• Pedro Rafael Barata
  • prtbarata@gmail.com
  • O objectivo deste Blog não é mais do que uma "Montra Pessoal" de vinhos provados. Visitem e Comentem!
  • Caro Produtor, se tem interesse em divulgar os seus vinhos no Blog Os Vinhos, clique aqui!
  •     
        
  • RSS







Todos os Vinhos Provados no Blog Os Vinhos (5012)
Todos os Vinhos Provados em Eventos de Provas de Vinhos (3988)

domingo, 21 de abril de 2019

Novo jantar de Bloggers de vinhos do Mundo no Restaurante Tendinha (Dez/2018)


No passado dia 27/12/2018 no Restaurante Tendinha em Mem Martins, teve lugar mais um Jantar de grandes vinhos do Mundo, onde se juntaram alguns Bloggers de Vinho.

Durante o jantar e respectiva Prova de Vinhos estiveram presentes os Bloggers :
- Pedro Rafael Barata (Blog Os Vinhos)
- Rui Lourenço Pereira (Blog Art meets Bacchus)
- Carlos Janeiro (Blog Comer, Beber e Lazer)
- Francisco Damião de Brito (Blog Vinho do Porto Vintage) e Miguel Pedro.

O Evento realizou-se com a apresentação e degustação dos vários vinhos que cada um teve a oportunidade de trazer consigo.



Vinhos degustados durante o Jantar:

Krug Grand Cuvée Brut (Champanhe)

Região: França
Castas: Chardonnay, Pinot Meunier e Pinot Noir
Produtor: Maison Krug
Álcool: 12%
Enólogo: Eric Lebel
Nota de Prova: Apresenta uma cor intensa de tonalidade amarelo/dourado, o nariz revela-se muito elegante e fino, com delicados aromas florais e de fruta muito bem casados com notas de frutos secos e algum biscoito, num fundo complexo, tostado e muito sedutor, na boca revela-se cremoso, volumoso e muito, muito elegante, com uma bolha finíssima e um paladar apenas e só sedutor, frutado, tostado e marcado por frutos secos nobres, o final de boca termina com um comprimento e uma persistência distintos.
Classificação Pessoal: 18
Chateau La Tour Blanche 1er Cru Sauternes 2009 (Branco)

Região: França
Castas: Sémillon, Sauvignon Blanc e Muscadelle
Produtor: Château La Tour Blanche
Álcool: 14%
Enólogo: Jean-Pierre Faure
Nota de Prova: Cor amarela dourada e nariz fino, rico em notas meladas, acompanhadas por breves nuances de frutos secos e citrinos bem maduros, formando um conjunto complexo e harmonioso, na boca apresenta-se um vinho cheio, com uma acidez vibrante e uma untuosidade e volume fantásticos, no paladar destaca-se a fruta madura, muito mel, é um vinho envolvente e grandioso, terminando de uma forma bem persistente.
Classificação Pessoal: 17.5
Chateau Montelena Napa Valley Chardonnay 2014 (Branco)

Região: EUA
Castas: Chardonnay
Produtor: Chateau Montelena Winery
Álcool: 13.5%
Enólogo: Matt Crafton
Nota de Prova: Cor amarela esverdeada e nariz rico em aromas de fruta madura, maçã e também algum pêssego, marcadamente envolvidos por um evidente toque vegetal, num fundo mais mineral e ligeiramente especiado, na boca apresenta uma estrutura interessante, uma acidez vibrante e um volume grandioso, no paladar realce para a harmonia existente entre a fruta madura e as notas vegetais, muito bem acompanhadas por uma componente mineral e de barrica, que são responsáveis pela complexidade do conjunto, o final de boca termina algo seco mas com um comprimento e persistente de grande nível.
Classificação Pessoal: 17.5
Vincent Girardin Puligny-Montrachet Les Combettes Premier Cru 2013 (Branco)

Região: França
Castas: Chardonnay
Produtor: Vincent Gerardin
Álcool: 13.5%
Enólogo: Vincent Gerardin
Nota de Prova: Cor amarela intensa e nariz muito fino, onde se destacam os aromas citrinoe e de fruta madura, muito bem envolvidos por subtins nuances minerais e especiadas, com a barrica a revelar-se muito subtil, na boca é um vinho untuoso, complexo, envolvente e com uma belíssima estrutura, o paladar apresenta-se mais especiado e tostado do que frutado e mineral e o final de boca termina longo e bem persistente.
Classificação Pessoal: 17
Glen Carlou Quartz Stone Single Vineyard Chardonnay 2016 (Branco)

