• Pedro Rafael Barata
  • prtbarata@gmail.com
  • O objectivo deste Blog não é mais do que uma "Montra Pessoal" de vinhos provados. Visitem e Comentem!
  • Caro Produtor, se tem interesse em divulgar os seus vinhos no Blog Os Vinhos, clique aqui!
  •     
        
  • RSS







Todos os Vinhos Provados no Blog Os Vinhos (5286) A-M / N-Z
Todos os Vinhos Provados em Eventos de Provas de Vinhos (4117)

domingo, 21 de abril de 2019

Novo jantar de Bloggers de vinhos do Mundo no Restaurante Tendinha (Dez/2018)


No passado dia 27/12/2018 no Restaurante Tendinha em Mem Martins, teve lugar mais um Jantar de grandes vinhos do Mundo, onde se juntaram alguns Bloggers de Vinho.

Durante o jantar e respectiva Prova de Vinhos estiveram presentes os Bloggers :
- Pedro Rafael Barata (Blog Os Vinhos)
- Rui Lourenço Pereira (Blog Art meets Bacchus)
- Carlos Janeiro (Blog Comer, Beber e Lazer)
- Francisco Damião de Brito (Blog Vinho do Porto Vintage) e Miguel Pedro.

O Evento realizou-se com a apresentação e degustação dos vários vinhos que cada um teve a oportunidade de trazer consigo.



Vinhos degustados durante o Jantar:

Krug Grand Cuvée Brut (Champanhe)

Região: França
Castas: Chardonnay, Pinot Meunier e Pinot Noir
Produtor: Maison Krug
Álcool: 12%
Enólogo: Eric Lebel
Nota de Prova: Apresenta uma cor intensa de tonalidade amarelo/dourado, o nariz revela-se muito elegante e fino, com delicados aromas florais e de fruta muito bem casados com notas de frutos secos e algum biscoito, num fundo complexo, tostado e muito sedutor, na boca revela-se cremoso, volumoso e muito, muito elegante, com uma bolha finíssima e um paladar apenas e só sedutor, frutado, tostado e marcado por frutos secos nobres, o final de boca termina com um comprimento e uma persistência distintos.
Classificação Pessoal: 18
Chateau La Tour Blanche 1er Cru Sauternes 2009 (Branco)

Região: França
Castas: Sémillon, Sauvignon Blanc e Muscadelle
Produtor: Château La Tour Blanche
Álcool: 14%
Enólogo: Jean-Pierre Faure
Nota de Prova: Cor amarela dourada e nariz fino, rico em notas meladas, acompanhadas por breves nuances de frutos secos e citrinos bem maduros, formando um conjunto complexo e harmonioso, na boca apresenta-se um vinho cheio, com uma acidez vibrante e uma untuosidade e volume fantásticos, no paladar destaca-se a fruta madura, muito mel, é um vinho envolvente e grandioso, terminando de uma forma bem persistente.
Classificação Pessoal: 17.5
Chateau Montelena Napa Valley Chardonnay 2014 (Branco)

Região: EUA
Castas: Chardonnay
Produtor: Chateau Montelena Winery
Álcool: 13.5%
Enólogo: Matt Crafton
Nota de Prova: Cor amarela esverdeada e nariz rico em aromas de fruta madura, maçã e também algum pêssego, marcadamente envolvidos por um evidente toque vegetal, num fundo mais mineral e ligeiramente especiado, na boca apresenta uma estrutura interessante, uma acidez vibrante e um volume grandioso, no paladar realce para a harmonia existente entre a fruta madura e as notas vegetais, muito bem acompanhadas por uma componente mineral e de barrica, que são responsáveis pela complexidade do conjunto, o final de boca termina algo seco mas com um comprimento e persistente de grande nível.
Classificação Pessoal: 17.5
Vincent Girardin Puligny-Montrachet Les Combettes Premier Cru 2013 (Branco)

Região: França
Castas: Chardonnay
Produtor: Vincent Gerardin
Álcool: 13.5%
Enólogo: Vincent Gerardin
Nota de Prova: Cor amarela intensa e nariz muito fino, onde se destacam os aromas citrinoe e de fruta madura, muito bem envolvidos por subtins nuances minerais e especiadas, com a barrica a revelar-se muito subtil, na boca é um vinho untuoso, complexo, envolvente e com uma belíssima estrutura, o paladar apresenta-se mais especiado e tostado do que frutado e mineral e o final de boca termina longo e bem persistente.
Classificação Pessoal: 17
Glen Carlou Quartz Stone Single Vineyard Chardonnay 2016 (Branco)

Região: África do Sul
Castas: Chardonnay
Produtor: Glen Carlou
Álcool: 13%
Enólogo: Johnnie Calitz
Nota de Prova: Cor amarela brilhante com laivos esverdeados, o nariz revela-se muito frutado e elegante, estando bem acompanhado por evidentes notas de barrica e por um leve toque fumado e citrino, na boca é um vinho equilibrado, vivo e com um volume acima da média, onde revela um certo amanteigado, no paladar destaca-se a fruta bem madura, bem como subtis nuances de barrica e tosta, com o final de boca a terminar com um comprimento médio/longo.
Classificação Pessoal: 16.5
Nicolas Catena Zapata 2013 (Tinto)

Região: Argentina
Castas: Cabernet Sauvignon e Malbec
Produtor: Bodega Catena Zapata
Álcool: 13.5%
Enólogo: Alejandro Vigil
Nota de Prova: Apresenta uma cor rubi intensa e muito concentrada, o nariz evidencia frutos silvestres e negros, acompanhados por subtis mas elegantes notas vegetais e minerais, num fundo marcado pela barrica e por nuances especiadas e apimentadas, na boca é um vinho complexo, muito estruturado e encorpado, com um volume enorme e taninos de uma fineza invejável, o paladar denota uma integração perfeita entre a fruta, a madeira e as notas de pimenta, tudo muito bem secundado por um leve toque achocolatado e até terroso, o final de boca termina com um comprimento e uma persistência bastante prolongados.
Classificação Pessoal: 17.5
Terreus 2009 (Tinto)

Região: Espanha
Castas: Tempranillo
Produtor: Bodegas Mauro S.A.
Álcool: 14.5%
Enólogo: Mariano García
Nota de Prova: Apresenta uma cor rubi profunda e de forte concentração no centro, com uma auréola de tonalidade granada e levemente violeta, o nariz evidencia uma elegância e envolvência fantásticas, destacando-se a fruta vermelha e preta bem maduras, uma forte componente especiada, barrica de grande qualidade e ainda sugestivas notas minerais, num fundo marcado por delicados apontamentos balsâmicos, na boca revela-se um conjunto harmonioso e sedutor, muito encorpado e com um volume enorme e taninos marcados por uma nobreza ímpar, no paladar é a fruta negra e a barrica que dominam, sendo muito bem acompanhadas por notas apimentadas e minerais, o final de boca termina com um comprimento e uma persistência simplesmente notáveis.
Classificação Pessoal: 18.5
Chateau Rabaud-Promis Premier Grand Cru Sauternes 2009 (Branco)

Região: França
Castas: Sémillon e Sauvignon Blanc
Produtor: Château Rabaud-Promis
Álcool: 13%
Enólogo: Thomas Déjean
Nota de Prova: Cor amarelo de tonalidade dourada, o nariz sugere aromas melados e de fruta tropical, além de delicadas notas florais e de fruta cristalizada, na boca é um vinho untuoso, elegante e com um belíssimo equilíbrio na relação doçura/acidez, no paladar destaca-se a sua cremosidade, com breves notas de frutos secos muito bem envolvidas por delicados apontamentos tropicais e melados, o final de boca termina com um comprimento prolongado.
Classificação Pessoal: 17
F.M.A Bual 1964 (Madeira)

Região: Madeira
Castas: Bual
Produtor: Francisco Manuel Albuquerque
Álcool: 20%
Enólogo: Francisco Gonçalves
Nota de Prova: Apresenta uma cor acastanhada e um nariz muito complexo e harmonioso, onde se destacam breves notas de frutos secos envolvidas por nuances torradas e balsâmicas, num fundo marcado por um vinagrinho habitual e breves apontamentos de café e alguma madeira velha, na boca é um vinho elegante e com grande acidez, além de volumoso e com uma frescura notável, no paladar voltam a dominar os frutos secos e uma ligeira sensação de tabaco e tosta, com o final de boca a terminar de uma forma grandiosa, em termos de comprimento e prolongamento.
Classificação Pessoal: 17.5
Quinta do Noval Colheita 1971 (Porto)

Região: Douro
Castas: Várias
Produtor: Quinta do Noval - Vinhos, S.A.
Álcool: 21%
Enólogo: António Agrellos
Nota de Prova: De cor âmbar carregada no centro e uma fina auréola marcada por tons aloirados e esverdeados, o nariz revela uma complexidade e elegância fantásticas, destacando-se diversos frutos secos e evidentes notas de caramelo, muito bem envolvidas por um toque de vinagrinho e até de iodo, num fundo marcado pelas frutas cristalizadas, na boca é um vinho harmonioso, aveludado e sedutor, que é capaz de surpreender pela frescura e cremosidade e ao mesmo tempo pela untuosidade e envolvência apresentadas, o paladar apresenta um leve toque de caramelo muito bem envolvido com os frutos secos e com a madeira velha, formando um conjunto tão fino quanto complexo e de uma nobreza e elegância invejáveis, o final de boca termina de uma forma longa e com uma persistência interminável.
Classificação Pessoal: 18.5

Etiquetas: