• Pedro Rafael Barata
  • prtbarata@gmail.com
  • O objectivo deste Blog não é mais do que uma "Montra Pessoal" de vinhos provados. Visitem e Comentem!
  • Caro Produtor, se tem interesse em divulgar os seus vinhos no Blog Os Vinhos, clique aqui!
  •     
        
  • RSS

Todos os Vinhos Provados no Blog Os Vinhos (5676)
Todos os Vinhos Provados em Eventos de Provas de Vinhos (4226)

domingo, 26 de janeiro de 2020

Os Bloggers voltam a reunir-se num jantar no Restaurante Tendinha (Set/2019)


No passado dia 09/09/2019 no Restaurante Tendinha em Mem Martins, teve lugar mais um Jantar onde se juntaram alguns Bloggers de Vinho.

Durante o jantar e respectiva Prova de Vinhos estiveram presentes os seguintes Bloggers:
- Pedro Rafael Barata (Blog Os Vinhos)
- Carlos Janeiro (Blog Comer, Beber e Lazer)
- Rui Lourenço Pereira (Blog Art meets Bacchus)
- Francisco Damião de Brito (Blog Vinho do Porto Vintage)
e ainda Miguel Pedro.

O Evento realizou-se com a apresentação e degustação dos vários vinhos que cada um teve a oportunidade de trazer consigo.



Vinhos degustados durante o Jantar:

Bridão Colheita Tardia 2016 (Branco)

Região: DOC Tejo
Castas: Fernão Pires e Arinto
Produtor: Adega Cooperativa do Cartaxo, CRL
Álcool: 12.5%
Enólogo: Pedro Gil
Nota de Prova: Cor dourada e nariz agradavelmente marcado por notas meladas e de frutos secos, formando um conjunto agradável e relativamente complexo, na boca revela um agradável equilíbrio entre a doçura e a acidez, bem como um volume interessante, no paladar sobressai a envolvência entre as notas meladas e os citrinos bem maduros, com o final de boca a terminar algo seco e com um comprimento médio mas saboroso.
Classificação Pessoal: 15.5
Cosme Palacio 1894 Blanco 2014 (Branco)

Região: Espanha
Castas: Viura e Malvasia
Produtor: Bodegas Palacio
Álcool: 13%
Enólogo: Roberto Rodríguez
Nota de Prova: Cor amarelo dourado e nariz complexo, como que a fazer lembrar flores secas, fruta tropical madura e uma delicada sensação fumada e tostada, na boca é um vinho estruturado, com bom volume e uma acidez muito interessante, no paladar revela-se mais especiado do que frutado, embora os frutos secos acompanhados por breves nuances tostadas completem um conjunto muito interessante, o final de boca termina ligeiramente seco mas com um comprimento e uma persistência bem prolongados.
Classificação Pessoal: 17
Teixuga 2013 (Branco)

Região: DOC Dão
Castas: Encruzado
Produtor: Caminhos Cruzados, Lda
Álcool: 13.5%
Enólogo: Carlos Magalhães e Manuel Vieira
Nota de Prova: Cor amarela intensa e brilhante, o nariz revela fineza e elegância, destacando-se os frutos secos e os citrinos bem maduros envolvidos por um ligeiro toque resinoso, fumado e até tostado, na boca é um vinho volumoso, estruturado e com uma acidez bem vincada, no paladar domina a elegância e envolvência apresentadas pela fruta madura e pela barrica, num final de grande persistência.
Classificação Pessoal: 17.5
Teixuga 2014 (Branco)

Região: DOC Dão
Castas: Encruzado
Produtor: Caminhos Cruzados, Lda
Álcool: 14%
Enólogo: Carlos Magalhães e Manuel Vieira
Nota de Prova: Não foi possível a Prova devido ao efeito TCA (cheiro a rolha).
Classificação Pessoal: 0
Paritua Merlot 2014 (Tinto)

Região: Nova Zelândia
Castas: Merlot
Produtor: Paritua Vineyards & Winery Ltd
Álcool: 15%
Enólogo: Jason Stent
Nota de Prova: Não foi possível a Prova devido ao efeito TCA (cheiro a rolha).
Classificação Pessoal: 0
Miguel Escorihuela Gascón Pequeñas Producciones Syrah 2013 (Tinto)