Região: África do Sul
Castas: Chardonnay
Produtor: Glen Carlou
Álcool: 13%
Enólogo: Johnnie Calitz
Nota de Prova: Cor amarela brilhante com laivos esverdeados, o nariz revela-se muito frutado e elegante, estando bem acompanhado por evidentes notas de barrica e por um leve toque fumado e citrino, na boca é um vinho equilibrado, vivo e com um volume acima da média, onde revela um certo amanteigado, no paladar destaca-se a fruta bem madura, bem como subtis nuances de barrica e tosta, com o final de boca a terminar com um comprimento médio/longo.
Classificação Pessoal: 16.5
Nicolas Catena Zapata 2013 (Tinto)

Região: Argentina
Castas: Cabernet Sauvignon e Malbec
Produtor: Bodega Catena Zapata
Álcool: 13.5%
Enólogo: Alejandro Vigil
Nota de Prova: Apresenta uma cor rubi intensa e muito concentrada, o nariz evidencia frutos silvestres e negros, acompanhados por subtis mas elegantes notas vegetais e minerais, num fundo marcado pela barrica e por nuances especiadas e apimentadas, na boca é um vinho complexo, muito estruturado e encorpado, com um volume enorme e taninos de uma fineza invejável, o paladar denota uma integração perfeita entre a fruta, a madeira e as notas de pimenta, tudo muito bem secundado por um leve toque achocolatado e até terroso, o final de boca termina com um comprimento e uma persistência bastante prolongados.
Classificação Pessoal: 17.5
Terreus 2009 (Tinto)

Região: Espanha
Castas: Tempranillo
Produtor: Bodegas Mauro S.A.
Álcool: 14.5%
Enólogo: Mariano García
Nota de Prova: Apresenta uma cor rubi profunda e de forte concentração no centro, com uma auréola de tonalidade granada e levemente violeta, o nariz evidencia uma elegância e envolvência fantásticas, destacando-se a fruta vermelha e preta bem maduras, uma forte componente especiada, barrica de grande qualidade e ainda sugestivas notas minerais, num fundo marcado por delicados apontamentos balsâmicos, na boca revela-se um conjunto harmonioso e sedutor, muito encorpado e com um volume enorme e taninos marcados por uma nobreza ímpar, no paladar é a fruta negra e a barrica que dominam, sendo muito bem acompanhadas por notas apimentadas e minerais, o final de boca termina com um comprimento e uma persistência simplesmente notáveis.
Classificação Pessoal: 18.5
Chateau Rabaud-Promis Premier Grand Cru Sauternes 2009 (Branco)

Região: França
Castas: Sémillon e Sauvignon Blanc
Produtor: Château Rabaud-Promis
Álcool: 13%
Enólogo: Thomas Déjean
Nota de Prova: Cor amarelo de tonalidade dourada, o nariz sugere aromas melados e de fruta tropical, além de delicadas notas florais e de fruta cristalizada, na boca é um vinho untuoso, elegante e com um belíssimo equilíbrio na relação doçura/acidez, no paladar destaca-se a sua cremosidade, com breves notas de frutos secos muito bem envolvidas por delicados apontamentos tropicais e melados, o final de boca termina com um comprimento prolongado.
Classificação Pessoal: 17
F.M.A Bual 1964 (Madeira)

Região: Madeira
Castas: Bual
Produtor: Francisco Manuel Albuquerque
Álcool: 20%
Enólogo: Francisco Gonçalves
Nota de Prova: Apresenta uma cor acastanhada e um nariz muito complexo e harmonioso, onde se destacam breves notas de frutos secos envolvidas por nuances torradas e balsâmicas, num fundo marcado por um vinagrinho habitual e breves apontamentos de café e alguma madeira velha, na boca é um vinho elegante e com grande acidez, além de volumoso e com uma frescura notável, no paladar voltam a dominar os frutos secos e uma ligeira sensação de tabaco e tosta, com o final de boca a terminar de uma forma grandiosa, em termos de comprimento e prolongamento.
Classificação Pessoal: 17.5
Quinta do Noval Colheita 1971 (Porto)

Região: Douro
Castas: Várias
Produtor: Quinta do Noval - Vinhos, S.A.
Álcool: 21%
Enólogo: António Agrellos
Nota de Prova: De cor âmbar carregada no centro e uma fina auréola marcada por tons aloirados e esverdeados, o nariz revela uma complexidade e elegância fantásticas, destacando-se diversos frutos secos e evidentes notas de caramelo, muito bem envolvidas por um toque de vinagrinho e até de iodo, num fundo marcado pelas frutas cristalizadas, na boca é um vinho harmonioso, aveludado e sedutor, que é capaz de surpreender pela frescura e cremosidade e ao mesmo tempo pela untuosidade e envolvência apresentadas, o paladar apresenta um leve toque de caramelo muito bem envolvido com os frutos secos e com a madeira velha, formando um conjunto tão fino quanto complexo e de uma nobreza e elegância invejáveis, o final de boca termina de uma forma longa e com uma persistência interminável.
Classificação Pessoal: 18.5

Etiquetas: