ainda com uma acidez a dar que falar, no paladar realce para a fruta bem madura, bem como para os frutos secos e ainda um leve toque vegetal seco, o final de boca termina de uma forma relativamente persistente.
Classificação Pessoal: 16
Séries Samarrinho 2013 (Branco)

Região: DOC Douro
Castas: Samarrinho
Produtor: Real Companhia Velha - Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto Douro, S.A
Álcool: 13%
Enólogo: Jorge Moreira
Nota de Prova: Cor amarela e nariz floral e algo especiado envolvido por uma componente mais profunda de fruta bem madura, na boca é um vinho envolvente, com estrutura e elegância e apresentando uma acidez muito interessante, no paladar destaca-se a fruta misturada por breves notas especiadas e florais, com o final de boca a terminar de uma forma relativamente prolongada.
Classificação Pessoal: 16
Cruz Miranda Colheita Seleccionada 2001 (Tinto)

Região: Regional Alentejo
Castas: Alfrocheiro Preto
Produtor: João Cruz Miranda e Teresa Uva da Cruz Miranda
Álcool: 13%
Enólogo: Virgílio Loureiro
Nota de Prova: Cor granada intensa e nariz preenchido por aromas de couro e fruta em passa, bem como um delicado toque de flores secas, na boca é um vinho delicado, levemente evoluído e com um paladar frutado, terroso e cheio de couro, termina algo mediano.
Classificação Pessoal: 15.5
Fojo 1996 (Tinto)

Região: DOC Douro
Castas: Tinta Roriz, Touriga Nacional e Touriga Franca
Produtor: Margarida Serôdio Borges
Álcool: 13%
Enólogo: Margarida Serôdio Borges e David Baverstock
Nota de Prova: Cor rubi avermelhada e nariz rico em aromas de fruta preta madura misturada com delicadas notas de barrica e um leve toque mineral, num fundo onde o couro é por demais evidente, na boca é um vinho relativamente encorpado, volumoso e profundo, com taninos finos e um paladar bem preenchido por aromas de fruta madura, notas especiadas e de couro, o final de boca termina de uma forma média alta e com uma persistência intensa.
Classificação Pessoal: 17
Casa Ermelinda Freitas Syrah 2005 (Tinto)

Região: Regional Península de Setúbal
Castas:
Syrah
Produtor: Casa Ermelinda Freitas
Álcool: 14.5%
Enólogo: Jaime Quendera
Nota de Prova: Cor rubi intensa e nariz subtilmente achocolatado e rico em aromas de fruta preta e notas tostadas e fumadas, na boca é um vinho equilibrado, com alguma estrutura e evolução, volume mediano e taninos ligeiramente secos, o paladar revela-se frutado e algo especiado, mostrando-se bem apoiado em breves notas vegetais, o final de boca termina com um comprimento médio.
Classificação Pessoal: 16
Casa Ermelinda Freitas Syrah 2005 (Tinto)
Duas Quintas Reserva 1999 (Tinto)

Região: DOC Douro
Castas: Touriga Nacional e Tinta Barroca
Produtor: Ramos Pinto
Álcool: 12%
Enólogo: João Nicolau de Almeida
Nota de Prova: Cor rubi intensa no centro e com uma auréola de tonalidade granada, o nariz evidencia aromas de fruta preta madura e notas fumadas, muito terrosas e minerais, num fundo marcado pelas sugestões de couro, na boca é um vinho relativamente encorpado, com taninos suaves e uma evolução subtil, o paladar revela fruta preta madura e delicadas notas terrosas, além da madeir velha bem presente, o final de boca termina com um comprimento e persistência de expressão média.
Classificação Pessoal: 16.5
Cavalo Maluco 2008 (Tinto)

Região: Regional Península de Setúbal
Castas:
Touriga Franca, Touriga Nacional e Petit Verdot
Produtor: José A. L. da Mota Capitão
Álcool: 14%
Enólogo: Paulo Laureano
Nota de Prova: Cor rubi profunda e nariz alicorado, com a fruta bem madura e muito presente envolvida por um delicado toque balsâmico e floral, além de sugestivas notas achocolatas e especiadas, na boca mostra-se um vinho ligeiramente desequilibrado, com o álcool demasiadamente presente, ainda assim no paladar destaca-se a fruta preta e breves notas vegetais, o final de boca termina de uma forma mediana e algo persistente.
Classificação Pessoal: 16
Quinta do Javali Old Vines 2013 (Tinto)

Região: DOC Douro
Castas:
Tinta Roriz, Touriga Franca, Tinto Cão, Touriga Nacional e Vinhas Velhas
Produtor: Quinta do Javali
Álcool: 14.5%
Enólogo: António Mendes
Nota de Prova: Cor rubi muito concentrada no centro e auréola com uma brilhante tonalidade violácea, o nariz sugere aromas de frutos pretos e do bosque envolvidos por um toque de barrica muito elegante e por breves notas balsâmicas e até minerais, na boca é um vinho denso, volumoso e muito encorpado, com uma juventude que impressiona e taninos bem sólidos, o paladar apresenta-se cheio de frutos negros maduros e delicadas notas florais, num fundo claramente marcado pela madeira, o final de boca termina com um comprimento muito prolongado e persistente.
Classificação Pessoal: 17.5
Mauro Vendimia Seleccionada 2009 (Tinto)

Região: Espanha
Castas:
Tempranillo
Produtor: Bodegas Mauro S.A.
Álcool: 14.5%
Enólogo: Mariano García
Nota de Prova: Apresenta uma cor rubi intensa e profunda no centro, com uma auréola de forte tonalidade granada, o nariz revela uma elegância ímpar, onde as notas especiadas e fumadas combinam na perfeição com a fruta vermelha madura e um ligeiro toque floral, num fundo mais balsâmico e tostado, na boca destaca-se toda a sua envolvência, harmonia e elegância, com taninos firmes mas nada pesados e um volume imenso, no paladar é a fruta madura que reina, acompanhada por alguma madeira e fortes nuances de especiarias, o final de boca termina longo e com uma enorme persistência.
Classificação Pessoal: 18
Château Clinet Pomerol 2011 (Tinto)

Região: França
Castas:
Merlot, Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc
Produtor: Château Clinet
Álcool: 13.5%
Enólogo: Luc Chasseriau
Nota de Prova: Cor densa de tonalidade avermelhada e nariz fino, muito elegante e expressivo, cheio de fruta vermelha bem fresca e delicadas notas florais, acompanhadas por uma ligeira componente vegetal, num fundo balsâmico e levemente abaunilhado, na boca é um vinho de textura sedosa, muito harmonioso e envolvente, revela um paladar marcado pelos frutos silvestres e diversas notas especiadas, além de um subtil toque apimentado, o final de boca termina de uma forma muiti prolongada e persistente.
Classificação Pessoal: 17.5
Quinta do Javali LBV 2013 (Porto)

Região: DOC Douro
Castas:
Tinta Roriz, Touriga Franca, Tinto Cão, Touriga Nacional e Vinhas Velhas
Produtor: Quinta do Javali
Álcool: 20%
Enólogo: António Mendes
Nota de Prova: Cor profunda e muito concentrada no centro, com laivos violeta de forte intensidade, o nariz evidencia uma forte componente de compota, misturada com frutos do bosque e um leve toque floral, na boca é um vinho muito jovem, revelador de um corpo cheio e muito encorpado, no paladar domina a fruta do bosque e preta envolvida pela madeira e alguma compota, o final de boca termina de uma forma muito sugestiva.
Classificação Pessoal: 17
Niepoort Colheita 1963 (Porto)

Região: Douro
Castas:
Várias
Produtor: Niepoort Vinhos, S.A.
Álcool: 20%
Enólogo: Dirk Niepoort
Nota de Prova: Cor acastanhada e nariz muito vivo, com a madeira velha em perfeita harmonia com diversos frutos secos, nomeadamente nozes e avelãs, bem como sugestivos aromas de vinagrinho e iodo, na boca é um vinho delicioso, com uma finura excelente, uma textura cremosa e uma envolvência notável, no paladar destacam-se novamente os frutos secos, além de subtis nuances especiadas, terminando com um final de boca muito prolongado e persistente.
Classificação Pessoal: 18
Burmester Tordiz 40 Anos (Porto)

Região: Douro
Castas:
Várias
Produtor: J. W. Burmester & Cª, S.A.
Álcool: 20%
Enólogo: -
Nota de Prova: Apresenta uma cor acastanhada com uma forte tonalidade esverdeada e dourada, o nariz evidencia intensos aromas de frutos secos, vinagrinho e ainda sugestivas notas de caramelo e citrinos muito maduros, num fundo complexo e harmonioso, com a madeira velha e a fruta em passa muito bem casadas, na boca é um vinho fino, cremoso, misterioso e sedoso, onde revela uma normal evolução mas com uma estrutura e elegância notáveis, no paladar destaque para as notas caramelizadas e especiadas envolvidas por diversos frutos secos de fino recorte, o final de boca longo e muito persistente.
Classificação Pessoal: 18
Madeira Sercial 1945 (Madeira)

Região: Madeira
Castas:
Sercial
Produtor: Vinhos Barbeito (Madeira), Lda
Álcool: 20%
Enólogo: Ricardo Freitas
Nota de Prova: Cor topázio e um nariz elegante e fino, cheio de aromas de madeira, flor de laranjeira, frutos secos e um leve toque de iodo e notas achocolatadas e caramelizadas, na boca é um vinho untuoso e cremoso, com uma interessante estrutura e uma elegância ímpar, além de bastante seco, no paladar voltam a destacar-se os frutos secos e as notas especiadas e de madeira velha, terminando com um final de boca seco e prolongado.
Classificação Pessoal: 17.5

Etiquetas: