• Pedro Rafael Barata
  • prtbarata@gmail.com
  • O objectivo deste Blog não é mais do que uma "Montra Pessoal" de vinhos provados. Visitem e Comentem!
  • Caro Produtor, se tem interesse em divulgar os seus vinhos no Blog Os Vinhos, clique aqui!
  •     
        
  • RSS







Todos os Vinhos Provados no Blog Os Vinhos (4440)
Todos os Vinhos Provados em Eventos de Provas de Vinhos (3604)

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Prova Vertical Quinta das Bágeiras (Nov/2012)


No passado dia 11/11/2012 no Centro de Congressos da FIL – Junqueira em Lisboa, teve lugar uma Prova de Vinhos Vertical da marca Quinta das Bágeiras do Produtor Mário Sérgio Alves Nuno, realizada no âmbito do Evento Encontro com o Vinhos e com os Sabores 2012, organizado pela entidade Revista de Vinhos.

Prova comentada pelo Produtor Mário Sérgio Alves Nuno.


Quinta das Bágeiras Velha Reserva 1989 (Espumante)

Região: DOC Bairrada
Castas:
Maria Gomes e Bical
Produtor: Mário Sérgio Alves Nuno
Álcool: 12%
Enólogo: Mário Sérgio Alves Nuno
Nota de Prova: Apresenta uma cor dourada intensa e um nariz onde é perceptível a sua evolução mas que rapidamente surpreende pela sua elegância e pelos aromas de citrinos maduros e algum biscoito, na boca revela uma interessante frescura e uma agradável harmonia, no paladar destacam-se os frutos secos e um leve toque cítrico, terminando relativamente seco e com um comprimento mediano.
Classificação Pessoal: 16
Quinta das Bágeiras 1994 (Branco)

Região: DOC Bairrada
Castas:
Maria Gomes, Bical e Cerceal
Produtor: Mário Sérgio Alves Nuno
Álcool: 12%
Enólogo: Mário Sérgio Alves Nuno
Nota de Prova: Cor amarela brilhante com uma delicada tonalidade dourada, o nariz está fortemente marcado pelos aromas citrinos maduros e por uma delicada mineralidade, já na boca, apresenta alguma evolução, com o paladar a evidenciar notas citrinas e e um ligeiro especiado, o final de boca tem um comprimento médio e uma persistência já pouco expressiva.
Classificação Pessoal: 15.5
Quinta das Bágeiras Garrafeira 2001 (Branco)

Região: DOC Bairrada
Castas:
Maria Gomes e Bical
Produtor: Mário Sérgio Alves Nuno
Álcool: 14%
Enólogo: Mário Sérgio Alves Nuno
Nota de Prova: Apresenta uma bonita cor amarelo dourado e um nariz elegante e complexo, onde agradáveis e elegantes notas especiadas envolvem-se com um ligeiro toque de borracha e delicadas notas de citrinos, na boca conta com volume interessante e uma estrutura e secura notáveis, revela um toque especiado bem presente e a madeira revela uma excelente integração com a fruta e com nuances de citrinos maduros, o final de boca tem um comprimento e uma persistência bem acima da média.
Classificação Pessoal: 16.5
Quinta das Bágeiras Garrafeira 2004 (Branco)

Região: DOC Bairrada
Castas:
Maria Gomes e Bical
Produtor: Mário Sérgio Alves Nuno
Álcool: 13%
Enólogo: Mário Sérgio Alves Nuno
Nota de Prova: Cor dourada brilhante e nariz fino e elegante, onde os aromas especiados e citrinos formam um conjunto sedutor e complexo, na boca é um vinho envolvente e harmonioso, onde se destaca a sua excelente acidez e uma secura muito evidente e prolongada, revela uma boa estrutura e um paladar muito frutado e onde as notas de barrica revelam subtileza, termina com um comprimento longo e muito persistente.
Classificação Pessoal: 17
Quinta das Bágeiras Garrafeira 2007 (Branco)

Região: DOC Bairrada
Castas:
Maria Gomes e Bical
Produtor: Mário Sérgio Alves Nuno
Álcool: 14%
Enólogo: Mário Sérgio Alves Nuno
Nota de Prova: Apresenta uma cor amarela brilhante e um nariz dominado pelas notas de fruta madura e por uma certa mineralidade, num fundo mais especiado e citrino, na boca é um vinho muito equilibrado e envolvente, além de fresco e estruturado, conta com um paladar rico em notas de fruta e delicados apontamentos cítricos muito bem envolvidos com a madeira, o final de boca é longo, muito seco e muito persistente.
Classificação Pessoal: 17
Quinta das Bágeiras Pai Abel 2009 (Branco)

Região: DOC Bairrada
Castas:
Maria Gomes e Bical
Produtor: Mário Sérgio Alves Nuno
Álcool: 14%
Enólogo: Mário Sérgio Alves Nuno
Nota de Prova: Cor amarela de tonalidade dourada e nariz muito fresco e ao mesmo tempo complexo, onde as notas de fruta madura casam na perfeição com as notas de barrica e com subtis apontamentos cítricos e minerais, na boca é um vinho sedoso, fresco e complexo, apresenta uma bela acidez e um paladar muito especiado, frutado e atractivo, o final de boca é prolongado e persistente.
Classificação Pessoal: 17
Quinta das Bágeiras Garrafeira 1995 (Tinto)

Região: DOC Bairrada
Castas:
Vinhas Velhas
Produtor: Mário Sérgio Alves Nuno
Álcool: 14%
Enólogo: Mário Sérgio Alves Nuno
Nota de Prova: Apresenta uma cor granada intensa e um nariz fino e sedutor, onde as notas de algum couro se misturam com delicadas nuances de fruta em passa e alguma madeira velha, na boca é um vinho intenso, com uma ligeira evolução e com um paladar relativamente estruturado e mais apimentado, a madeira revela ainda alguma presença e os taninos denotam solidez, o final de boca é algo seco e conta com um comprimento e uma persistência médios/altos.
Classificação Pessoal: 16.5
Quinta das Bágeiras Garrafeira 1997 (Tinto)

Região: DOC Bairrada
Castas:
Vinhas Velhas
Produtor: Mário Sérgio Alves Nuno
Álcool: 13%
Enólogo: Mário Sérgio Alves Nuno
Nota de Prova: Cor granada de média intensidade no centro e uma delicada tonalidade atijolada à volta, o nariz revela uma agradável dose de fruta preta e delicadas notas de barrica, bem como algum couro e ainda um leve toque fumado e apimentado, na boca conta com um paladar seco, uma estrutura intensa e uma complexidade bem atractiva, é um vinho com uns taninos sólidos e uma juventude notável, a fruta negra e as notas de diversas especiarias complementam um conjunto muito interessante, o final de boca é longo e persistente.
Classificação Pessoal: 17
Quinta das Bágeiras Garrafeira 2001 [Magnum] (Tinto)

Região: DOC Bairrada
Castas:
Vinhas Velhas
Produtor: Mário Sérgio Alves Nuno
Álcool: 15%
Enólogo: Mário Sérgio Alves Nuno
Nota de Prova: Cor rubi intensa no centro e auréola de tonalidade granada, o nariz revela evidentes aromas de fruta preta aliada a delicadas notas de diversas especiarias e um leve toque apimentado, na boca é um vinho estruturado e complexo, onde se destaca a sua incrível secura, bem como a firmeza dos taninos e a sua imensa juventude, no paladar é um vinho frutado e acima de tudo especiado, com as notas de barrica bem presentes e elegantes, o final de boca é muito longo e persistente.
Classificação Pessoal: 17.5
Quinta das Bágeiras Garrafeira 2005 (Tinto)

Região: DOC Bairrada
Castas:
Baga e Touriga Nacional
Produtor: Mário Sérgio Alves Nuno
Álcool: 14%
Enólogo: Mário Sérgio Alves Nuno
Nota de Prova: Apresenta uma cor praticamente opaca no centro e auréola de tonalidade rubi, o nariz revela uma fineza e elegância muito atractivas, com os aromas florais e a fruta vermelha madura a surgirem envolvidos com delicadas notas de barrica, na boca é um vinho complexo e envolvente, com taninos firmes mas não pesados, no paladar a fruta negra e um ligeiro mineral complementam-se com um leve toque especiado e também subtis notas de barrica, o final de boca é prolongado e muito persistente.
Classificação Pessoal: 17
Quinta das Bágeiras Garrafeira 2005 [Magnum] (Tinto)
Quinta das Bágeiras Garrafeira 2008 (Tinto)

Região: DOC Bairrada
Castas:
Baga
Produtor: Mário Sérgio Alves Nuno
Álcool: 13.5%
Enólogo: Mário Sérgio Alves Nuno
Nota de Prova: Cor rubi muito concentrada, praticamente impenetrável, com laivos ligeiramente violáceos, o nariz revela fruta vermelha madura, elegantes notas de barrica e um ligeiro toque vegetal seco e também alguma mineralidade, a boca é volumosa, com taninos muito presentes e um paladar rico em notas de fruta negra, madeira e ainda um leve toque terroso e apimentado, denotando ser um vinho encorpado e complexo, o final de boca é prolongado e de enorme persistência.
Classificação Pessoal: 17
Quinta das Bágeiras Pai Abel 2009 (Tinto)

Região: DOC Bairrada
Castas:
Baga e Touriga Nacional
Produtor: Mário Sérgio Alves Nuno
Álcool: 14.5%
Enólogo: Mário Sérgio Alves Nuno
Nota de Prova: Apresenta uma cor muito escura, quase opaca no centro, com uma auréola de tonalidade violácea, o nariz revela-se sedutor, fino e muito elegante, onde as notas florais se misturam com a fruta vermelha, bem como frutos do bosque e onde a madeira revela uma bela presença e uma elegância superior, na boca é um vinho muito estruturado, volumoso e encorpado, conta com uns taninos aguerridos, que sugerem uma capacidade de envelhecimento notável, o paladar revela sugestivas notas de fruta negra envolvidas num delicado toque mineral e vegetal, num fundo mais especiado e onde a barrica revela a sua imensidão, o final de boca é muito prologado e persistente.
Classificação Pessoal: 17.5

Etiquetas: