• Pedro Rafael Barata
  • prtbarata@gmail.com
  • O objectivo deste Blog não é mais do que uma "Montra Pessoal" de vinhos provados. Visitem e Comentem!
  • Caro Produtor, se tem interesse em divulgar os seus vinhos no Blog Os Vinhos, clique aqui!
  •     
        
  • RSS







Todos os Vinhos Provados no Blog Os Vinhos (4440)
Todos os Vinhos Provados em Eventos de Provas de Vinhos (3604)

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

2519 - Quinta da Sequeira Grande Escolha 2002 (Tinto)



Região: DOC Douro
Castas: Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Roriz e Tinta Amarela
Produtor: Mário Jorge Eugénio Monteiro Cardoso - Quinta da Sequeira
Preço: Entre 20€ e 25€
Álcool: 14%
Enólogo: Jorge Sousa Pinto
Notas de Prova: Cor vermelha intensa e nariz surpreendentemente floral e rico em notas de fruta vermelha aliadas a leves sugestões de tosta e também especiarias, com breves apontamentos de couro, na boca é um vinho com bom volume, estrutura e complexidade, as notas de fruta integram-se perfeitamente nas sugestões de barrica e tosta, bem como um certo achocolatado, os taninos revelam-se bem polidos e o final de boca tem um comprimento médio/longo e uma persistência prolongada.

Classificação Pessoal: ......................................17
• Data da Prova: Abril 2012

Classificação Revista dos Vinhos: ......................17.5
• Data da Revista: Outubro 2007

Rótulo: A Quinta da Sequeira localiza-se no Concelho de Vila Nova de Foz Côa, em pleno Douro Superior. Pertence à mesma família há várias gerações, e desde 1899 vinifica as suas próprias uvas. A experiência acumulada proporcionou à actual geração um invulgar conhecimento, que aliado às mais recentes tecnologias e rigor, permitiram com uma criteriosa selecção de uvas, a produção do Quinta da Sequeira. Castas: Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Roriz e Tinta Amarela. Estágio: Dez meses em barricas de carvalho allier e limousin e seis meses em garrafa. Prova: De cor púrpura carregada, muito concentrado no nariz, com notas de madeira associada a frutos silvestres pretos algo passados. Muito cheio na boca, com taninos bem presentes e macios, que lhe conferem uma excelente estrutura e harmonia, bem como longevidade. A fim de serem mantidas todas as suas características, este vinho não foi sujeito a qualquer operação de filtração ou estabilização, pelo que é natural a formação de depósito, devendo ser decantado 30 minutos antes de servir. Consumo: Servir a uma temperatura de 18ºC. Gastronomia: pratos de carne elaborados, e tábua de queijos. Enólogo: Jorge Sousa Pinto. Foram produzidas 5.866 garrafas, cabendo a esta o número 5.134.

Etiquetas: , , , , , , ,