Região: Argentina
Castas: Syrah
Produtor: Escorihuela Gascón
Álcool: 13.5%
Enólogo: Matías Ciciani Soler
Nota de Prova: Cor rubi concentrada no centro e uma fina auréola de tonalidade avermelhada, o nariz sugere frescos aromas de fruta vermelha, compota e ainda delicadas notas vegetais que se confundem com a tosta e uma breve sensação especiada e até de tabaco e café, na boca é um vinho equilibrado, com uma estrutura e um corpo bem presentes e taninos redondos, no paladar destaca-se a envolvência existente entre a fruta preta e a barrica, além de subtis notas minerais e especiadas, terminando com um final de boca de comprimento médio/longo.
Classificação Pessoal: 16.5
Ferrer Bobet Vinyes Velles 2011 (Tinto)

Região: Espanha
Castas: Cariñena, Garnacha Tinta e Vinhas Velhas
Produtor: Ferrer Bobet
Álcool: 15%
Enólogo: Isabel Fortuny e Raül Bobet
Nota de Prova: Cor rubi profunda, muito concentrada no centro e com laivos brilhantes de tonalidade violácea, o nariz revela-se sedutor e muito elegante, onde os aromas de frutos negros combinam na perfeição com sugestivas notas especiadas e terrosas, além breves nuances balsâmicas e minerais, num fundo ligeiramente marcado pelo cacau e pela barrica, na boca é um vinho muito encorpado e volumoso, com uma fineza fantástica e uma complexidade única, no paladar realce para a harmonia existente entre a fruta vermelha e preta bem maduras, as notas balsâmicas e minerais, a barrica de grande qualidade e uma componente mineral e terrosa que confere uma grande complexidade ao conjunto, o final de boca termina de uma forma muito prolongada e com uma persistência enorme.
Classificação Pessoal: 17.5
Domingos Soares Franco Colecção Privada Moscatel Roxo Superior 2002 (Moscatel)

Região: Setúbal
Castas: Moscatel Roxo
Produtor: José Maria da Fonseca Vinhos, S.A.
Álcool: 17.5%
Enólogo: Domingos Soares Franco
Nota de Prova: Apresenta uma cor âmbar brilhante e um nariz muito fino e elegante, onde se destacam os aromas de frutos secos, nomeadamente figos e avelãs, em perfeita sintonia com as notas meladas e de fruta em passa, além de uma breve sensação citrina, na boca é um vinho volumoso e untuoso, onde se destaca a sua acidez e envolvência, no paladar voltam a sobressair os frutos secos e o mel, além de uma delicada sensação frutada, terminando com um final de boca prolongado e persistente.
Classificação Pessoal: 17
Kranemann 10 Anos (Porto)

Região: Douro
Castas: Várias
Produtor: Kranemann Wine Estates
Álcool: 19.5%
Enólogo: Diogo Lopes e Maria Susete Melo
Nota de Prova: Cor âmbar relativamente intensa no centro e um nariz muito fresco e com uma agradável exuberância de frutos secos, mel e delicadas notas de caramelo e fruta cristalizada, na boca é um vinho interessante, com uma certa untuosidade e uma acidez vibrante, no paladar realce para a harmonia existente entre os diversos frutos secos e as notas meladas e caramelizadas, com o final de boca a terminar com um comprimento médio/longo.
Classificação Pessoal: 16
Niepoort Vintage 2017 (Porto)

Região: Douro
Castas: Touriga Franca, Tinto Cão, Tinta Francisca, Tinta Amarela, Sousão, Tinta Roriz e outras
Produtor: Niepoort Vinhos, S.A.
Álcool: 20%
Enólogo: Dirk Niepoort
Nota de Prova: Cor rubi profunda e com uma forte tonalidade violeta, o nariz sugere exuberantes e elegantes aromas de frutos pretos, especiarias e chocolate, além de breves nuances mentoladas e até balsâmicas, na boca é um vinho de grande fineza e envolvência, volumoso, estruturado e com uma ligeira secura, muito típica, a marcar o conjunto, no paladar voltam a destacar-se os frutos pretos e a madeira, além de evidentes notas balsâmicas e de cacau, o final de boca termina de uma forma muito prolongada e persistente.
Classificação Pessoal: 18

Etiquetas: